AMÉLIA FERREIRA DE CARVALHO:
natural de Pedralva, Minas Gerais, filha de Antônio Gonçalves de Carvalho Júnior e Amélia Ernestina Ferreíra de Carvalho, fez seus estudos secundários no "Colégio das Irmãs da Providência", em Itajubá. Ingressou na UBT Pouso Alegre na época do saudoso presidente,poeta Dr. Jorge Beltrão.

Toda trova que componho,
feito um bálsamo que acalma,
é para mim doce sonho
que embala e envolve minh'alma!

Entre embrulhos de viagem,
naquela tua partida,
nem notaste, na bagagem
carregavas minha vida!

O Sertanejo é um exemplo
que devemos exaltar:
do sertão faz o seu templo,
do trabalho o seu altar!...

Ao redor de uma fogueira,
nas noites de São João,
eu soltei a vida inteira
os meus balões de ilusão!

O bom exemplo do pai
reflete sempre no filho;
e, pela vida, ele vai
seguindo no mesmo trilho!

O amor que a vida nos traz
e a beleza que ele encerra
tem a ternura da paz,
põe alegria na terra!

Tem a Escritura Sagrada
imensa sabedoria,
e deve ser sempre amada
por nós, cristãos, todo o dia!

Os pássaros vão cantar
em teu jazigo, querido,
nós todos vamos chorar
por não estarmos contigo.

Na tua ausência a ansiedade
é o meu constante castigo;
ficaste em minha saudade,
meu coração foi contigo I

Há em nossos corações
uma dor - que é a saudade -
reavivando emoções
vividas na mocidade!

O perdão é feito a prece
que nos dita o coração:
- Uma ofensa a gente esquece,
se não jamais é perdão!

Da minha alegre inocência
mantenho a recordação...
- No trajeto da existência
foi a minha inspiração!