ALYDIO CARVALHO E SILVA nasceu em Santa Cruz/ES, em 11 de abril de 1917. Publicou um livro de trovas: "Mosaicos". Mudou-se, em março de 1943, para  Belo Horizonte. Aposentou-se em 1975 pela CEMIG. Faleceu na capital mineira no dia 05 de julho de 2001.
 

Vi num jornal estampado
o perigo que há no beijo.
Antes ser contaminado
do que morrer de desejo.

Quando passei pela estrada
e ouvi teu canto distante,
senti que a mágoa passada
reviveu naquele instante.

Há muita fogueira acesa
nesta noite de festejos,
mas nenhuma, com certeza,
tem a ardência dos teus beijos.

Carnaval, fraternidade
transitória e resumida,
onde se esconde a verdade
dos sofrimentos da vida.

Se passas muito apressada,
fugindo à minha atenção,
eu sinto a tua pisada
esmagar meu coração.

É doce morrer no mar...
Cayme receita a dose.
Só Cristo pra transformar
tanta salmoura em glicose.