XXX CONCURSO DE TROVAS DA ATRN/2010

 

 (Tema Estadual,  “Ausência”) 

 

1º Lugar : 
Cadeira velha, esquecida,
sem dono e sem mais ninguém...
Só a saudade atrevida
reclama a ausência de alguém.
(Prof. Garcia)

 

2º Lugar :
A ausência é tanta, em verdade,
que a minha desilusão
tem a forma da saudade
e os braços da solidão!
(Mara Melinni de Araújo Garcia)

 

3º Lugar :
Nessa ausência tão sofrida
que o “ciúme” nos impôs,
vejo o grande mal que a vida
fez na vida de nós dois.
(Ademar Macedo)

 

4º Lugar :
A ausência vai separar
os nossos corpos, eu sei,
mas não vai nunca apagar
o eterno amor que eu te dei.
(Ivaniso Galhardo)

 

5º Lugar :
Há em minha alma sofrida
ausência de toda sorte,
nos desencontros da vida
e nos encontros da morte.
(Luiz Gonzaga da Silva)

 

6º Lugar :
O sonho em minha existência
perdeu seu brilho e valor,
ao sentir que tua ausência
sepultou o nosso amor!
(Joamir Medeiros)

 

7º Lugar :
Tua ausência, mãe querida,
o bom filho nunca esquece...
És o amor de Deus, és vida:
- Tu és a mais linda prece!
(Joamir Medeiros)

 

8º Lugar :
Teus ciúmes, meu tormento,
tua ausência, meu martírio;
teu sorriso, meu alento,
teus carinhos, meu delírio...
(José de Sousa)

 

9º Lugar :
Ausência! Quanta tristeza!
Quanta mágoa, quanta dor!...
-É o símbolo da incerteza,
em se tratando de amor.
(Manoel Dantas)

 

10º Lugar :
Sua ausência, por maldade,
deixou, talvez, por vingança,
um punhado de saudade
dentro da minha lembrança.
(Ademar Macedo)

 

11º Lugar :
Sob a mesma nostalgia,
a saudade, sem pudor,
sobrevive, todo dia,
à ausência do teu amor!
(Mara Melinni)

 

12º Lugar :
Finjo ser feliz, não nego,
na tua ausência, querida,
pois, és sonho... em que me apego
nas esperas desta vida.
(Paulo Roberto da Silva)

 

13º Lugar :
Espera...!  Que eu te proponho,
pois a ausência é triste sina:
- sê a musa do meu sonho,
que o meu sonho não termina...!
(Mara Melinni)

 

14º Lugar :
A tua ausência sentida,
presente em meu coração,
fez-se constante na lida
que travei com a solidão.
(Marcos Medeiros)

 

15º Lugar :
Desilusões às centenas,
as tive, em minha inocência,
mas a mais dura das penas
é sofrer a tua ausência.
(Luiz Gonzaga da Silva)
 
Coordenador:
José Lucas de Barros

 

Comissão julgadora:
Antônio Augusto de Assis/PR
Gislaine Canales/SC
Thalma Tavares/SP.

================================

 

(Tema Nacional,  “Inspiração”) 

1º Lugar:
Inspiração, não me deixes
neste mundo imerso em dor!
– Sem ti, sou rio... sem peixes...
Sou coração... sem amor...!
(Marisa Vieira Olivaes - Porto Alegre/RS)

 

2º Lugar:
Nas asas da inspiração,
alço voos de esperanças
e na lira da emoção,
dedilho velhas lembranças.
(Zeni de Barros Lana - Belo Horizonte/MG)

 

3º Lugar:
Na inspiração... devaneios,
num ritual sem esperas,
dou asas aos meus anseios,
recriando primaveras.
(Relva do Egypto Resende - Belo Horizonte/MG)

 

4º Lugar:
Voando pela amplidão,
com a lira de meus versos,
nas asas da inspiração,
diviso mil universos...
(Ivone Prado - Belo Horizonte/MG)

 

5º Lugar:
Quando rezas em surdina
mãe, vejo nos olhos teus,
a inspiração que ilumina
tua conversa com Deus!
(Elen de Novais Félix - Niterói/RJ)

 

6º Lugar:
Sob os encantos da lua,
em profunda inspiração,
eis que o poeta flutua
sem tirar os pés do chão.
(Dulcídio de Barros Moreira - Juiz de Fora/MG)

 

7º Lugar:
És a musa, minha fada
meu talismã, meu troféu,
minha inspiração sagrada
meu pedacinho de céu...
(José Moreira Monteiro - Nova Friburgo/RJ)

 

8º Lugar:
Tu és meu sol, minha lira,
onde meu ser se completa;
porque é teu amor que inspira
meu coração de poeta.
(Almerinda Liporage/RJ)

 

9º Lugar:
Cantando até mais que o vento
sem desafios fatais...
Inspiração é o momento
que em silêncio canta mais!!!
(Ana Maria Guerrize Gouveia/SP)

 

10º Lugar:
Quando a inspiração palpita
nos meus dias mais risonhos,
cada trova é uma pepita
na bateia dos meus sonhos.
(José Antonio de Freitas - Pitangui/MG)

 

11º Lugar:
“Bate” a inspiração na gente...
Verso nenhum se aquieta,
quando Deus, onipotente,
nos permite ser poeta!
(Roberto Tchepelentyky/SP)

 

12º Lugar:
A noite inteira acordado
e a inspiração não chegou.
Um poeta amargurado,
foi somente o que restou!
(Alberto Paco - Maringá/PR)

 

13º Lugar:
A inspiração, inconstante,
tem caprichos de mulher:
chega, às vezes, inebriante
e outras, nem chega sequer!
(Wanda de Paula )Mourthé - Belo Horizonte/MG)

 

14º Lugar:
Tudo o que é belo no mundo
vem da inspiração de Deus,
como o azul meigo e profundo
que vejo nos olhos seus.
 (Licínio Antonio de Andrade - Juiz de Fora/MG) 

 

15º Lugar:
A luz que o sol anuncia,
o amor, magia secreta...
Tudo é sonho e fantasia,
na inspiração do poeta!
 (Dirce Montechiari  - Nova Friburgo/ RJ)

 

Coordenador:
Francisco Neves de Macedo

 

Comissão julgadora:
Joamir Medeiros
José Lucas de Barros
Marcos Medeiros

==========================================

INFORMAÇÕES PASSADAS POR JOSÉ LUCAS DE BARROS, presidente da ATRN.