VII JOGOS FLORAIS DE FORTALEZA - 1983

Trovas Líricas e Filosóficas (Nacional): tema ORVALHO

VENCEDORES

1º. lugar
É Natal... e, na favela,
o orvalho deixou molhados,
vazios, sobre a janela,
dois sapatinhos furados.
Lila Ricciardi Fontes - São Paulo, SP

2º. lugar
Sofrendo o dorido açoite
da luz, aos poucos, chegada,
o orvalho é o pranto da noite,
chorando na madrugada!
Daniel de Carvalho - Nova Friburgo, RJ

3º. lugar
Rastro de espuma esbatida,
que o barco deixa nas águas,
faz lembrar a minha vida
toda orvalhada de mágoas.
P. de Petrus - São Paulo, SP

4º. lugar
Quando as nuvens silenciosas
eram da noite agasalho,
Deus ao dar nome às rosas
batizou-as com orvalho.
Maria Helena - Lisboa, Portugal

5º. lugar
A alameda... um vulto amado...
o banco tosco... o jardim...
- e esse orvalho do passado
caindo dentro de mim...
Luiz de carvalho Rabelo - Natal, RN

6º. lugar
No verde escuro da mata
suavizando esse negrume,
o orvalho é gota de prata
brincando de vagalume.
Maria Lourdes Quintanilha - Taubaté, SP

7º. lugar
O orvalho é a gota mais pura
e a que contém mais beleza.
Pranto cheio de ternura
dos olhos da Natureza.
Marisol - Teresópolis, RJ

8º. lugar
Vem o orvalho e, num segundo,
sua gota multicor
põe todo encanto do mundo
numa pétala de flor.
Aristheu Bulhões - São Paulo, SP

9º. lugar
A saudade desmedida
que o meu amor orvalhava,
me fez escrava da vida
e muito mais tua escrava.
Maria Nascimento Santos - Rio de janeiro, RJ

10º. lugar
Pobre menino de rua
que a vida cedo marcou!
A noite orvalhada e nua
é a cama que te criou!
Carmem Cerdeira Ventura - Santos, SP

MENÇÕES HONROSAS

1º. lugar
O tempo em frios orvalhos
fez de um passado risonho
velha colcha de retalhos
sobre o leito do meu sonho.
Lucy Sother A. Rocha - Belo Horizonte, MG

2º. lugar
De manhã, sobre a campina,
o orvalho estende seu véu,
feito da renda mais fina
que os anjos tecem no céu!
Waldir Neves - Rio de janeiro, RJ

3º. lugar
Por que, no mal que agasalho,
tenho de rir, gracejar,
se mesmo as plantas, no orvalho,
encontram como chorar?
Antonio de Oliveira - Ribeirão Pires, SP

4º. lugar
Brilhando, quase caindo,
a bela gota de orvalho,
é a natureza sorrindo

vendendo sol a retalho.
Swami Vevekananda - Paranaguá, PR

5º. lugar
Quando o orvalho, de mansinho
enfeita as manhãs formosas,
há sol em cada caminho
e sonho em todas as rosas...
Helvécio Barros - Bauru, SP

6º. lugar
Depois de noites de lua,
o orvalho das madrugadas
parece o pranto da rua
chorando luas passadas.
Dante de Melo - Santos, SP

7º. lugar
Desce, dos céus, um pouquinho
o doce orvalho, e a cantar
beija a rosa de mansinho
e deixa a rosa sonhar...
Eugênia Maria Rodrigues - Rio Novo, MG

8º. lugar
Por entre as folhas da mata,
o rio - de canto a canto -
parece um fio de prata,
todo orvalhado de pranto.
Noel Bergamini - Rio de Janeiro, RJ

9º. lugar
Quando o orvalho na vidraça
faz lembrar cenas antigas,
a saudade que não passa,
vem cantar velhas cantigas...
Sara M. Kanter - São Paulo, SP

10º. lugar
Amanhece... a dor te invade
e este pranto de desgosto
é o orvalho da saudade
sobre as rosas do teu rosto!
Arlindo Tadeu Hagen - Juiz de Fora, MG

MENÇÕES ESPECIAIS

1º. lugar
Quando à noite o orvalho embaça
as vidraças da janela,
parece que a luz escassa
aumenta a saudade dela...
Aloísio Alves da Costa – Nova Friburgo, RJ

2º. lugar
Em pesadelos medonhos,
sinto o orvalho do desgosto,
com saudades dos meus sonhos,
descendo pelo meu rosto...
Onildo de Campos – Rio de Janeiro, RJ

3º. lugar
Tomando banho de orvalho
no frio da madrugada,
a rosa, alegre no galho,
desperta para a alvorada.
Durval Mendonça – Rio de Janeiro, RJ

4º. lugar
Finda a noite, e o sol nascente
se espreguiça na folhagem;
beija o orvalho, docemente,
e recomeça a viagem...
Manita – Niterói, RJ

5º. lugar
Numa alcova, abandonada,
a saudade, penitente,
a noite inteira, acordada,
orvalha os olhos da gente...
Onildo de Campos – Rio de Janeiro, RJ

6º. lugar
Dando encanto à natureza,
o orvalho tinge de prata,
numa orgia de beleza,
a roupa verde da mata...
Elton Carvalho – Rio de Janeiro, RJ

7º. lugar
O meu cabelo grisalho,
no por-do-sol dos meus dias,
sente saudade do orvalho
das velhas noites vadias.
Durval Mendonça – Rio de Janeiro, RJ

8º. lugar
Quando as estrelas, chorando,
vão fugindo em disparada,
seus prantos vão orvalhando
o florir da madrugada...
Tharcílio Gomes de Macedo – Taubaté, SP

9º. lugar
Morre a noite, foge a lua...
E a manhã – noiva encantada –
põe nas calçadas da rua
o orvalho da madrugada.
Helvécio Barros – Bauru, SP

10º. lugar
No rude chão trabalhando,
o nordestino valente,
orvalha a vida plantando
a crença na alma da gente...
Milton Nunes Loureiro – Niterói, RJ

===================================================

Trovas Líricas e Filosóficas (Local): tema SINO(s)

VENCEDORES

1º. lugar
A saudade me domina
no badalar das seis horas.
Velho sino, é minha sina
também chorar quando choras...
João Alberto Ferreira)

2º. lugar
O sino é voz que nos guia
no rito da tradição:
às vezes toca alegria,
e às vezes consternação.
João Sobreira)

3º. lugar
No coração de quem sente

as vibrações do passado,
o sino é um toque presente
que está no peito guardado.
João Sobreira)

4º. lugar
Daquele esplendor divino
que tive na mocidade,
só resta o dobre do sino
no carrilhão da saudade...
Batista Soares)

5º. lugar
Quando a noite o véu descerra
e o sino toca plangente,
cresce a tristeza na serra,
cresce a saudade na gente.
João Alberto Ferreira)

6º. lugar
O velho sino da aldeia,
badala em som tão pungente,
que anunciando a dor alheia,
fere o coração da gente.
Raimundo Otoni Filho)

7º. lugar
O planger de um sino alcança
as portas da eternidade,
quando desperta a esperança,
quando adormece a saudade.
Ferreira Nobre)

8º. lugar
No seu triste badalar
com dolente vibração,
a gente fica a pensar
que o sino tem coração.
Nazareth Serra)

9º. lugar
Às seis da tarde, meu Deus,
quando o sino exorta à prece,
quanta tristeza no adeus
do sol que desaparece.
Arimatéa Filho)

10º. lugar
Na minha aldeia mestiça,
meu coração de menino
guardou as horas da missa,
nas badaladas do sino.
João Sobreira)

MENÇÕES HONROSAS

1º. lugar
Na velha igreja em ruína,
desprezada em abandono,
a cruz cansada se inclina,
boceja o sino de sono.
Fernando Câncio Araújo)

2º. lugar
Este som de onde é que vem,
vem daqui ou vem de lá?
- Vem dos sinos de Belém,
vem dos sinos de Judá...)
Batista Soares)

3º. lugar
Nas lembranças de menino,
da igrejinha da cidade,
ainda escuto a voz do sino,
nos repiques da saudade...

Batista Soares)

4º. lugar
Enquanto o sino da igreja
martela o bronze perfeito,
minha saudade solfeja
na catedral do meu peito...
Fernando Câncio Araújo)

5º. lugar
A tristeza que me invade
é muito mais triste quando
ouço o sino da saudade
bimbalhando... bimbalhando...
Ferreira Nobre)

6º. lugar
Bimbalham sinos tristonhos
entre as horas esquecidas,
como a lembrar velhos sonhos
perdidos em nossas vidas...
Fernando Câncio Araújo)

7º. lugar
No campanário da igreja,
o sino, lembrando a prece,
toca, badala, deseja
mais gente em favor da messe.
João Sobreira)

8º. lugar
Em minha alma de criança,
quando a tristeza me invade,
bate o sino da esperança
na catedral da saudade.
Ferreira Nobre)

9º. lugar
Ao ver-te, nos traços finos,
no todo harmônico, assim,
bimbalham todos os sinos
que tenho dentro de mim...
Batista Soares)

10. lugar
Seis horas. Um sino tange...
O sol já transpôs o monte...
A lua nova é um alfange
pendurado no horizonte.
Ferreira Nobre)

MENÇÕES ESPECIAIS

1º. lugar
Em favor do meu destino
e do destino dos meus,
aproveito a voz do sino
e elevo uma prece a Deus.
Raimundo Otoni Filho)

2º. lugar
A vida, em seu desatino,
neste mundo de terror,
vai esquecendo que o sino
é sempre a voz do Senhor.
Nazareth Serra)

3º. lugar
Entre velhos e crianças
há dois sinos na medida.
Quando um bimbalha: Esperanças.
O outro bate o “por-da-vida”.
Fernando Câncio Araújo)

4º. lugar
Meu amor é tão perfeito,
que sempre ao ver-te, menina,
escuto, dentro do peito,
um carrilhão em surdina!...
Aloísio Bezerra)

5º. lugar
Quando eu me fiz coroinha
vivi feliz de tal jeito,
que o sino da capelinha
ficou batendo em meu peito.
João Sobreira)

6º. lugar
Na voz sonora do sino,
da nossa velha Matriz,
lembro os tempos de menino
e o bem que tanto te quis.
Miranda Golignac)

7º. lugar
As badaladas de um sino
espalhando sons pelo ar,
são acordes de violino
numa sonata ao luar.
Ferreira Nobre)

8º. lugar
Uma prece comovida
por toda a aldeia se espalha
quando, na torre da ermida,
saudoso, o sino bimbalha.
Ferreira Nobre)

9º. lugar
Talvez no toque dos sinos
exista a força do além,
traçando os nossos destinos
pelos caminhos do bem!
João Sobreira)

10º. lugar
Seis horas. A tarde cai.
Doce tristeza me invade.
Ó velho sino, cessai
o badalar da saudade.
João Alberto Sobreira)

===========================================

Trovas Humorísticas (Nacional): tema CAFUNÉ)

VENCEDORES

1º. lugar
O cafuné deles dois,
na rede, foi arretado...
E, nove meses depois,
batizou-se o resultado...
João Freire Filho – Jacarepaguá, RJ)

2º. lugar
Essa mulata sapeca
faz tão bem um cafuné,
que faz até um careca
ficar de cabelo em pé.
Mauro Barbosa Armond – Conselheiro Lafaiete, MG)

3º. lugar
Tão carinhosa ela é,
que, num amor desmedido,
chega a fazer cafuné
na peruca do marido. Alcy Souto Maior – Rio de Janeiro, RJ)

4º. lugar
O minhoco era travesso,
e toda vez que fazia
seu cafuné pelo avesso,
a “minhoca” se mexia...
Flávio R. Stefani – Porto Alegre, RS)

5º. lugar
Um cafuné sem-vergonha
é a desculpa dos simplórios,
ao fazer com que a cegonha
chegue à frente dos casórios.

Rodolpho Abbud – Nova Friburgo, RJ)

MENÇÕES HONROSAS

1º. lugar
Começou num cafuné
que ela me fez... E, depois,
sem que ninguém desse fé,
somos três, em vez de dois...
Aloísio Alves da Costa – Nova Friburgo, RJ)

2º. lugar
Com base no simples fato
de ter pé chato a pintinha,
o galo soube que o pato
fez cafuné na galinha...
Aloísio Alves da Costa – Nova Friburgo, RJ)

3º. lugar
Minha mulata matreira,
eu a fingir que dormia,
fez “cafuné” na carteira
e a dita ficou vazia...
Cícero Rocha – Rio de Janeiro, RJ)

4º. lugar
Na conjuntura atual,
de incrível falta de fé,
não traria nenhum mal
“pacotes”... de cafuné...
Antonio Colavite Filho – Santo André, SP)

5º. lugar
Antigamente um carinho
a que ninguém dava fé
punha a cegonha a caminho
por causa de um cafuné...
Edmee Amaral Dias – São Sebastião do Paraíso, MG)

HOMENAGENS

A rendeira em seu trabalho,
se inspira em beleza e graça,
na renda fina que o orvalho
vai tecendo na vidraça...
Hedda de Moraes Carvalho – Nova Friburgo, RJ)

Depois de muitas andanças,
e tanta ilusão perdida,
vejo lindas esperanças
orvalhando minha vida.
Reinaldo M. Aguiar – Natal, RN)

Bendito seja o trabalho
destas noites vaporosas,
tecendo gotas de orvalho
para enfeitar minhas rosas.
Izo Goldman – São Paulo, SP)

O orvalho, todo carinho,
num gesto de apaixonado...
Vem toda manhã, cedinho,
beijar as flores do prado...
Brandina Rocha Lima – Moreno, PE)

O orvalho que sai da face
sulcada do lavrador
fecunda a planta que nasce...
reverte em messes de amor.
Hélio Cruz O. Souza – Sete Lagoas, MG)

Orvalho que à noite desce
e sobre as folhas descansa:
cai das folhas como prece,
molha o chão como esperança.
Amália Max – Ponta Grossa, PR)

É penosa a caminhada...
Mas, a vida me compraz,
em minha alcova orvalhada
de sonhos... e nada mais...
Sebastião Soares – Natal, RN)

Cena linda, esplendorosa,
nos encantos do arrebol:
o orvalho beijando a rosa
e a rosa beijando o sol.
Severino S. de Sousa – Porto Alegre, RS)

A lua fez-se pequena,
ao refletir-se, encantada,
dentro da rosa serena,
no orvalho da madrugada.
Cidoca da Silva Velho – São Luiz do Paraitinga, SP)

O orvalho beijando a flor
demonstra afetividade
que deve existir no amor
entre toda a humanidade.
Diva Veloso – Recife, PE)

E a vida vai me orvalhando
sonhos bons da mocidade
que os anos foram deixando
no silêncio da saudade...
Revoredo Netto – Natal, RN)

Ao prelúdio da alvorada,
em taças de flor pendente,
o orvalho da madrugada
vem brindar o sol nascente.
Vanda Fagundes Queiroz – Guarulhos, SP
================================================================= OBS: a presente matéria foi uma gentil colaboração do grande poeta / trovador Antonio de Oliveira, de Rio Claro, que digitou todo o texto