RESULTADO DO IX CONCURSO DE TROVAS DO CTS/UBT/

CAICÓ-RN 2010

TEMA NACIONAL: OCASO (S) 

1°  LUGAR: THEREZINHA DIEGUEZ BRISOLLA
Chego à velhice, contente
e o meu ocaso é bem-vindo,
ao ver que o sol, no poente,
faz o entardecer mais lindo!

2°  LUGAR: WANDA DE PAULA MOURTHÉ
Se agora o ocaso me alcança,
ao desalento me oponho
porque o lume da esperança
mantém aceso o meu sonho!

3°  LUGAR: ELEN DE NOVAIS FÉLIX
A vida é um barco divino
tendo ao leme, a mocidade...
Porém, no ocaso, o destino
me leva ao cais da saudade!

4°  LUGAR: JOSÉ TAVARES DE LIMA
Já na idade das fadigas,
pressentindo o ocaso perto,
só as lembranças amigas
vêm povoar meu deserto!

5°  LUGAR: MARIA LÚCIA DALOCE
No ocaso da natureza,
com raridades infindas,
dos casulos sem beleza...
voam borboletas lindas!

6°  LUGAR: MARIA CAMPOS DA SILVA VELHO (CIDOCA)
Folhas secas vão rolando
O ocaso é um palco tristonho
Que aos poucos vai se fechando
Sobre as cinzas do meu sonho!

7°  LUGAR: MARINA BRUNA
Vivo, no ocaso, otimista
pois, quando o sol vai-se embora,
vejo o pincel de um Artista
pondo, em meu céu... tons de aurora...

8°  LUGAR: DARLY O. BARROS
O ocaso... o ajuste da lente...
o clique... a fotografia:
- a imagem do sol poente,
nos braços do fim do dia...

9°  LUGAR: MARIA MADALENA FERREIRA
Desculpe, Amor, se me atraso
na volta ao lar... – Acontece
que eu me perco, olhando o ocaso,
enquanto o sol adormece!!!

10°  LUGAR: EDERSON CARDOSO DE LIMA
Sua lira foi – em suma –
de romantismo repleta.
Hoje uma orquídea perfuma,
esse ocaso do poeta! 

11°  LUGAR: ADILSON MAIA
Se o amor nos invade o peito
que importa o ocaso da vida?
No espaço de um quarto estreito
surge a manhã  colorida.

12°  LUGAR: JOÃO FREIRE FILHO
Se o tempo é  que marca os prazos,
com tantas tardes cansadas,
eu guardo, para os ocasos,
o encanto das alvoradas!

13°  LUGAR: ALBA CHRISTINA CAMPOS NETO
Chega a velhice, e hesitante,
às vezes, posso até crer,
que um ocaso é  tão brilhante
quanto o sol do amanhecer.

14°  LUGAR: GILVAN CARNEIRO DA SILVA
Em nosso ocaso chegando,
tanta ternura Deus pôs,
que ainda existe luz sobrando
no sol morno de nós dois!...

15°  LUGAR: ADILSON MAIA
Mesmo no ocaso da vida
do pranto, não sinto o gosto,
que a esperança, comovida,
esparge luz no meu rosto!

Organização: Clube dos Trovadores do Seridó – Caicó/RN
Presidente: Prof. Garcia
Coordenação Geral: Poeta Manoel Dantas

COMISSÃO JULGADORA:
José Lucas de Barros
Prof. Garcia
Djalma Mota
Manoel Dantas
Hélio Pedro.

=================================

TEMA ESTADUAL:  FONTE(s)

1º  Lugar: Ademar Macedo
O Deus que fez lago e monte,
Que fez céu, mar, noite e dia,
Fez do poeta uma fonte
Por onde jorra poesia...

2º  Lugar: Professor Garcia
A natureza resiste,
Mas a tristeza do monte,
É enxugar o pranto triste
Dos olhos tristes da fonte!

3º  Lugar: Marcos Medeiros
Mesmo que a vida desponte
Por trás de um gesto fecundo,
Sua verdadeira fonte
É Deus, criador do mundo.

4º  Lugar: Mara Melinni Garcia
Velha fonte...O largo antigo...
Sob as ruínas...Num canto...
Hoje tu choras comigo,
Dividindo o mesmo pranto!

5º  Lugar: Hélio Pedro Souza
É seca e o sol no horizonte
Torna a terra ressequida,
Mas a pequenina fonte
Insiste em manter a vida.

6º  Lugar: José Lucas de Barros
Qual a fonte de energia
Da luz de tantas estrelas?
Se não for Deus, quem teria
Um facho para acendê-las?
 
7º  Lugar: José Lucas de Barros
- Numa fonte de águas claras,
Onde as musas cantam hinos,
Bebo as imagens mais raras
De meus versos peregrinos.
 
8º  Lugar: Manoel Cavalcanti de S. Castro
Sentindo o peso da mágoa,
O camponês baixa a fronte;
Nos seus olhos tem mais água
Do que nas veias da fonte...!
 
9º  Lugar: Professor Garcia
Quase seca...E, a fonte insiste,
Em seu lamento de dor!
É o canto ficando triste
E a fonte jorrando amor!
 
10º  Lugar: Eva Yanni Garcia
Por trás de tão lindos montes
Há fonte em todo lugar;
Mas a mais bela das fontes
É a fonte do teu olhar!
 
11º  Lugar: Francisco Macedo
Bebo na fonte sagrada,
De onde vem os versos meus.
Sem ela, eu não faço nada...
-Esta fonte, amigo, é Deus!
 
12º  Lugar: Joamir Medeiros
Mãe! – Fonte de amor eterno.
És um poema de amor...
Mãe, do teu ventre materno
Nasceu Cristo, o Redentor!
 
13º  Lugar: Ademar Macedo
Da fonte que jorra o amor,
Deus, na sua imensidão,
Faz jorrar com todo ardor
As carícias do perdão.
 
14º  Lugar: Joamir Medeiros
Fonte de sabedoria
Que o mundo inteiro conhece,
A trova é a luz da poesia...
É a mais linda e doce prece!
 
15º  Lugar: Hélio Pedro Souza
Alvorada no horizonte,
Surge Sol abrasador,
Eterna e perene fonte
De vida, luz e calor.
 

Organização Geral: Clube dos Trovadores do Seridó/ UBT Delegacia de Caicó-RN
Presidente –  Professor Garcia

Coordenador do Concurso – Poeta Manoel Dantas.

Comissão Julgadora: Marina Bruna -  Carolina Ramos - Gislaine Canales