ANTONIO COLAVITE FILHO, filho de Antonio Colavite e Maria José Agostinho Colavite, nasceu em Piracicaba/SP no dia 17 de novembro de 1944. 
Professor e diretor escolar, residiu por muitos anos em Santo André. Ao aposentar-se, transferiu domicílio para Santos.

Se do mundo eu fosse o dono     (M. Honrosa em Pouso Alegre 1996)
escreveria nas portas:
- "Liquidação deste outono,
tapete de folhas mortas !"

Quero, por tudo e por nada,
 esquecer-te a qualquer preço      (Menção Especial em Bandeirantes - 1999)
 mas a distância danada
 já sabe o meu endereço!

Nenhum governo da Terra
 assume aquilo que faz,
 pois não declara que é guerra    (Menção Especial em Amparo/SP - 2002)
sua guerra pela paz...

Sufoco teve o enforcado
que, em nervos, pôs-se a gritar:
- Não façam laço apertado
que pode faltar-me o ar...