X JOGOS FLORAIS DE NOVA FRIBURGO

1969

AS DEZ MAIS

Âmbito Nacional = Tema: “Abandono” 

 

 

1º. lugar

Sozinho... o tempo passando,

um dia vai, outro vem...

Meu Deus! Maria chegando!

Abro meus olhos... ninguém!

            Rubens de Castro (Corumbá – MT)

 

2º. lugar

Meu triste mundo vazio,

nesse abandono em que vou,

parece a margem de um rio,

depois que a enchente passou.

            Walter Sanches (Brasília – DF)

 

3º. lugar

No abandono de horas mortas,

alucinado, chorando,

eu vejo em todas as portas

o teu vulto, regressando...

            Elton Carvalho (Rio de Janeiro– RJ)

 

4º. lugar

Nas folhas mortas de outono

tapizando a lousa fria

são confetes de abandono

numa estranha alegoria.

            Francisco Madureira (Rio de Janeiro – RJ)

 

5º. lugar

Abandono... esta tristeza,

e o tempo, lento, fluindo...

Somente um prato na mesa:

Duas lágrimas caindo!...

            Elton Carvalho (Rio de Janeiro – RJ)

 

6º. lugar

É tão triste a minha casa,

o meu lar é tão vazio,

que a lareira, acesa em brasa,

ela própria sente frio.

            Jesy Barbosa (Nova Iguaçu – RJ)

 

7º. lugar

O destino usou carbono

até nos passos banais,

compondo o nosso abandono

fez duas vidas iguais.

            Carolina Ramos (Santos – SP)

 

8º. lugar

Eu sei que é ilusão. Que importa!

Como parecem reais

os ecos, na minha porta,

dos passos que não vêm mais!

            **** (Autor por enquanto desconhecido)

 

9º. lugar

Onde há criança e alarido,

entristece e causa medo,

o silêncio traduzido

no abandono de um brinquedo...

            Plínio Silva Bacelar (Campos – RJ)

 

10º. lugar

Chego ao fim, com os pés sangrando,

abandonado e sozinho...

- Meus sonhos foram ficando

um a um pelo caminho...

            Joubert de Araújo Silva (Rio de Janeiro – RJ)

=========================================
MÉRITO DA MATÉRIA A CLENIR NEVES RIBEIRO E PEDRO MELLO.