Vida – um palco!... O berço, a infância,
sonho, amor, dor, desengano,
luta, velhice, distância
e a morte que cerra o pano...

Guarda silêncio, não fales
das amarguras que tens;
há muitos bens que são males,
muitos males que são bens.

Liberdade?!... A vida ensina
que a pedra mais incomum,
sem martelo ou disciplina,
não serve em lugar algum.

O homem é um pensamento,
entre abismos e apogeus,
que só descansa, a contento,
no pensamento de Deus.

Olhei-me, depois da morte...
Vi meus conflitos sem fim!...
Oh! Senhor, dá-me outro corpo,
quero esconder-me de mim...

======================================

OBS = trovas extraídas do livro "Trovas do Outro Mundo"