II CONCURSO LITERÁRIO “MARIA MARIÁ – MARINGÁ 2016
 
TROVA – Troféu Antenor Sanches
 
Veteranos
 
Élbea Priscila de Sousa e Silva - Caçapava- SP.
- Mamãe leitora... já era...
Pelas netas, meu xodó,
reencontrei a primavera:
hoje sou leitora avó.
**********
Heder Rubens Silveira e Souza – Natal -RN
Foi soletrando o caderno,
rabiscando linhas tortas,
que o encanto do amor materno
me abriu janelas e portas.
**********
Luzia Brisolla Fuim - São Paulo – SP
Em meio a tanta pobreza,
a mãe abranda a escassez
ao ler, sob a vela acesa,
um singelo... -Era uma vez”...
**********
Pedro Ornellas - São Paulo – SP
Ao comprar livro e caderno,
Com dinheiro da costura,
Dizia em tom meigo e terno:
“ Meu filho vai ter leitura”!
**********
Renata Paccola - São Paulo – SP
A saudade me carrega
rumo a lembranças sem fim
de mamãe que, embora cega,
lia em Braille para mim!
**********
Therezinha Dieguez Brisolla - São Paulo- SP
Lê contos num orfanato,
toda noite, a professora...
E não sendo mãe, de fato,
tornou-se a “Mamãe Leitora”!
**********
Vanda Fagundes Queiroz - Curitiba – PR
A mãe que lê, todos louvem!
Não será leitura vã:
se agora os ouvidos ouvem...
Lábios lerão amanhã.
**********
 
Novatos
 
Hélio Castro, de São Paulo – SP.
Com voz terna, mas segura,
seguindo o amor no seu trilho,
é a mãe que planta a leitura
no futuro do seu filho!
**********
Maria do Carmo Zerbinato - Niterói –RJ
Além de ser protetora,
dando carinho e afeição,
a nossa mamãe leitora
faz do filho um cidadão!
**********
Solene Alves dos Santos Grance - Dourados - MS
Ter uma mamãe leitora
para mim é alegria,
é como uma professora
que me ensina todo dia.