ADALZIRA BITTENCOURT  nasceu em Bragança Paulista no ano de 1904. Poeta e prosadora, foi uma mulher muito participativa nos meios culturais do país. Publicou "Migalhas de Sonhos", "A Mulher do Direito Brasileiro" e muitos outros livros.  Morava no Rio de Janeiro, na Praia do Flamengo, 82, aptº 703.  Faleceu no dia 28 de outubro de 1976.

É uma corrente pesada
a do casamento; pois,
para poder ser levada,
precisa sempre de dois...

Goze o "hoje", esta hora certa,
faça do "agora" o apogeu...
O futuro é coisa incerta,
e o passado já morreu.

Bem fazer, nunca se perde,
não se perde o bem fazer...
Semeai o campo verde,
mesmo para outro colher...

Se fores caluniada,
não vale a pena odiar;
não brigues,não faças nada,
que a nobreza é perdoar.