CONCURSO DE TROVAS CASA DE PORTUGAL - 1994
TEMA: "VIDA"      (âmbito estadual)

10 TROVADORES VENCEDORES  (em rigorosa ordem alfabética)

ANTONIO DE OLIVEIRA - Ribeirão Pires
Aos que vagam no ostracismo,
a vida é o mero fadário
de riscar cada algarismo
de um estéril calendário!

AURORA PIERRI ARTESE - SP
No começo, o tempo sobra
na juventude incontida...
E depois, a idade cobra,
restos que sobram da vida.

CAROLINA RAMOS - Santos  (três trovas)
Amores há que, sem laços
de papel ou de água benta,
têm nos elos dos seus braços
toda a vida que os sustenta!

O mar da vida parece
que, às vezes, quer me afogar,
porém, Deus, que não me esquece,
atira a bóia no mar!

Viver é somar tristezas
e, apesar da dor sofrida,
encontrar sempre belezas
que justifiquem a vida!

DEIRES HOFMANN - SP
Não te quis, e hoje sozinho,
depois que o tempo passou,
sobre esta vida caminho,
muito mais só do que sou!

DIVENEI BOSELI - SP
Pelos meandros da vida,
ora à sombra, ora ao relento,
eu sou canoa perdida,
vagando em rio barrento...

GIVA DA ROCHA - SP
A vida passa por nós,
acelerada, fremente;
somos filhos, pais, avós
e v elhinhos... de repente!

HELVÉCIO BARROS - Bauru
A vida é como a fumaça,
por ser fugaz não se explica;
mas, sendo um sonho que passa,
é um desencanto que fica!...

PEDRO ORNELLAS - SP
A vida brincando ignora
a dimensão dos seus danos,
quando põe sonhos de aurora
no entardecer dos meus anos!

THALMA TAVARES - SP
A vida não vale nada
se a gente nada produz.
Tanto a pena quanto a enxada
abrem veredas de luz!...

ZAÉ JUNIOR - SP  (duas trovas
Se amorte não me intimida
e as tristezas não endosso,
eu só quero, havendo vida,
ser eterno enquanto posso!

Carreteiro em disparada,
transporto a carga suicida;
se atrás é mais longa a estrada,
na frente é mais curta a vida!
........................................................