XV CONCURSO DE TROVAS DE BELÉM – 2005

ÂMBITO NACIONAL = TEMA: “DELÍRIO”

TROVAS VENCEDORAS (por ordem alfabética)

Esta visão encantada
a minha trova traduz:
- o Sol inventa a alvorada
com seus delírios de luz.
SEBAS SUNDFELD – Tambaú

Descrente dos bens terrenos,
chego à tardia certeza
de quanto foram pequenos
meus delírios de grandeza...
SÉRGIO BERNARDO – Nova Friburgo

Criei a trova perfeita,
a mais linda que já vi!
Num delírio, ela foi feita,
noutro delírio a esqueci.
SÉRGIO MAURO - Nova Friburgo

MENÇÕES HONROSAS

Voa, estro, e nada temas,
delírios são teu destino,
vai, que eu vivo dos poemas
que tu compões e eu assino.
DARLY O. BARROS – SP

Em meu delírio utopista
um sonho não se desfaz:
é ver um mundo otimista
unindo as mãos pela paz.
LICÍNIO ANTONIO DE ANDRADE – Juiz de Fora

Não me quiseste... e hoje em dia
meu delírio descabido
só pensa em como seria
caso pudesse ter sido!
PEDRO ORNELLAS – SP

Num delírio estranho imerso,
que um bem suposto revive,
choro a perda, no meu verso,
de um amor que eu nunca tive!
PEDRO ORNELLAS

Delírio próprio de um louco,
a que o amor me tem exposto:
- Olhei-me no espelho há pouco
e em vez do meu... vi teu rosto!
SÉRGIO BERNARDO

MENÇÕES ESPECIAIS

Mais que um sonho... foi delírio!
Como pude me iludir?
Pensar que um suave lírio
podia, a um cardo, se unir?
ALBA HELENA CORRÊA – Niterói

Nesta fria madrugada,
num delírio sem limite,
beijei a boca deixada
lá no espelho da suíte!
ANTONIO COLAVITE FILHO – Santo André

Vivo em constante conflito
entre o delírio e a razão:
- Meu sonho alcança o infinito,
meus pés tropeçam no chão!
ELISABETH SOUZA CRUZ – Nova Friburgo

O sonho, por mais distante,
simples delírio não é,
para quem, perseverante,
insiste, luta e tem fé!
JOSÉ TAVARES DE LIMA – Juiz de Fora

Atrás dos sonhos correndo,
no meu delírio sem fim,
eu acabei me esquecendo
de passar perto de mim...
VANDA FAGUNDES QUEIROZ - Curitiba

---------------------------------------------------

ÂMBITO NACIONAL = TEMA: “DÍVIDA” (gênero humorístico)

TROVAS VENCEDORAS (por ordem alfabética)

Devo-te oitenta! Mas quero
pagar-te em nota de cem...
- Me empresta mais vinte! Espero
devolver no mês que vem!
RENATO ALVES – RJ

Ando pedindo socorro,
pois não suporto cobrança...
Se de uma dívida eu corro,
outra dívida me alcança!
THEREZA COSTA VAL – BH

“Que consulta milionária!”
diz o velhinho... e diz mais:
“Se a doença é hereditária,
é dívida dos meus pais!”
THEREZINHA DIEGUEZ BRISOLLA - SP

MENÇÕES HONROSAS

Caloteiro a toda prova,
faz questão de esclarecer:
- Só pago dívida nova
depois que ela envelhecer.
CAMPOS SALES – SP

Pecador por toda a vida,
quer, nos últimos momentos,
que a dívida, Deus divida
em dois... ou três pagamentos...
IZO GOLDMAN – SP

É minha a dívida, assumo,
e hei de saldá-la... porém,
enquanto a grana eu arrumo,
que tal me emprestar mais cem???
JOSÉ OUVERNEY – Pindamonhangaba

Esta dívida me afronta,
mas não pago agora não...
Só te pago a minha conta
se me deres comissão!
THEREZA COSTA VAL

Pensa o luso: - Um pesadelo!
Fiz dívidas... hipoteca...
É de arrepiar o cabelo!
Inda bem que sou careca...
WANDA DE PAULA MOURTHÈ - BH

MENÇÕES ESPECIAIS

Desconfiada ela vai vendo
os gastos que o esposo tem.
As dívidas vão crescendo...
e as dúvidas vão também!
EDMAR JAPIASSÚ MAIA – RJ

- Ó, Maria, eu vim cobrar
uma dívida! É o padeiro!
- Você vai ter que esperar,
estou pagando o leiteiro!
MARINA BRUNA – SP

‘Não durmo”, diz o judeu,
“devo ao Jacob, soma enorme”.
- “Diz a ele, filho meu,
ao, ele é quem não dorme...”
NEWTON MEYER – Pouso Alegre

A nossa história é mordaz
e cada vez mais se estraga:
- dívida o governo faz...
e o Zé-povinho é quem paga.
SEBAS SUNDFELD

Dívida alguma respeita...
Tanto calote propaga,
que agora sua receita
vem dos juros que não paga!
SÉRGIO BERNARDO

-------------------------------------------------------------

ÂMBITO REGIONAL = TEMA: “CONTRASTE”

TROVAS VENCEDORAS (por ordem alfabética)

Talvez contraste não seja,
mas, para vaguear à toa,
a lagarta que rasteja
vira borboleta e voa!...
CLARINDO BATISTA DE ARAÚJO – Natal

Neste mundo desigual
o mal suplanta o bem,
o contraste social:
cada qual vale o que tem!
FRANCISCO JOSÉ PESSOA – Fortaleza

Paz – Amor – Fraternidade
Jesus pregou sobre a Terra.
- Que contraste: a humanidade
prefere viver em guerra!
JOAMIR MEDEIROS - Natal

MENÇÕES HONROSAS

Não há país que suporte
um contraste tão malvado:
floresta e água no norte,
sertão e seca... do lado!
CINCINATO PALMAS AZEVEDO – Ananindeua

O contraste que amargura
a maioria indefesa
é uns, com tanta fartura,
e tantos sem pão na mesa!
CLARINDO BATISTA DE ARAÚJO

Na paisagem desse sonho,
no contraste de um amor,
essas trovas que componho
sempre afogam minha dor!
JAIR SALES DE ALMEIDA – Tomé-Açu/PA

Senhor! – Que contraste horrendo
a gente vê sobre a Terra:
- nações desaparecendo,
vitimadas pela guerra!
JOAMIR MEDEIROS

No contraste a dor sentida
dos que não tiveram sorte:
a morte buscando a vida
e a vida esperando a morte.
SARAH RODRIGUES - Salinópolis

MENÇÕES ESPECIAIS

O racismo nos redime
deste contraste obsoleto:
o “ser branco” é tão sublime
como sublime é “ser preto”!
ADEMAR MACEDO – Natal

Não há contraste entre um pobre
com ricos nem fariseus,
nem entre plebeu e nobre,
são todos filhos de Deus.
ADEMAR AMACEDO

Num contraste que dá pena,
vejo tantas jovens belas!
Mas a idade me condena
a não ser visto por elas!
CLARINDO BATISTA DE ARAÚJO

Contraste: - Tu és a prova
deste conceito profundo:
- Como numa simples trova
cabe a imensidão do mundo?
JOAMIR MEDEIROS

Nos meus olhos, divagando,
eu vejo um contraste infindo:
meus olhos tristes chorando,
minha alma alegre sorrindo!
SARAH RODRIGUES