José de Arimatéa Filho nasceu em Camocim/CE em 1 de novembro de 1913, filho de José Arimatéa e Maria José de Medeiros. Foi funcionário do Banco do Brasil. Livros publicados: "Caixa de Brinquedo', "Entre Areias e Asfaltos" e "Seara de Rimas e Rosas".

Neste mar – vida agitada,
creio, tocado de luz,
que Deus fez minha jangada
dos braços de sua cruz.

Sinto, junto ao mar, sereia,          (Menção Especial em Fortaleza - 1986)
quanto me prendes ainda,
no branco lençol de areia
de minha saudade infinda!...

Tentando driblar a sorte,
rogo a Deus, o tempo inteiro,
para o relógio da morte
atrasar mais o ponteiro...

No trampolim da ilusão
quase que me despedaço,
pois subi como um balão
e caí feito um palhaço.

Pesquei pérolas no mar
dos sonhos bons, fugidios...
- hoje resta-me o pesar
dos meus samburás vazios.

TROVAS DE BOM HUMOR

Justino - moço direito -
cedo casou com Carlota,
mas se mandou... pelo jeito,        (4º lugar em Fortaleza/CE - 1987)
a garota era 'canhota"...