I JOGOS FLORAIS DE ITANHAÉM – 1999

ÂMBITO NACIONAL – TEMA: “CANOA”

1º lugar: SÉRGIO BERNARDO – NOVA FRIBURGO
A lua, conforme a vemos,
no crescente assume o traço
de uma canoa sem remos,
abandonada no espaço...

2º lugar: JOÃO FREIRE FILHO – RJ
A tormenta, que atordoa,
não distingue, em mar bravio,
a humildade da canoa...
da soberba do navio!...

3º lugar: SÉRGIO BERNARDO
Minha canoa, em repouso,
na areia, meses a fio,
espera o abraço saudoso
de cada braço do rio.

4º lugar: SANDRO PEREIRA REBEL – NITERÓI
Nas ondas de uma paixão,
confesso que tudo temo;
me sinto em teu coração
como em canoa sem remo.

5º lugar: ARLINDO TADEU HAGEN – JUIZ DE FORA
Solto as amarras e à-toa
vou de encontro aos vendavais;
se eu nasci para canoa,
não quero as pedras do cais!

MENÇÕES HONROSAS:

Uma saudade insensata
põe meu peito em desconforto...
Canoa que não desata
as amarras do meu porto!...

HERMOCLYDES SIQUEIRA FRANCO – RJ

Minha canoa se entrega
à deriva, sem se opor,
quando sozinha navega
nesse mar chamado amor.
BENEDITO MOREIRA CARVALHO – MARINGÁ

Penso, a remar de onda em onda,
na solidão que me prende...
E embora nada responda,
sei que a canoa me entende.
SÉRGIO BERNARDO

Nas águas que viveremos,
onde nada mais magoa,
teus braços serão meus remos
e nossa cama, a canoa!...
NEIDE ROCHA PORTUGAL – BANDEIRANTES

Fui ao remanso do rio
pescar a Felicidade...
- Voltei no casco vazio
da Canoa da Saudade!...
MARIA MADALENA FERREIRA – MAGÉ

MENÇÕES ESPECIAIS:

Mesmo numa noite triste
quando meu mar se encapela,
minha canoa resiste:
é que Deus vai dentro dela.
ELEN DE NOVAIS FELIX – NITERÓI

Navego em mar de esperança,
levando a ilusão na proa,
que empurra qual brisa mansa,
os meus sonhos, na canoa...
IVONE TAGLIALEGNA PRADO – BH

A canoa deslizando
sozinha, sem remador,
me lembra, mal comparando,
minha vida sem amor.
ALAIR ALMEIDA – BH

Quando a tormenta nos cobre,
não faz qualquer distinção
entre a canoa mais pobre
e a mais rica embarcação!
JOÃO FREIRE FILHO

Tendo a forma de canoa,
a lua, em quarto crescente,
parece singrar, à toa,
o mar dos sonhos da gente!...
HERMOCLYDES SIQUEIRA FRANCO

==================================

ÂMBITO ESTADUAL – TEMA “CONCHA”

1º lugar: THEREZINHA DIEGUEZ BRISOLA – SP
Sei que viver é lutar,
mas luto em desigualdade:
eu sou concha... e a vida é o mar
em noite de tempestade!

2º lugar: MARIA THEREZA CAVALHEIRO – SP
A inspiração com que a vida
me brinda no desalento
traz a pérola nascida
na concha do sofrimento.

3º lugar: MARINA BRUNA – SP
Dos naufrágios, dos degredos,
restaram, dentro do mar,
ecos de velhos segredos
que as conchas sabem guardar...

4º lugar: NILO ENTHOLZER FERREIRA - SANTOS
Estrelas no céu fincadas,
qual brilhantes camafeus,
são conchas esparramadas
pelas areias de Deus!...

5º lugar: ADÉLIA VICTÓRIA FERREIRA - SP
O auxílio cristão atua
com a maior discrição,
indo da concha da tua
para a concha de outra mão.

MENÇÕES HONROSAS:

A lua toda prateada
parece-me, quando a fito,
uma pérola incrustada
na concha azul do infinito...
SILVINA ANTUNES LEAL – SANTOS

Deixando a terra em seus rastros,
há de, um dia, o homem, contrito,
passear por entre os astros
lá nas conchas do infinito...
ADÉLIA VICTÓRIA FERREIRA

Ao longe, o amor é gemido,
tristeza, em não mais voltar...
Qual concha que, em meu ouvido,
repete o choro do mar!...
NILO ENTHOLZER FERREIRA – SANTOS

Nossos sonhos, salva-vidas
que resgatam a esperança:
são como conchas perdidas
que guardam sons da lembrança...
APARECIDO ELIAS PESCADOR – SP

Naquela espera sonhada,
a mulher, rica por dentro,
lembra uma concha rosada,
guardando a pérola ao centro!
CAROLINA RAMOS - SANTOS

MENÇÕES ESPECIAIS:

Da memória não me sai
a concha, onde o mar ouvi:
e perguntei a meu pai:
- Como é que o mar cabe aqui?
IZO GOLDMAN – SP

Conchinhas que rolam finas
ali onde o mar desmaia,
são miçangas peregrinas
ornando as rendas da praia.
OSCAR VIEIRA SOARES – TAUBATÉ

Concha, na santa verdade,
este teu sonorizar...
são gemidos de saudade
das ondas verdes do mar.
ERNESTO TAVARES DE SOUZA – PINDAMONHANGABA

Na concha de casca dura,
a mais feia e mal formada,
é que a pérola mais pura
foi fazer sua morada...
ANA CECÍLIA FERRI SOARES – SP

Com velha concha ao ouvido,
fico a esperá-la no cais
e um marulho que é um gemido
vem da concha e diz: “Jamais!”
HÉRON PATRÍCIO – SP

================================

ÂMBITO MUNICIPAL - TEMA “CONVENTO”

1º lugar: CARLOS ALBERTO FERREIRA
O Convento todo branco
em cima daquele outeiro,
é o postal risonho e franco
deste meu rincão praieiro.

2º lugar: OSVANILDO ALMEIDA DA SILVA
Hoje o convento repousa
dos feitos do seu passado!...
Que o tempo marcou na lousa,
marcas de sonhos dourados!

3º lugar: CARLOS ALBERTO FERREIRA
Do alto do campanário,
percebo neste momento,
que você é o relicário
desta Itanhaém... Convento.

4º lugar: CARLOS ALBERTO FERREIRA
Ao contemplar-te, convento,
emudeço, na esperança
de que num breve momento
volte o tempo de criança...

5º lugar: JOSÉ ALOÍSIO JARDIM
Numa cidade, onde falte,
lá no seu morro, um convento,
por mais que a fama a exalte,
são palavras... só de vento.

MENÇÕES HONROSAS:

Aqui no velho convento
há um mistério escondido...
Mas esse segredo, o vento
sussurrou no meu ouvido...
OSVANILDO ALMEIDA DA SILVA

Sobe contrito a rezar
perante a Virgem Maria;
no convento vai buscar
mil graças à romaria...
ERNESTO BECHELLI

Convento: vidas vividas
toda a minha mocidade,
de tantas serestas idas.
Convento: - Tudo é saudade...
BEATRIZ CONDÉ DE ALMEIDA BAPTISTA

Com o tocar do seu sino
este convento anuncia
a todos como destino
sua linda sinfonia.
ERNESTO BECHELLI

Uma trova ao Convento
com métrica vou rimar.
Não tenho tanto talento,
sou livre para sonhar.
GISELE P. FERREIRA