CONCURSO INTERN. DO ELOS CLUBE DO GRANDE ABC – 2000

ÂMBITO NACIONAL = TEMA: “CORAGEM”

TROVAS VENCEDORAS

A saudade tem coragem
de trazer velhos pedaços
deste amor que foi miragem
no deserto dos teus braços.
ADELIR MACHADO – Niterói

Felicidade consiste
na coragem singular
de quem, sofrendo resiste
e não deixa de sonhar.
ADILSON S. MAIA – Niterói

Coragem para matar,
qualquer assassino tem.
Coragem, de fato, é dar
a vida em favor de alguém!
ANTONIO AUGUSTO DE ASSIS – Maringá

A coragem no caminho
encontro, ao ver, na amplidão,
um vagalume sozinho
enfrentando a escuridão!
ARLINDO TADEU HAGEN – Juiz de Fora

Por fraqueza ou covardia,
talvez não ser de bom tom...
é muito rara, hoje em dia,
a coragem de ser bom...
FERNANDO CRUZ – RIO

Não creio em luta invencível...
Mesmo que haja impasse à vista,
a coragem faz possível
uma impossível conquista!
JOSÉ TAVARES DE LIMA – Juiz de Fora

Se queres ter algum brilho
em vez de troféus, medalhas,
mostra a coragem, meu filho,
de reparar tuas falhas!
LOURDES REGINA GUTBROD – RIO

Coragem, irmão! Suplanta,
sorrindo, o mal que te assola...
Vê como o pássaro canta
presoà cruz de uma gaiola!
MARIA ANTONIETA B. DUTRA – Natal

Se coragem eu não tenho
de mostrar meu sentimento,
nos versos não me contenho
e vivo os sonhos que invento...
MARIA LUA – Nova Friburgo

Enquanto uma bela espada
mostra a coragem de um nobre,
no alvorecer, uma enxada,
mostra a coragem do pobre!...
NEIDE ROCHA PORTUGAL – Bandeirantes

Coragem não se propala
visando mostrar-se audaz,
que aquele que muito fala
é, sempre, quem menos faz.
NEY DAMASCENO – RIO

Nas renegadas favelas
o “direito de não ter"
desfila nas passarelas
da coragem de viver.
REGINA CÉLIA DE ANDRADE – Magé

------------------------------------------------------

ÂMBITO ESTADUAL = TEMA: “ESPERANÇA"

TROVAS VENCEDORAS

Esperança é a caminhante
que, ora animada, ora triste,
vai, teimosa, mais adiante,
quando a Certeza desiste.
ADÉLIA VICTÓRIA FERREIRA – SP

Quando a vida perde o enredo,
sozinha, fica a esperança,
como a ponta do rochedo
que a tormenta não alcança.
ALBA CHRISTINA CAMPOS NETTO – SP

A esperança que me anima
não deixa o sonho morrer...
- Tenta outra vez!– ela intima,
e eu tento... até sem querer!
CAROLINA RAMOS – Santos

No meu ‘barco” eu não blasfemo,
nem quando o mar se encapela:
- se a procela quebra o remo,
a esperança empresta o dela...
DARLY O. BARROS – SP

Eu tenho, desde criança,
um brinquedo muito antigo
que diz chamar-se esperança
e vive a brincar comigo!
HÉRON PATRÍCIO – SP

A esperança é uma torrente
que traz no seu conteúdo
a fé que faz com que a gente
lute muito... e possa tudo!

A esperança é algo suave
que não apenas conforta,
mas funciona como chave
que faz abrir qualquer porta!
JOSÉ OUVERNEY – Jambeiro (duas)

Esperança é um passarinho
que, mesmo em desigualdade,
mantém o calor do ninho
na fúria da tempestade.

A morte, que tudo alcança,
não vence nem intimida
quem guarda acesa a esperança
de renascer noutra vida.
Mª HELENA CALAZANS DUARTE SP (duas)

Foi num mar encapelado
que o meu barco de ideais
naufragou de tão pesado:
- tinha esperanças demais!
MARINA BRUNA – SP

O que o tempo nos enseja
é aquela esperança vã
de que um dia a gente seja
senhor do próprio amanhã...
MARTA MARIA O. PAES DE BARROS – SP

Será que virás à festa?
Chega o dia, o tempo avança;
olho o relógio: ainda resta
meia hora de esperança!
RENATA PACCOLA – SP

Enquanto os destinos trança,
a vida, por crueldade,
faz, de um “fio de esperança”,
um novelo... de Saudade!
SÉRGIO FERREIRA DA SILVA – SP

Teu aperto de mão... breve...
e eu sinto, que insensatez,
que a esperança ainda se atreve
a sonhar mais uma vez!
THEREZINHA DIEGUEZ BRISOLLA – SP

----------------------------------------------------------

TROVADORES DE PORTUGAL = TEMA:”VIDA”

TROVAS VENCEDORAS

A vida faz-se tecendo
finos elos que nos atam
aos sonhos que vão morrendo
e que morrendo nos matam...

Choro, chucha, bibe, gude,
acne, turma, praia, luz;
lar, esposa, plenitude,
laje, luto, vela, cruz.
DOMINGOS FREIRE CARDOSO– Ilhavo (duas)

Quem não sofreu nem amou,
e anda a passo na corrida,
pode ser mais do que sou,
mas não sabe o que é a vida!
ERNESTO LOPES NUNES – Coimbra

Mãe que embala embevecida
o seu filho pequenino,
foi capaz de lhe dar vida,
mas não talha o seu destino!
Mª AMÉLIA P. C. E ALMEIDA – Lisboa

-------------------------------------------------------