Promoção: Academia de Letras e Artes de Cambuci (ALAC)
União Brasileira de Trovadores (Seção Cambuci – RJ)
Apoio: Prefeitura do Município de Cambuci (RJ)
 
ÂMBITO NACIONAL
TEMA LIVRE
 
VENCEDORES
(Ordem Alfabética)
 
Sofro junto a dor injusta
de que a Terra está repleta...
- Esse é o preço que me custa
a graça de ser poeta.
(A. A. de Assis – Maringá – PR)
 
Um ato de amor será
dar o que se tem, agora,
mas muita gente só dá
aquilo que joga fora.
(António José Barradas Barroso – Paredes – Portugal)
 
Da vida aceito o convite:
tomo, nas mãos, um compasso...
E o mundo não tem limite
quando meus sonhos eu traço!
(Djalda Winter Santos – Rio de Janeiro)
 
A floresta geme em ânsia
quando a serra malfazeja
corta, ao preço da ganância,
os pulsos da natureza.
(Dodora Galinari – Belo Horizonte – MG)
 
Vivendo de um sonho morto
na solidão dos meus dias,
o meu coração é um porto
cheio de amarras vazias...
(Gilvan Carneiro da Silva – São Gonçalo – RJ)
 
Sou da ética inimigo,
imoral na sociedade,
se na mentira me abrigo
e silencio a verdade.
(Jessé Fernandes do Nascimento – Angra dos Reis – RJ)
 
Conseguimos fracassar
onde havia o bem-querer:
Fracassaste em me lembrar,
fracassei em te esquecer...
(J.B. Xavier – São Paulo – SP)
 
Na gaveta da memória,
guardados que me comovem,
vão guardando a minha história
nas histórias que se movem.
(Joana D’Arc da Veiga – Nova Friburgo – RJ)
 
Se não tens muito, não faças
pouco do pouco que é teu,
que... esses “pouquinhos” são graças
que a vida te concedeu!
(Maria Madalena Ferreira – Magé – RJ)
 
No caminho, as armadilhas
aparecem desde cedo,
temos que escolher as trilhas
para afugentar o medo.
(Maria Stella Gomes Moreira – Cambuci – RJ)
 
Das veredas da fazenda
a primavera agradece
às flores caindo em renda,
bordando o chão que amanhece!
(Marilda Mendonça Pinheiro – São Gonçalo – RJ)
 
No rastro dos desenganos,
registrei bem na memória,
que os erros mudam os planos
mas jamais mudam a história.
(Messias da Rocha – Juiz de Fora – MG)
 
Se um pai se entrega à bebida,
ao filho desencaminha.
O mau exemplo é na vida
pior do que erva daninha.
(Milton Souza – Porto Alegre – RS)
 
Melancolia... suspiros...
noites de tédio sem calma...
- A tua lembrança é um vírus
adoecendo minha alma!
(Pedro Mello – São Paulo – SP)
 
A saudade dá o recado
quando, num golpe inclemente,
faz ouvir o “adeus” gravado
na caixa postal da gente...
(Renata Paccola – São Paulo – SP)
 
No caminho sem atalhos
que leva ao teu coração,
feri meus pés nos cascalhos
que espalhaste pelo chão.
(Renato Alves – Rio de Janeiro – RJ)
 
Sumiste, Amor... Sou culpado
mas rogo-te, envia ao réu,
se estás na terra, recado,
e o perdão... se estás no céu!
(Wanderley Moreira Santos – Santos – SP)
 
ÂMBITO REGIONAL (NORTE FLUMINENSE)
TEMA: SORTE
 
VENCEDORES
(Ordem Alfabética)
 
De viver tenho prazer
no amor tenho muita sorte,
vivo para te querer
enquanto não vem a morte.
(Celso Luiz Fernandes Chaves – Cambuci – RJ)
 
Dois mil e treze este é o ano,
eu tenho Deus e sou forte.
Não acredito no engano,
tenho fé e muita sorte...
(Dejalma Matola de Miranda – Cambuci – RJ)
 
Toda trova é um passaporte
sem igual, abre as fronteiras
para nos dar muita sorte...
Nossa vida sem barreiras!
(Dinah Terra Peixoto – Cambuci – RJ)
 
Aquilo que apelidamos
de fado, destino ou sorte
é a boa rota que usamos
quando Deus nos dá o norte.
(Ducila Guerrante Gomes – Cambuci – RJ)
 
É sempre a chuva bem-vinda...
Venha do Sul ou do Norte,
alegra o caipira e o brinda
por este dia de sorte!
(Elizeu Macieira – Cambuci – RJ)
 
Longe de mim, ó tristeza...
Pinto o cinza como esteta,
da vida fruo a beleza:
- Sorte minha ser poeta!
(Éstia Baptista Lima – Cambuci – RJ)
 
Quando perdemos o norte,
Deus dá sempre a direção
que confirma a nossa sorte
pertinente ao coração!
(Francisca Isabel Almeida – Cambuci – RJ)
 
Acontecerá! Insiste,
o meu encontro com a morte
quem sabe ela até desiste,
não, não terei tanta sorte...
(Francisco Carlos Vellasco – Cambuci – RJ)
 
Deu-me a sorte, sem piedade,
meu sonho por destruído
e uma absurda saudade
do que nunca foi vivido.
(Iraci Pietrani – São Sebastião do Alto – RJ)
 
Na mata a serra rangendo,
animais choram a sorte,
árvores tombam gemendo,
que agonizam para a morte.
(Iramar Meireles Gonçalves – Cambuci – RJ)
 
Tempo, por sorte, é remédio
para as dores que passei...
Se é curto, longo ou se é médio,
eu confesso que não sei.
(José Carlos Queiroz Conceição – São Sebastião do Alto – RJ)
 
Abra um livro, leia, estude...
Não conte sempre com a sorte.
Siga em frente com atitude,
mostre ao mundo o quanto é forte...
(José Moreira Sobrinho – São Fidélis – RJ)
 
Ganhei flores e mensagem
de sorte, carinho e amor,
era tão linda a embalagem,
dois corações e uma flor.
(Maria Luíza Peres Campos – Cambuci – RJ)
 
Sorte de quem nesta vida,
muitas vezes tão voraz,
não ter a fé diluída,
deixar transbordar a paz!
(Maria Stella Gomes Moreira – Cambuci – RJ)
 
A sorte, ter ou não ter?
Eu fico sempre a pensar,
não depende do querer
mas da vida que levar.
(Sônia Santos Paulino – Cambuci – RJ)
 ------------------------------------------------------------------
Trovas digitadas e enviadas gentilmente pelo trovador Pedro Mello, da UBT São Paulo.