O poeta, embora resida na Bahia desde 1994 e tenha, antes, residido em São Paulo por outros trinta anos, é nascido em Mossoró, Rio Grande do Norte, engrossando a plêiade de excelentes trovadores do simpático Estado do Nordeste. Aposentado do Banco do Brasil, nasceu, portanto, em Mossoró, no dia 01 de novembro de 1943, filho de Francisco Alves Neto e Carmélia de Miranda Alves. Utilizando as palavras do próprio autor:  "Morei em S.Paulo por 30 anos, enquanto estava no Banco do Brasil. Foi lá que comecei a me interessar por trovas, e onde conheci o Izo Goldman, espetáculo de ser humano".

...

Amar é estar junto, ao lado,     (4º lugar em Cantagalo 2016)
sem precisarmos dos passos,
e afeto é o abraço dado
sem precisarmos dos braços...

Abrindo o baú de heranças,     (Menção Honrosa Nova Friburgo 2015)
pondo um traje de arrebol,
a tarde esbanja as nuanças
das cores no pôr do sol...

Feito cachoeira inclemente,     (2º lugar Cachoeira do Sul/RS 2015)

o atroz destino consiste

em conduzir quem consente

e arrastar a quem resiste.

O olhar dos jovens, tão lindo,
tem tantos sonhos e brilhos
que os pais é que vão seguindo        (15º lugar em Caicó/RN - 2011)
as pegadas dos seus filhos...

Quantas noites nesta rua!
Que serenatas! Que graça!          (Menção Especial Clube de Poesia de Natal/RN - 1986)
Para lembrar, basta a lua...
Para chorar, basta a praça...

Em nossa festa ao luar
houve silêncios tão sábios,
que os brindes foram no olhar     (co-vencedora em Tambaú/SP - 1986)
e as danças foram nos lábios...

.
.

HUMORÍSTICAS:

Vendo um prefeito de escol,     (Menção Especial em Porto Allegre 2015)
cuja “mamata” me assombra,
não quero um lugar ao sol,
quero um lugar nesta sombra...

Após tremenda ressaca            (5º lugar em Natal - 1986)
resolveu, por fim, parar.
Mas a carne foi tão fraca,
que parou... foi noutro bar!

Me desculpe esse mau jeito:
mas é que entro e tu sais...
- Ou o quarto é muito estreito     (Menção Especial em São Bernardo do Campo - 1985)
ou teus quartos são demais!