Nascido em Pindamonhangaba no dia 02 de novembro de 1937, filho de José Maria Morgado e Maria Cecília Morgado. Professor de língua portuguesa e formado em Direito, aposentou-se em 1995, como Promotor Público. Como membro da Academia Pindamonhangabense de Letras, exerceu ali vários cargos, inclusive o de presidente.

Se é verdade que a mentira                              (Pinda 1999)
nunca traz felicidade,
também dela se retira
sempre um fundo de verdade!

Quando meu filho pediu
um revolver de presente,
dei-lhe um beijo ...e ele sorriu      ("Arma de Brinquedo" - Menção Especial em Magé/RJ - 1999)
e ficou bem mais contente.

Rosa, perfumosa rosa,
que viças mesmo em janeiro,
és a Mystica famosa
da Senhora de Jambeiro!

Quando vejo uma criança
brincando ao léu, algo faz
que um sorriso de esperança                                (Venc. Amparo 2002)
me mostre a face da paz.

Minha alma boêmia vaga
pelas estradas da vida,
enquanto a tristeza afaga
uma lágrima retida.