ALMIR PINTO DE AZEVEDO   - advogado, escritor, poeta/trovador, autor de vários livros, entre os quais, "Cambuci 200 anos" e "Memórias Trovadorescas". Entre as inúmeras atribuições, é presidente e fundador da Academia de Letras de Cambuci e, atualmente, presidente da UBT Estadual, Rio de Janeiro.  Radicado em Cambuci mas nascido em Itaocara, no dia 1º de janeiro de 1953. É, em 2015, com suas ideias modernas e arejadas, um dos grandes nomes que podem fazer da Trova no Brasil um gênero poético muito mais valorizado do que já o é.
     Acima de tudo, um homem de bem!    


Ah, seu eu pudesse alguma dia
ter asas para voar,
quem sabe talvez iria
em tua boca pousar.

Que bom, chegando aos sessenta,
saber, revendo os meus passos,
que é o bom Deus que me sustenta
e me carrega em seus braços!.

Entre as escolhas que fiz,
eu sofri e sei por que:
uma só me fez feliz,
foi essa de amar você!

 

Não se vai de todo embora
quem deixou tanta amizade;
a despedida de agora
é presença na saudade..

Encontrar a "prometida",
eu confesso que busquei.
Só em ti, Celma querida,
a prometida encontrei...

Que bom, chegando aos setenta,
saber, revendo os meus passos,
que é o bom DEUS que me sustenta
e me carrega em SEUS braços...

Nosso verdadeiro amor,
nem mesmo a morte destrói,
permanecendo na dor,
mas... como a saudade dói!

Minha fé inabalável,
dos meus pais herdei um dia,
sacrossanta, inarredável,
eu caminho e ela me guia...