ANTONIO NILO BORGES foi mais um dos poetas portugueses que cruzaram os mares e vieram residir no Brasil. Nascido no Porto/Portugal, a 12 de maio de 1908, filho de Ernesto Monteiro Borges e Olívia Nilo Borges, mudou de país quando era ainda muito jovem. 
Seu destino: o Rio de Janeiro. Sua sina: fazer belos versos.

Desde remotas idades,
o luso sentimental
vive entre duas saudades:
o Brasil e Portugal!

O coração, em verdade,                     (classificada em Nova Friburgo em 1961)
tem tanta contradição
que chega a sentir saudade
de quem não tem coração...

Esta profunda tristeza
que fica, quando te vais,
não é amor, com certeza:
com certeza é muito mais!

O coração, em verdade,
tem tanta contradição,
que chega a sentir saudade
de quem não tem coração!

Para a vida resumir,
dois balões nos basta ver:
um, todo aceso, a subir;
outro, apagado, a descer...

Tu dizes que não me queres,
tanto melhor para mim,
- pois na boca das mulheres
todo "não" quer dizer "sim".

Quanta saudade hoje em dia
o meu coração invade,
do tempo em que eu não sabia
o que era sentir saudade!

Maria cheia de graça,
da graça de ser Maria,
- se não fosse a tua graça,
que graça a vida teria?

O pobre vive de esmola,
o rico tem pra viver.
- O do meio é que se amola,
fingindo que tem, sem ter...