www.falandodetrova.com.br/amaliagerda

 

Amália Marie Gerda Bornheim, professora aposentada, residia em Caxias do Sul/RS, onde faleceu, em 19 de outubro de 2017. Oriunda de uma tradicional família de pensadores.
Seu único livro, lançado em 2016, foi "Estações D"Alma" - haicais.

A tua palavra dura,
foi  castigo merecido”
Não sou anjo, nem ternura,     (M. Honrosa Porto Alegre 2017)
mas  estou arrependido...
 
Tanta escuridão no mundo,
sofrimento e muita dor!
Mas nas trevas, bem no fundo,     (M. Honrosa Porto Alegre 2015)
brilha uma estrela, a do amor!
 
Brota a fonte cristalina,
borbulha e percorre a terra...     (M. Especial Porto Alegre 2013)    
Com sua essência divina,
espalha o amor que ela encerra.
 
Os postes, tão perfilados,
parecem carregar cruzes...
Mas brilham, transfigurados,    (M. Especial Porto Alegre 1999)    
quando acendem suas luzes...

colheita da estação,
junto aos vastos parreirais,
traz a marca e o coração               (Caxias do Sul 2010)
dos mais nobres ancestrais.
 
Cores englobam a terra
na mais profunda harmonia!
Quando o sol se põe, na serra,    (6º lugar municipal, Caxias do Sul 1999)
o céu é pura magia...

Que o mundo seja a cartola

da surpresa e da magia

e não, apenas, a bola

da rotação de um só dia!
 
  
HUMORÍSTICA
 
Trocando mil confidências,
o par, com sede e abraçado,     (M. Honrosa Porto Alegre 2013)    
nem via as impertinências
da sogra que estava ao lado...