O cronista, poeta, teatrólogo, radialista, jornalista, advogado ÁLVARO MOREYRA (Álvaro Maria da Soledade Pinto da Fonseca Velhinho Rodrigues Moreira da Silva) nasceu em Porto Alegre a 23 de novembro de 1888, filho de João Moreira da Silva e de Maria Rita da Fonseca. e mudou-se para o Rio aos 22 anos. Foi um dos grandes divulgadores de trova, como redator da Revista Fon-Fon e apresentador dos programas "Conversa em Família" e "Bom Dia, Amigos", pela Rádio Globo. Muitos livros publicados, entre eles: "Degenerada"-1909, "Lenda das Rosas" e "Circo".
          Foi um dos raríssimos trovadores a ocupar uma cadeira na Academia Brasileira de Letras: assumiu, em 13 de agosto de 1959, a cadeira nº 21, em sucessão a Olegário Mariano. Faleceu no Rio de Janeiro, em 21 de setembro de 1964.

(trova nº 1753 do livro "Meus Irmãos, os Trovadores", de Luiz Otávio)
Salgueiros trêmulos, belos!
Meus camaradas tão bons!
Vós sois como violoncelos
onde o vento acorda sons...