XLV JOGOS FLORAIS DE NOVA FRIBURGO – 2004

CONCURSO NACIONAL – TEMA “REFÚGIO”

VENCEDORAS

Primeiro lugar =
Troféu “Aloísio de Moura”

Baú velho, tampo torto,
cartas e fotos mofando...
- Refúgio de um sonho morto
que eu vivo ressuscitando!...
José Ouverney – Pindamonhangaba

Segundo lugar:
Quando os olhos rasos d’água
fazem do rosto a vertente,
parece que toda mágoa
busca refúgio na gente.
Campos Sales – São Paulo

Terceiro lugar:
Não desgastes, noutros leitos,
o ardor dos abraços teus,
pois teus braços foram feitos
para refúgio dos meus!
Almira Guaracy Rebelo – Belo Horizonte

Quarto lugar:
No refúgio dos sem nada,
onde a esperança morreu,
o sonho é chama apagada
que a vida nunca acendeu.
Licínio de Andrade – Juiz de Fora

Quinto lugar:
Minha mãe, foram seus braços,
refúgio dos meus segredos,
onde deitei meus cansaços
e adormeceram meus medos!...
Ercy Mª Marques de Faria – Bauru / SP

MENÇÕES HONROSAS

Meu refúgio é a solidão
e com ela acostumada
crio um mundo de ilusão
na imensidão... do meu nada!
Mª Lúcia Dalloce Castanho – Bandeirantes / PR

No refúgio, enclausuradas,
as mágoas choram, quietinhas,
por tanto amor de mãos dadas...
e as minhas mãos... tão sozinhas!
José Messias Braz – Pouso Alegre / MG

Coração que ama não cansa,
se faz no tempo que corre,
refúgio de uma esperança,
que envelhece mas não morre!
Campos Sales – São Paulo

No refúgio desmanchamos,
quando ficamos a sós,
esses nós que carregamos
no fundo de todos nós!
Selma Patti Spinelli – São Paulo

Velho pomar, foste um dia,
o meu refúgio mais terno:
viste brotar a poesia
em meu primeiro caderno!...
Ercy Mª Marques de Faria – Bauru

MENÇÕES ESPECIAIS

Refúgio que não consola
mas engana de verdade,
é beber uma viola
degustando uma saudade!...
Edna Valente Ferracini – São Paulo

No refúgio dos seus braços
reconstruo a minha paz
e refaço os meus pedaços,
que a vida tanto desfaz!
Zaé Júnior – São Paulo

Se este mundo tão bisonho
te nega paz e guarida,
usa o refúgio do sonho,
onde o amor sustenta a vida!
José Lucas de Barros – Natal / RN

Que, “da vida ele anda farto”
diz o velho, em ais tristonhos...
No refúgio do seu quarto
mal cabem seus velhos sonhos!
Therezinha D. Brisolla – São Paulo

Sem refúgio e sem afeto,
nas noites frias, sem lua,
dorme a criança sem teto,
aos olhos cegos da rua!
Alzira de Siqueira Alves – São Paulo

=====================================

CONCURSO HUMORÍSTICO NACIONAL = TEMA “OTÁRIO”

VENCEDORAS

Primeiro lugar – Troféu “Tufik Milled”
Chamaste meu pai de otário!...
Repete-o, se és homem... vem!
- Chamei não, pelo contrário...
mas que ele tem cara, tem!
Antonio Augusto de Assis – Maringá / PR

Segundo lugar:
- Vai um chopinho? É do bom!
- Eu só bebo destilado.
E o otário do garçom
pôs o copo do outro lado.
Selma Patti Spinelli – São Paulo

Terceiro lugar:
Diz São Pedro ao novo otário
que ao céu chegou assustado:
- por que se escondeu no armário
se o lugar é tão manjado!?
Thereza Costa Val – Belo Horizonte / MG

Quarto lugar:
Alguém o chamou de otário
e o tolo se envaideceu,
foi correndo ao dicionário
mas não gostou do que leu!!!
Istela Marina G. de Lima – Bandeirantes

Quinto lugar:
Na esposa (que otário) o luso
põe cinto de castidade
sem saber que o amante intruso
é chaveiro na cidade!
Maurício Cavalheiro – Pindamonhangaba / SP

MENÇÕES HONROSAS

Tão otário é aquele par
_o Manoel e a Margarida:
foi ao Rio procurar
a tal da bala perdida.
Célia Guimarães Santana

Na bolsa as vê, mas sequer
o esposo otário adivinha:
“Se eu nem uso isso, mulher,
pra que tanta camisinha?!”
Cleber Roberto de Oliveira – São João de Meriti – RJ

Brigamos... e aquele otário
faz um tempão que não come.
Comigo deu-se o contrário,
nunca tive tanta fome!
Yeda Sá Pacheco – Taubaté / SP

Sou um otário assumido...
(Diz ao patrício, o Salim)
para o meu “lado sabido”
tirar vantagem de mim!
Heloisa Zanconato – Juiz de Fora / MG

...Dá tudo quanto eu preciso...
roupas... nem cabem no armário...
prometeu-me o paraíso!...
- Ele é rico? – Não... otário!
José Messias Braz – Pouso Alegre

MENÇÕES ESPECIAIS

“Que idade aparento? Ao Mário,
pergunta a velha assanhada;
sem dar vestígios de otário:
“Quarenta... DE APOSENTADA!”
Mária de Fátima S. de Oliveira – Juiz de Fora

Que otário! Jamais saiu
de casa durante a vida,
porque sempre residiu
em um beco sem saída!
João Paulo Ouverney – Pindamonhangaba

Foi galantear, o Pérsio,
e o otário se deu mal:
"Tu és de fechar o comércio!”
E a morena era fiscal!
Selma Patti Spinelli – São Paulo

Vendo a esperteza aumentar,
ser mais um tôlo eu não quero.
Estou pensando em lançar
campanha do “otário zero”.
Therezinha Zanoni Ferreira – Rio de Janeiro

De tão otário, o Padilha,
nem de casa agora sai.
Foi pedir a mão da filha,
mas “levou” o pé do pai!
Miguel Russowsky – Joaçaba / SC

=====================================

CONCURSO LOCAL

LÍRICAS E FILOSÓFICAS TEMA: “ERRO”

1º lugar: JOAQUIM CARLOS
Tatuei no peito a imagem
da mulher que eu tanto quis...
Foi um erro: a tatuagem
hoje em dia é cicatriz!

2º lugar: NÁDIA HUGUENIN
No amor que a nós dois encanta
e, para alguns, é até “crime”,
há tanta ternura, tanta,
que, mesmo errado... é sublime!...

3º lugar: ELISABETH SOUZA CRUZ
Este amor, mal necessário,
que a insensatez fez surgir,
é o erro mais arbitrário
que eu não quero corrigir!

4º lugar: MARIA LUA
Solitário... em meu desterro,
sei que de amor nada sei...
E... se te amar foi um erro,
no erro mais certo... eu te amei...

5º lugar: RODOLPHO ABBUD
Foi um erro, reconheço,
o nosso medo de amar...
- E hoje pagamos o preço
por nosso medo de errar!...

MENÇÕES HONROSAS

Tantos guris erradios,
na rua, cheirando cola...
E tantos bancos vazios,
cheirando a mofo, na escola!!!
Joaquim Carlos

Qualquer que seja o motivo
que a razão nos tente impor,
não se passa o corretivo
quando um erro é por amor!
Elisabeth Souza Cruz

Tentando explicar fracassos,
o nosso mundo anda cheio
de quem erra e cruza os braços,
jogando a culpa no alheio!...
Cyrléa Neves

Foi por falta de carinho,
que errei e perdi meus passos,
mas bendigo o “mau caminho”
que me levou a teus braços...
Nádia Huguenin

Minha alma sofre no exílio
de quem errou... ao expor
os acertos de um idílio...
repleto de erros de amor...
Maria Lua

MENÇÕES ESPECIAIS

É tanta a minha lembrança
dos nossos erros... sem par,
que me vingo... sem vingança,
querendo de novo errar
Sérgio Mauro

Dêem exemplo de união
pais e filhos. Vivam bem.
Quando erra a casa um botão,
os outros erram também...
José Moreira Monteiro

Erros... brigas...Mala feita...
Devolvo as chaves e... adeus!
Dobro a esquina e, já refeita,
volto aos braços que são meus!
Joana D’Arc da Veiga

O remorso não dá pausa
nas mágoas que se refletem
na minha vida, por causa
dos erros que se repetem...
Ailto Rodrigues

Errei por não estar perto
desse amor, sereno e doce,
mas, juro, daria certo,
por mais errado que fosse!...
Clenir Neves Ribeiro

.................................................................

VENCEDORAS DO CONCURSO LOCAL

HUMORÍSTICAS TEMA: “MICO”

1º lugar: JOAQUIM CARLOS
Enquanto não ouve os boatos
de que a mulher faz... “uns bicos”,
ela vai “pegando os patos”
e ele vai “pagando os micos”!!!

2º lugar: SÉRGIO FERRAZ DOS SANTOS
Na prova de Religião
“Quinzinho” foi reprovado
quando disse que cristão
é aquele do Corcovado...

3º lugar: JOSÉ PAULO TAVARES
No quarto, um cartaz dizia,
lá no motel “Bem Amado”:
“Caro patrício, sorria,
você está sendo filmado!...”

4º lugar: MARIA LUA
Numa idéia de jerico
e em delírios de “overdose”,
quando cheirou pó-de-mico...
o cara pegou... micose...

5º lugar: MARIA LUA
Pra esquentar o namorico,
os dois “caíram” num tango...
E tão grande foi o mico,
que virou... orangotango.

MENÇÕES HONROSAS

“Pagou um mico” perfeito
a Clara, em busca de fama!
Disse à esposa do prefeito:
“eu sou a segunda dama!...”
Clenir Neves Ribeiro

Quando a madame chamou
meu tio de chauvinista,
ele nem pestanejou
e a chamou de “ventanista”!!!
Joaquim Carlos

No velório... vela acesa...
Rei do mico, o “Zé Gambá”
chegou pertinho da mesa
e cantou: “Com quem será...”
Sérgio Ferraz dos Santos

O Zé... no almoço granfino,
viu a coxinha bem frita
pular do prato... ao destino
de uma coxa mais bonita...
Maria Lua

Veja o mico que eu paguei:
na tentação, no desvio,
de uma garota escutei
a ducha fria: “Oi, titio”!...
Rodolpho Abbud

MENÇÕES ESPECIAIS

O Manoel do Bar, no beco,
pagou um mico danado...
Gritou: “Sai um vinho seco,
que o pau d’água está molhado!...”
Clenir Neves Ribeiro

Minha sogra, com noventa,
paga mico expondo as ancas,
vira e mexe, quando inventa
de queimar suas pelancas!!!
Ailto Rodrigues

Comprei conjunto bonito,
me sentindo uma madama!
Fui à rua com o bendito:
paguei mico! Era pijama!
Denise Cataldi

Para um jantar convidada
por nudistas assumidos,
“pagou mico” indo pelada,
pois todos foram vestidos!...
Rodolpho Abbud

“Promoção! Frango abatido!”
Chama a polícia, Vicente!!!
Esse açougueiro bandido
vai vender frango doente!
Sérgio Ferraz dos Santos

=====================================

CONCURSOS DOS MAGNÍFICOS TROVADORES

LÍRICAS / FILOSÓFICAS, TEMA “ALMA”

1º LUGAR CONJUNTO – Troféu “Anis Murad” SÉRGIO FERREIRA DA SILVA – São Paulo Este teu querer incerto,
imprevisível demais,
fez de minh’alma um deserto,
com chuvas... ocasionais.

No curso de nossas vidas,
por diferentes estradas,
nossas almas, distraídas,
continuam de mãos dadas!

Choveu... e agora, a enxurrada
leva as coisas, feito alguém
que, ao partir, numa alvorada,
levou minha alma... também!

Tua alma desperta em mim
tanta calma e tanto ardor,
que, se o amor não for assim,
eu mudo o nome do amor!

Nos sonhos, minha alma alcança
o infinito... e, se estou só,
volto aos tempos de criança
e aos braços... de minha avó!

2º LUGAR CONJUNTO WALDIR NEVES – Rio de janeiro
Folha em branco... A esmo, um nome
rabisco, na tarde calma.
E a angústia... que me consome...
vai rabiscando minh’alma...

O mendigo da calçada,
a quem a mágoa não poupa,
talvez tenha esfarrapada
bem mais a alma que a roupa.

Enquanto eu durmo, querida,
minh’alma, por compulsão,
se aninha e dorme, encolhida,
aí... no teu coração.

Tal fascínio lhe desperta
o mistério das estrelas,
que, às vezes, de mim liberta,
minh’alma vai percorrê-las.

Uma das mágoas, apenas,
que à minh’alma são pesadas...
faria leves as penas
até das almas penadas...

3º LUGAR CONJUNTO PEDRO ORNELLAS – São Paulo
Desprovida de agasalho,
prevendo invernos medonhos,
minha alma “quebrando o galho”
põe remendo em velhos sonhos!

Lá fora o dever me chama...
e ao me afastar, cada dia,
deixo minha alma na cama
abraçada com Maria!

A vida e o tempo promovem
este mal que causa estresse:
conservam minha alma jovem
enquanto o corpo envelhece!

Vi, magoado, comprovando
que a vida fez pouco caso,
minha alma-gêmea chegando
com trinta anos de atraso!

Duas paixões divididas,
duas escolhas erradas...
Duas almas sempre unidas,
duas vidas separadas!

VENCEDORAS = ISOLADAS – TEMA “ALMA”

1º lugar:
No curso de nossas vidas,
por diferentes estradas,
nossas almas, distraídas,
continuam de mãos dadas!
Sérgio Ferreira da Silva

2º lugar:
Tua alma desperta em mim
tanta calma e tanto ardor,
que, se o amor não for assim,
eu mudo o nome do amor!
Sérgio Ferreira da Silva

3º lugar:
Folha em branco... A esmo, um nome
rabisco, na tarde calma.
E a angústia... que me consome...
vai rabiscando minh’alma...
Waldir Neves

.................................................................................................

CONCURSO DOS MAGNÍFICOS TROVADORES

HUMORÍSTICAS, TEMA “GEMIDO”

PRIMEIRO LUGAR CONJUNTO EDMAR JAPIASSÚ MAIA – Rio de janeiro
Meus avós são um casal
que, à noite, o amor sempre uniu...
Quando um só geme, é sinal
de que o outro... já dormiu!

Porque é demais concorrido
e a gemeção é geral,
o forró tem o apelido
de “Emergência de Hospital”!

Vive a “coroa” adoentada,
com o esposo desnutrido:
de dia... tome gemada;
de noite... tome gemido!

Em casa ela não tem paz,
se as filhas vêm namorar.
E a um gemido dos sofás,
ela “só faz” reclamar!

Porque a um gemido que dê
a babá corre e vai lá,
à noite é o pai do bebê
quem geme pela babá!

SEGUNDO LUGAR CONJUNTO JOSÉ TAVARES DE LIMA – Juiz de Fora
Depois de um tombo incomum,
levantou-se, claudicante,
e a gemer disse o bebum:
que azar... topei num barbante!

Diz, louquinha pra casar,
a viúva, num gemido:
só eu sei como é ficar
dez anos sem ter marido!...

Gemeste a noite inteirinha!...
O que houve de diferente?
Quanta maldade, vizinha,
 eu gemi, com dor de dente!

No sufoco que o atormenta
geme o velhinho, intranqüilo:
a mulher com mais de oitenta
voltou a pensar naquilo!...

Gemendo, diz: - meu marido
só me chama de canhão!...
E ao vê-la, alguém, distraído:
- seu marido tem razão!

TERCEIRO LUGAR CONJUNTO PEDRO ORNELLAS – São Paulo
Tome um chazinho, marido,
que melhora a congestão...
E o comilão, num gemido:
- Só tomo se for com pão!

Geme a sogra, toda ardida...
“Quem foi – ‘bronqueia’ o Nestor –
que pôs óleo de comida
no frasco de bronzeador?”

“Quero um bolinho!” Da cama,
diz num gemido, o Libório.
“Não pode! – o netinho exclama
– Mamãe fez para o velório!”

É um puxa-saco tremendo!
Diz, na firma, o pessoal,
que já foi visto gemendo
quando o patrão passou mal!

“Não terei mais seu carinho...”
Reclama a viúva ao padre...
“Nem eu... nem eu... Bem baixinho,
geme, num canto, a comadre!

...................................................................................

1º LUGAR ISOLADAS
Vive a “coroa” adoentada,
com o esposo desnutrido:
de dia... tome gemada;
de noite... tome gemido!
EDMAR JAPIASSÚ MAIA

2º LUGAR ISOLADAS
Meus avós são um casal
que, à noite, o amor sempre uniu...
Quando um só geme, é sinal
de que o outro... já dormiu!
EDMAR JAPIASSÚ MAIA

3º LUGAR ISOLADAS
Confidências de um marido,
completamente esgotado:
chega o dia em que o gemido
não vai além de um miado!
ANTONIO CARLOS TEIXEIRA PINTO – Brasília

 

TROVAS MAIS VOTADAS NO TEMA “ALMA”

Dentro da alma eu recomponho
as vozes da despedida
de um amor que foi um sonho
não prescrito pela vida!
OTÁVIO VENTURELLI – Nova Friburgo

Diante o revés que alucina
sê forte, e mantém a calma,
porque não teme a neblina
quem tem um Sol dentro da alma!...
JOSÉ TAVARES DE LIMA – Juiz de Fora

De no amor levar-me aos astros,
com volúpia te encarregas.
E pões minha alma de rastros,
quando aos meus braços te entregas...
EDMAR JAPIASSÚ MAIA – Rio de Janeiro

Minha alma fecha-se a ofertas
de um mundo falso e tristonho,
mas tem janelas abertas
para dar entrada ao sonho!
CAROLINA RAMOS - Santos

O corpo que ora encarcera
uma alma, tem a missão
de um dia, sem mais espera,
transferi-la de prisão!
ANTONIO CARLOS T. PINTO – Brasília

Tua alma tanto me enleia
que eu vislumbro a cada instante
um luar de lua cheia
em pleno quarto minguante.
ALCY RIBEIRO SOUTO MAIOR – Rio de Janeiro

O pranto de mais desgosto
nem sempre é o mais comovente.
Pior que molhar o rosto
é molhar a alma da gente!
ARLINDO TADEU HAGEN – Juiz de Fora

Na minha fragilidade
de mulher de alma guerreira,
venço os males da maldade,
queira o Destino... ou não queira.
MARIA NASCIMENTO S. CARVALHO – Rio de Janeiro

TROVAS MAIS VOTADAS –

TEMA “GEMIDO”

Chega da farra o marido...
E, pra cortar o “sermão”,
solta, ensaiado, um gemido
“de cortar o coração”.
WALDIR NEVES – Rio de Janeiro

Ladrão alto, bem vestido,
já sai, do quarto, ligeiro,
e ouve a voz... quase um gemido:
“Só lhe interessa... dinheiro?”
THEREZINHA D. BRISOLLA – São Paulo

No banheiro do armazém,
um gemido longo... e agudo...
e o marido: “Tudo bem???”
E a mulher responde: “Tuuuu...do!”
SÉRGIO FERREIRA DA SILVA – São Paulo

O que fez o Zé sofrer,
não foi ele ter ouvido,
alguém na moita gemer,
foi conhecer o gemido!
CAMPOS SALES – São Paulo
                     ...........................................................................................................
OBS: Festejos realizados nos dias 28, 29 e 30 de maio de 2004, em Nova Friburgo.