ANTONIO ANTÍDIO DE AZEVEDO  nasceu em Jardim do Seridó/RN em 13 de junho de 1887, filho de Horácio Olímpio de Oliveira Azevedo e Marcionila Cavalcanti de Azevedo. Trabalhou (e aposentou-se) como tabelião de notas e escrivão judicial por 19 anos, 14 dos quais exercidos em Natal, até aposentar-se, em 1951. Foi também Prefeito em sua terra natal. Participou das principais entidades literárias de seu estado.  Faleceu em 05 de novembro de 1975.

Quando clareia o horizonte
e o amor surge de repente,
é água pura da fonte
matando a sede da gente!

Não pode guardar segredo
a timidez do olhar mudo.
Um olhar furtado a medo,
nada dizendo, diz tudo!

Saudade! Quanta doçura
este vocábulo encerra!
No entanto, sua amargura
não cabe dentro da terra!

Se a areia que pisas tanto,
adivinhasse quem és,
vibrava toda, garanto,
beijando, louca, teus pés.