I JOGOS FLORAIS DE GOIANÁ - MG (1999)

VENCEDORAS

CATEGORIA NACIONAL

"GOIANÁ"

1º lugar:
Vale mais que o mundo inteiro,
na saudade que me dá,
vir à antiga Limoeiro
ver a nova Goianá!...                                      Edmar Japiassú Maia - Rio de Janeiro/RJ

2º lugar:
Goíaná: um sonho novo
e um futuro de grandeza,
aonde a acolhida do povo
é fogueira... sempre acesa!                            Sérgio Ferreira da Silva - São Paulo/SP

3º Iugar:
Goianá... doce lembrança
eu não te esqueço jamais,
foste meu berço em criança,
hoje és meu lar nas Gerais.                            Dalmir Penna - Barra do Piraí/RJ

 

CATEGORIA ESTADUAL

1º lugar:
Ó Goianá! Na parcela
dos valores naturais,
tu és a pedra mais bela
do anel de Minas Gerais!                                Alfredo de Castro - Pouso Alegre/MG

2º lugar:
Em nosso rincão mineiro,
coisa mais linda não há
do que um velho Limoeiro
que se tomou Goianá!                                     Santos Teodósio - Brumadinho/MG

3º lugar:
Goianá, cidade amiga!
gente alegre e hospitaleira...
Quem ao seu povo se liga
fica unido a vida inteira.                                  Wanda de Oliveira Martins/Juiz de Fora/MG

 

 x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x

TEMA: "FAZENDA"

VENCEDORAS

1º lugar:
Em minha infância, eu fazia
meu sonho ser tão real,
que uma fazenda cabia
no fundo do meu quintal!
Sérgio Ferreira da Silva - São Paulo/SP

2º lugar:
Na fazenda, a natureza
Revela o encanto sem par;
E quase me dá certeza:
O céu mudou de lugar.
Elen de Novais Felix - Niterói/RJ

3º lugar:
É quando a noite desvenda
Um luar que nos seduz,
Que nos campos da fazenda,
Pastam rebanhos de luz.
Elen de Novais Felix - Niterói/RJ

 MENÇÕES HONROSAS

A Fazenda é céu, bonança,
templo de amor reflorido,
se a chuva benze a esperança
no altar do chão ressequido.
Adelir Machado - Niterói/RJ

Velha fazenda... depois
que deixei o teu abrigo,
não geme o carro de bois,
porque a dor... veio comigo!
Antônio Carlos Teixeira. Pinto - Niterói/RJ

Volto à fazenda - e o passado
na saudade me desvenda
teu coração desenhado
na porteira da fazenda!
Edmar Japiassú Maia - Rio de Janeiro/RJ

A fazenda!... E no lugar
que agora a saudade ocupa,
volto à infância, a cavalgar
com meus sonhos na garupa!
Edmar Japiassú Maia - Rio de Janeiro/RJ

Na fazenda, em seus cercados,
para que o amor não se perca,
deixei dois nomes gravados
num tosco moírão da cerca...
Edmar Japiassú Maia - Rio de Janeiro/RJ

Minha fazenda desperta
Ao rumor da passarada,
Quando o sol dispara o alerta
No viveiro da alvorada.
Elen de Novais Felíx - Niterói/RJ

Nas fazendas seculares,
de gado, cana e café,
construíram-se os pilares...
e o Brasil se pôs de pé!
João Freire Filho - Rio de Janeiro/RJ

Entre montanhas, plantada
num vale fértil, fecundo,
essa fazenda encantada
é meu refúgio no mundo.
J. Stavola. Porto - Niterói RJ

Da fazenda estive ausente
para aprender a lição
da humildade da semente...
que encontra abrigo no chão!
Neide Rocha Portugal - Bandeirantes/PR

Sobe, filha, vamos! Upa!
E eu, numa emoção tremenda,
colocada na garupa,
era a dona da fazenda!...
Nysa Maggressi Trindade Farriá - Barra do Piraí/RJ

Um galo canta!... E a estupenda
vibração da clarinada,
é a poesia da fazenda
acordando a madrugada,
Sylvio Ricciardí - Ribeirão Preto/SP

Na fazenda, o mato alteia,
e a porteira sem tramela,
geme ao vento, volta e meia,
chorando o abandono dela.
Sylvio Ricciardi - Ribeirão Preto/SP

Fazendas... destruição...
Muitas cinzas espalhadas...
É o fogo matando o chão
na insensatez das queimadas...
Milton Nunes Loureiro - Niterói/RJ

Belo exemplo, na fazenda,
aprendi contra amargura:
- esmagada, na moenda,
a cana escorre doçura...
Waldir Neves - Rio de Janeiro/RJ

A alvorada na fazenda
junta, em dueto original,
os rangidos da moenda
e os mugidos do curral...
Waldir Neves - Rio de Janeiro/RJ

Ensina a argúcia mineira
- e o bom senso referenda
que pelo som da porteira
se sabe o tom da fazenda.
Waldir Neves - Rio de Janeiro/RJ

 MENÇÕES ESPECIAIS

Ai, quem me dera comprar
fazenda e gado leiteiro,
para aprender a laçar
o amor de algum fazendeiro!
Albertina Moreira Pedro - Rio de Janeiro/RJ

Fazendeiro, bravo amigo:
na lida da plantação,
Deus sempre estará contigo
na bênção de cada grão!
Antônio Augusto de Assis - Maringá/PR

Alguém que de sonho entenda,
apague o tempo e a distância;
me leve à velha fazenda
onde esqueci minha infância!
Antônio Augusto de Assis - Maringá/PR

No meu sonho há uma fazenda,
um velho carro-de-boís,
um pomar, uma moenda
e, numa rede, nós dois!
Antônio Juraci Siqueira - Belém/Pará

A quem se deve a beleza
dessa fazenda? Adivinha!
Dou-lhe amor e a natureza
cuida do resto, sozinha.. .
Darly O, Barros - São Paulo/SP

Fazenda... o gostinho, bom
do puro leite e o café,
e, se há festa, dorme ao som
de um gostoso arrasta-pé!...
Hermoclydes Siqueira Franco - Rio de Janeiro/RJ

"Sem Terra", porém com jeito,
tu chegaste pela estrada,
e a "Fazenda do meu peito"
foi invadida e tomada...
Izo Goldrnan - São Paulo/SP

Eu vejo o mundo em perigo
ao ver FAZENDAS sem trato,
que, em vez de campos de trigo
nos mostram campos de mato.
José Maria Machado de Araújo - Rio de Janeiro/RJ

Revejo, em pleno abandono,
a fazenda... e o pranto cai,
Na sala, um banco - um trono
de um grande rei: o meu pai!
José Validez de Casto Moura - Pindamonhangaba/SP

Mesmo avançado na idade,
meu coração não se emenda...
e chora a felicidade
dos bons tempos da Fazenda!...
Maria Madalena Ferreira - Magé/RJ

Quando a lembrança fagueira
traz de volta a mocidade
o vento bate a porteira
na "Fazenda da Saudade"!
Pedro Ornellas - São Paulo/SP

 x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x


TEMA: "CAPELA"  só para trovadores de Minas Gerais)

VENCEDORES

1º lugar:
Na torre do campanário
da capela, em tarde calma,
bate um sino solitário
a fazer eco em minha alma!...
Santos Teodósio - Brumadinho/MO

2º lugar:
É cumprindo a triste sina
que, às vezes, penso ser eu
uma capela em ruína
que a própria vida esqueceu!
Eugênia Maria Rodrigues - Rio Novo/MG

3º lugar:
Sob as bênçãos do luar,
toda a noite, em procissão,
os meus sonhos vão rezar
na capela da ilusão!
Eduardo A O. Toledo - Pouso Alegre/MG

 MENÇÕES HONROSAS

Na capela da cidade
onde nasci, fui rezar...
Lá dentro estava a saudade
com ar triste, a me esperar!
Alfredo de Castro - Pouso Alegre/MG

Deus pode estar mais presente
na Capelinha do Paço
do que no templo imponente.
Deus não precisa de espaço!!!
Arlindo Tadeu Hagen - Juiz de Fora/MG

Se, devoto, o Céu contemplo
e oro... Deus se compadece,
pois não é o luxo do Templo
que aumenta o valor da prece!
Heloísa Zanconato Pinto - Juiz de Fora/MG

Sob a luz que Deus semeia,
meu coração sonhador
é uma capela de aldeia,
mas cabe um mundo de amor.
José Messias Braz - Pouso Alegre/MG

A capela pequenina,
que tem a Cruz como escudo,
com sabedoria ensina,
que tamanho não é tudo!
Leda Maria Bechara - Juiz de Fora/MG

Mais que o alto grito do mundo,
na porta da velha ermida,
grita o silêncio profundo
da mão do pobre estendida.
Margarida Tanini - Juiz de Fora/MG

Na capelinha - que encanto!
foi que eu encontrei Maria...
- primeiro, num dia santo,
depois, todo o santo dia!
Manuel Martins de Oliveira Costa - Juiz de Fora/MG

Na mais humilde capela
no pouco espaço que tem...
por menor que seja ela
cabe Deus e mais alguém!
Mauro Macedo de Coimbra - Juiz de Fora/MG

O meu espírito é um frade
em sua própria capela...
a procura da saudade
que vagueia dentro dela!
Roberto Resende Vilela - Pouso Alegre/MG

Com devoção infinita
na capela, envolta em prece,
a mãe implora contrita
pelo filho que padece!...
Vera Carmen Horta Colucci - Juiz. de Fora/MG

 MENÇÕES ESPECIAIS

O mar cobriu, na procela,
toda a aldeia, num segundo...
Mas o sino da capela
sempre toca lá no fundo!
Alfredo de Castro - Pouso Alegre/MG

Branquinha ao longe, a capela
nesta montanha mineira,
silenciosamente vela
pela vizinhança inteira!
Célia Guimarães Santana - Sete Lagoas/MG

Um grande amor se revela
quando ela embala o menino
são seus braços a capela
onde dorme um ser divino.
Conceição A. C. de Assis - Pouso Alegre/MG

Sozinha em meditação
com uma prece singela
faço do meu coração
silenciosa capela.
Conchita Moutinho de Almeida - Poços de Caldas/MG

Sinto de tudo a grandeza
numa visão diferente...
a capela é a natureza
e a família, toda a gente!
Conchita Moutinho de Almeida - Poços de Caldas/MG

Teus olhos angelicais,
nas ilusões que componho,
são dois sagrados vitrais
na capela do meu sonho!
Eduardo A. O. Toledo - Pouso Alegre/MG

Na pequenina capela
de minha velha cidade,
parece que dentro dela
cabe um mundo de saudade!
Eduardo A. O. Toledo - Pouso Alegre/MG

Se a nostalgia te alcança,
luta por esta certeza:
na capela da esperança
há sempre uma vela acesa.
Eugênia Maria Rodrigues - Rio Novo/MG

Sou capela abandonada
nos confins do nunca mais,
onde a saudade, angustiada,
bate as asas nos vitrais!
José Messias Braz - Pouso Alegre/MG

Ajoelhou-se aos pés da santa,
e, diante do altar sem vela,
sua beleza era tanta
que iluminava a capela!
José Tavares de Lima - Juiz de Fora/MG

A mãe, na capela, roga
num comovente estribilho:
- Deus, pai nosso, afasta a droga
dos caminhos de meu filho...
José Tavares de Linia - Juiz de Fora/MG

Deus, presente se revela,
sempre justo, sempre igual,
na humildade da capela;
no luxo da catedral!
José Tavares de Lima - Juiz de Fora/MG

A singeleza revela
grandezas ao nosso olhar.
Existe coisa mais bela
que uma capela ao luar?
Leila Farah - Juiz de Fora/MG

Entre uma e outra oração,
meu pensamento divaga
na capela da ilusão,
onde o amor nunca se apaga!
Maria Eulália Vieira Teixeira - Pouso Alegre/MG

Jesus, humilde na vida,
parece que gosta mais
de uma capela escondida
no fundo das catedrais...
Newton Meyer Azevedo - Pouso Alegre/MG

É tanta mágoa em meu peito,
sem ter a mulher amada,
que meu coração tem jeito
de capela abandonada.
Renato Mattosinhos - Goianá/MG

Ante o vitral da capela,
em paz - em recolhimento,
falo com Deus... e essa tela
traz luz ao meu sentimento!
Relva do Egipto Rezende Silveira - Belo Horizonte/MG

Sons do sino da capela...
Arrebol de encantamento...
E aves, na azul aquarela,
são bandeirolas ao vento!
Relva do Egipto Rezende Silveira - Belo Horizonte/MG

O meu coração é um galo
empoleirado no sino
silencioso e sem badalo
da capela do destino!
Roberto Resende Vilela - Pouso Alegre/MG

No tanger de um sino triste,
de uma capela distante,
sinto a dor que ainda persiste,
no meu peito... angustiante...
Therezinha de Jesus Lopes - Juiz de Fora/MG

Nos Altares do Universo
irmanados pelo Amor,
os trovadores, em verso,
cantam Ioas ao Senhor!
Vera Cannen Horta Colucei - Juíz de Fora/MG

 x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x