ARLENE LIMA, professora aposentada, é trovadora residente em Maringá/PR.

A primavera é começo
de um tempo de encantamentos.
Ela é bonito adereço
de flores e sentimentos!

A mágoa sufoca, aperta,
traz doença, mal-estar.
Desse mal só se liberta
quem aprende a perdoar.

O amor, para muita gente,
é diversão perigosa.
Quem não sabe ser prudente
transforma em espinho a rosa.

Eras minha menininha...
Embalei-te... com meu canto...
Hoje sou eu, filha minha,
que preciso de acalanto!

Ao tomar as decisões,
pense bem na consequência;
sem machucar corações,
faça tudo com prudência.