VII CONCURSO LITERÁRIO “CIDADE DE MARINGÁ” - 2016

 
TROVA – tema LEITOR - Troféu Ademar Schiavone
 
Trovadores veteranos.
 
Arlindo Tadeu Hagen - Juiz de Fora – MG
Benditos os professores
que, em noites plenas de afetos,
descobrem novos leitores
em velhos analfabetos!
 
Pareço, ao fim do caminho,
um leitor que, ante os finais,
tenta ler devagarzinho
para o livro render mais!
**********
Élbea Priscila de Sousa e Silva - Caçapava – SP
Lendo um bom livro pressinto
que há entre mim e o autor
um sentimento indistinto
que é quase um caso de amor.
**********
Eliana Ruiz Jimenez, - Balneário Camboriú – SC
O escritor enlaça a trama
e na inspiração passeia,
mas um texto só é chama
quando o leitor se incendeia.
**********
Héron Patrício, de Pouso Alegre.
Entre a poeira e o bolor
que envolvem velho alfarrábio
pode um atento leitor
beber as luzes de um sábio.
**********
Marialice Araujo Velloso -  São Gonçalo – RJ
Sem saber qual o destino
que cada texto lhe apronta,
vira o leitor um menino
vivendo num “faz-de-conta”.
**********
Wanda de Paula Mourthé, de Belo Horizonte – MG
O autor e o leitor têm laços
de curiosa parceria:
num livro, o leitor vê traços

que, às vezes, o autor não via.

 
Novatos
 
Carlos Henrique Silva Alves, de Senhor do Bonfim – Bahia.
Sob a árvore florida,
curtindo a sombra e a beleza,
vou lendo o livro da vida
nas folhas da natureza!
 
José Paulo Corrêa de Souza – Juiz de Fora – MG
Eu sou menino leitor,
a quem sempre um tempo resta
para encontrar, sonhador,
em cada livro uma festa.
 
Zélia Maria de Nardi – Caxias do Sul – RS.
Somos apenas humanos;
para a vida, mera aposta...
Entre muitos desenganos
o leitor terá a resposta.
**********
 
Trovas Humorísticas.
 
Arlindo Tadeu Hagen, de Juiz de Fora – MG.
Em tempos de forte apego
a  e-books e outros afins,
os vírus tomam o emprego
das traças e dos cupins.
**********
Cesar Martins Guimarães - São Paulo - SP
Lautréamont de Bachelard,
Poésies de Mallaemé,
L’Invitée de Beauvoir:
minhas traças são gourmet!
**********
Eliana Ruiz Jimenez  - Balneário Camboriú- SC
Vida boa, de ricaça,
passa o dia enchendo o bucho:
morar em sebo, pra traça,
é condomínio de luxo.
**********