(válido para trovadores do R.Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e São Paulo)

TEMA = "CHAMPANHA/CHAMPAGNE"

TROVAS VENCEDORAS:

1º lugar: SEVERINO S. DE SOUZA - Porto Alegre
Com meus olhos rasos d'água,
distante do meu rincão,
tomo o champanha da mágoa
na taça da solidão...

2º lugar: AMÁLIA MAX - Ponta Grossa
Minha mão, teimosa, apanha
outra taça de desgosto,
pois boiando no champanha
a saudade vê teu rosto.

3º lugar: WALTER WAENY - Santos
Este amor de força estranha,
que me fascina, querida,
é o cálice de champanha
com que eu ergo um brinde à vida!

4º lugar: CAROLINA RAMOS - Santos
Teus olhos, de luz estranha,
têm do mel doçura e cor...
- duas taças de campanha,
que me embriagam de amor...

5º lugar: AMÁLIA MAX
Sem champanha, sem faiança,
brinda minha alma marcada,
sorvendo a velha esperança
na mesma taça quebrada.

MENÇÕES  HONROSAS:

6º lugar: CAROLINA RAMOS
Enquanto o champagne espouca
nos lares mal abastados,
clama a fome, com voz rouca,
e ninguém ouve seus brados...

7º lugar: IZO GOLDMAN - SP
Quando a tristeza não passa,
forço um sorriso no rosto,
ponho champanha na taça
e, assim, engano o desgosto...

8º lugar: IZO GOLDMAN
Ergo um brinde com champanha
à verdadeira vitória,
não à daquele que ganha,
mas do que luta com glória...

9º lugar: AMÁLIA MAX
A vida corre tão louca,
que a gente nem vê que passa,
qual o champanha que espouca,
borbulha e morre na taça.

10º lugar: LAVÍNIO GOMES DE ALMEIDA - São Vicente
Ser pobre não me incomoda...
teu amor, que me acompanha,
é simples brinde de soda,
mas tem sabor de champanha.

MENÇOES  ESPECIAIS:

11º lugar: SEVERINO S. DE SOUZA
Caminhoneiro, a guiar,
pelas noturnas estradas,
bebo champanha do luar
na taça das madrugadas...

12º lugar: LACY JOSÉ RAYMUNDI - Garibaldi
Felicidade, entrevejo
na comunhão que componho
entre o vinho do teu beijo
e o champanha do meu sonho.

13º lugar: BRITES Q. DE FIGUEIREDO - Santos
No solo, a taça partida,
com champanha que entornou,
são marcas da despedida,
de um grande amor que findou.

14º lugar: SÔNIA DITZEL MARTELO - Ponta Grosssa
Com champanha de ilusão
quisera que o mundo aflito
me alegrasse o coração,
mas... sou um grão no infinito.

15º lugar: DORALICE GOMES DA ROSA - Porto Alegre
Para brindar a partida
de alguém que já não me quer,
bebo o chapanha da vida
nos lábios de outra mulher.
=============================================
NOTA = esse material foi uma gentil contribuição do "Magnífico Trovador" IZO GOLDMAN, da UBT São Paulo/SP