ANTONIO WERNECK  nasceu no Rio de Janeiro em 06 de julho de 1914, filho de Antonio Carlos de Avellar Werneck. Ator, cantor e poeta. Tem seu nome estreitamente ligado a Petrópolis, para onde transferiu domicílio.

Ser livre escapa à vontade
do fraco e, mesmo, do forte:
a suprema liberdade
só se alcança com a morte!

Como a trova delicada,
que é pequena mas diz tanto,
pode a lágrima isolada
falar mais que o próprio pranto!

Ela vem lá!... Bem distante.
Meu coração já a namora.
Caminha... em passo elegante...
Meu Deus... É minha senhora!...

Tenho muito pouco apreço
pelo que aparenta alguém.
- Em geral, muito adereço
encobre a moral, também...

Amor!... Pode alguém senti-lo
e explicar tudo que sente?
Não! Quem sabe defini-lo,
não ama sinceramente.

Ao perdê-la, mãe querida,
algo estranho sucedeu:
eu não sinto mais a vida!
Sinto que o morto sou eu!...