XXX JOGOS FLORAIS DE NITERÓI - 2000
(todas as relações por ordem alfabética de autores)

CATEGORIA NACIONAL - TEMA: "DELÍRIO"
  (Comissão Julgadora: Adalto M. Machado, Almerinda Liporage, Antonio Carlos T. Pinto, Élen Novais Felix, Francisco Nogueira, João Freire Filho, José Maria Machado de Araújo, Maria Nascimento S. Carvalho, Maria da Conceição Pires de Mello (Manita), , Milton Nunes Loureiro, Octávio Venturelli e Waldir Neves. 

VENCEDORAS

No quarto, vazio agora,
nosso velho cobertor
cobre as mentiras que outrora
foram delírios de amor...
ALBA CHRISTINA CAMPOS NETTO – SP

Teu olhar não me diz nada
mas, sem querer, eu me iludo
e em delírio, apaixonada,
transformo o teu nada... em tudo!
MARINA BRUNA – SP

Nossas noites foram fartas
e a paixão foi tão ardente,
que ao reler as tuas cartas
eu deliro... novamente!...
NEIDE ROCHA PORTUGAL – Bandeirantes

Meu delírio, ouvindo passos,
chega às raias da demência;
abre a porta, estende os braços
para abraçar tua ausência!
PEDRO ORNELLAS – SP

Nos limites da demência
entre o delírio e a razão
eu beijo um rosto que a ausência
desenha na solidão! RITA
MARCIANO MOURÃO – Ribeirão Preto

MENÇÕES HONROSAS

Saudade, eterno martírio
que ocupa, agora, em meu peito,
os espaços que o delírio
ocupava em nosso leito...
DIVENEI BOSELI – SP

No delírio da paixão
beijo-te a boca, sem calma,
tendo a louca pretensão
de poder beijar-te a alma!
DIVENEI BOSELI - SP

Nos delírios sem alardes
das ilusões artesãs,
há sóis que nascem nas tardes
e luas pelas manhãs!!!
EDUARDO A. O. TOLEDO – Pouso Alegre

Não condenes o delírio
que atiça as paixões humanas;
não perde a pureza o lírio
colhido por mãos profanas...
ELIANA DAGMAR – Amparo

Se a fome vem e anuncia
um dia a mais aos tristonhos,
delírios de um bóia fria
enchem marmitas de sonhos!
EUGÊNIA MARIA RODRIGUES – Rio Novo

Num compasso sempre aflito,
meu coração sonhador
teme que julguem delito
nossos delírios de amor!...
EUGÊNIA MARIA RODRIGUES

Delírios de amor... espelho
dos enganos que eu cometo;
jogo tudo no vermelho
e o Destino grita: “Preto!!!”
IZO GOLDMAN SP

Em meus delírios te vejo
surgindo na escuridão,
toda vez que o vento andejo
bate a tranca do portão...
JOSÉ OUVERNEY – Jambeiro

Para aumentar meus martírios
o destino, quando quer,
me faz ouvir teus delírios...
nos braços de outra mulher!
NEIDE ROCHA PORTUGAL

Quando a ilusão me conclama
a esperar por quem não vem,
eu deliro... e, em minha cama,
beijo o lençol... sem ninguém...
PEDRO MELLO – SP

Num delírio descabido,
meu estro, em versos febris,
supõe o amor não vivido
e finge que foi feliz!
PEDRO ORMELLAS – SP

Junto a velhas partituras,
sem cordas, o teu violão
lembra delírios e juras,
esquecido no porão.
THEREZINHA D. BRISOLLA – SP

No delírio de esperar
o amor que nunca chegou,
deixei a vida passar...
e nem vi que ela passou!
THEREZA COSTA VAL – BH

No delírio, encontro jeito
de ocultar esta evidência:
no vazio do meu leito,
cabe apenas tua ausência...
WANDA DE PAULA MOURTHÈ - BH

MENÇÕES ESPECIAIS

Em meus delírios risonhos
fiz de você quase um Deus...
e fui vivendo os seus sonhos
como se fossem os meus!
ARLINDO TADEU HAGEN – Juiz de Fora

Este desejo – um pecado –
que me alucina em martírio,
faz de seu corpo intocado
a fonte do meu delírio!...
BENEDITO CAMARGO MADEIRA – Pouso Alegre

Vão-se os dias... os milênios...
e, no anseio do saber,
cresce o delírio dos gênios,
fazendo o mundo crescer!
CAROLINA RAMOS – Santos

Sem mais os delírios de antes,
mas, em total sintonia,
somos melhores amantes
do que já fomos, um dia...
DARLY O. BARROS – SP

Liberto, enfim, do marasmo,
em delírio, a pena empunho
e os versos são meu orgasmo,
num caderno de rascunho...
DARLY O. BARROS - SP

A saudade, em cantilenas,
como se fosse um ator,
até hoje rouba as cenas
de meus delírios de amor!
EDUARDO A. O. TOLEDO

Nos delírios desse amor
de saudades desiguais,
eu vivo só de favor
de saber como tu vais!
EDUARDO A. O. TOLEDO

No ardor com que me devora,
esse amor, sinto, afinal,
que se foi delírio outrora...
hoje, é loucura total!!!...
HELOISA ZANCONATO PINTO – Juiz de Fora

És um arbusto florido...
Eu sou o vento que passa,
e, num delírio atrevido,
te despe e depois... te abraça...
IZO GOLDMAN – SP

Nosso ranchinho de palha...
uma esteira... e só nós dois...
Não há no mundo o que valha
nosso delírio depois!
IVONE TAGLIALEGNA PRADO – BH

A paixão que eu te proponho,
além do bem e do mal,
não é o delírio de um sonho,
é uma loucura total!...
LEDA MARIA BECHARA – Juiz de Fora

Tua inconstância e a saudade
causam-me tanto martírio,
que já não sei se és verdade
ou parte do meu delírio!...
LEDA MARIA BECHARA

A seca fora um martírio
mas, sob a chuva esperada,
vi o meu roçado em delírio
beijando a terra molhada!
MARINA BRUNA

Se a minha cruz é pesada,
os meus delírios contenho.
Sei que Deus me pôs na estrada...
ao ver as forças que eu tenho!
MARIA LÚCIA DALOCE CASTANHO

O meu delírio traduz
o quanto o amor me aquebranta.
Sou um círio que arde, em luz,
e morre ao pé de uma santa.
ORLANDO BRITO – SÃO LUÍS/MA

“- Delírio...” – com bom humor
ela diz: “Doidice pura!”
Mas qual a graça do amor
sem um pouco de loucura?...
ORLANDO BRITO

Finda a magia da estréia
e o delírio do apogeu,
não sei se o mundo é platéia
ou se a platéia sou eu!
PEDRO ORNELLAS – SP

Num delírio estranho imerso,
que um bem suposto revive,
choro a perda, no meu verso,
de amores que eu nunca tive!
PEDRO ORNELLAS - SP

Numa droga alucinante,
eis a imagem verdadeira:
o delírio de um instante
destruindo a vida inteira...
RENATA PACCOLA – SP

O teu olhar me convida
ao amor...e, ainda que evite,
no meu delírio, atrevida,
eu aceito o teu convite...
THEREZINHA D. BRISOLLA – SP

Em meu delírio, eu me excedo!...
Não te expões... tentas fingir...
Quem ama não faz segredo!...
Grita para o mundo ouvir!...
THEREZINHA D. BRISOLLA

==============================================================

ÂMBITO ESTADUAL - TEMA “PARTILHA”
(Comissão Julgadora: Arlindo Tadeu Hagen, Alonso Rocha, Domitilla Borges Beltrame, Eugênio de Freitas, Flávio Roberto Stefani, José Messias Braz, Lacy José Raymundi, Lucy Sother Alencar Rocha, Miguel Russowsky, Reinaldo M. de Aguiar, Rita Marciano Mourão e Vanda F. Queiroz.)

VENCEDORES 

Em nossa humilde morada
se há pouco pão sobre a mesa,
a ternura partilhada
compensa qualquer pobreza.
ALICE N. SOUZA FELIX – Niterói

Não há partilha mais nobre
que a esmola simples de um pão,
se a mão, estendida ao pobre
leva junto o coração.
J. STAVOLA PORTO – Niterói

Na partilha dos teus bens,
segue esta idéia – que é linda:
- Divide o pouco que tens
com quem tem menos ainda.
MARIA MADALENA FERREIRA – Magé

Só tenho um colchão de palha
e um coração que fervilha.
Sei que é pouco... Uma migalha.
Mas te proponho partilha.
THEREZINHA ZANONI FERREIRA – RJ

Partilhar quando há fartura
- eu já fiz... você já fez.
Mas só com muita ternura
alguém partilha a escassez.
WALDIR NEVES - RJ

MENÇÕES HONROSAS

Tua voz na minha voz,
tua mão na minha mão,
são, da contenda entre nós,
a partilha do perdão.
ALCY RIBEIRO SOUTO MAIOR RJ

Divide aquilo que tens
com quem tem fome e padece:
a partilha dos teus bens
tem mais valor que uma prece!
ALBA HELENA CORRÊA – Niterói

Segue a seca em sua trilha,
o seu destino: o sertão...
E vai fazendo a partilha
aos deserdados do chão!...
ADALTO MARQUES MACHADO – Cantagalo

Minha existência sofrida
a essa amargura sem fim,
foi partilhar minha vida

com quem não gosta de mim!
ADALTO MARQUES MACHADO

Nossas camas separadas
foi somente o que restou
da partilha de alguns nadas
que a vida jamais juntou...
FERNANDO CRUZ – RJ

É no recesso do quarto
o mel da vida a sorver,
que no teu corpo me farto
na partilha do prazer...
JACY BITTENCOURT DE MACEDO – RJ

Partilha a luz que te aquece
e que a bom termo conduz...
que a lei da vida agradece
e em tua luz... põe mais luz!
JOÃO FREIRE FILHO – RJ

Não tens muito, outros tem menos,
por isso, meu caro irmão,
mesmo em pedaços pequenos
partilha um pouco o teu pão.
JOSÉ MARIA MACHADO DE ARAÚJO – RJ

Eu vou, sem rumo e sem teto,
buscando nova ilusão,
pois, na partilha de afeto,
coube a mim a solidão...
MARISOL – Teresópolis

Em que circunstância for,
ao sofredor, dê abrigo.
- Quem não partilha na dor
não é verdadeiro amigo.
MARISOL

De teus olhares, o brilho;
de teu corpo, o ardor inteiro;
são coisas que eu só partilho
com meu próprio travesseiro...
OCTÁVIO VENTURELLI – Nova Friburgo

O leito, o sonho, a comida...
Tudo entre nós partilhei.
Entretanto, a minha vida
foi inteira que eu te dei!
SÉRGIO BERNARDO - Nova Friburgo

MENÇÕES ESPECIAIS

No inventário das lembranças
herdei a felicidade
com partilhas de esperanças
em moedas de saudade.
ADELIR MACHADO – Niterói

Na terra viveu tão pouco
partilhando amor e luz;
e o mundo descrente e louco,
pôs o próprio Deus na cruz.
ADILSON MAIA – Niterói

Incomparável grandeza
no mundo egoísta e louco,
é o da partilha na mesa
do pão, quando o pão é pouco.
ALCY RIBEIRO SOUTO MAIOR

No olhar de qualquer criança
residente na favela,
sempre existe uma esperança
partilhada à luz de vela.
ALICE N. SOUZA FELIX

De noite, à luz da candeia,
com os filhos partilha o pão...
E, assim, se transforma em ceia
a primeira refeição!
ANTONIO CARLOS TEIXEIRA PINTO – Niterói

É partilhando carinho
e semeando bondade
que a gente acerta o caminho
que leva à felicidade.
HENRIQUE ARAGÃO – Teresópolis

Se na alma tens a poesia
e esperança no porvir,
partilha a tua alegria
e ajuda o mundo a sorrir.
IVO DOS SANTOS CASTRO

Pelo pão não-partilhado,
pela miséria voraz,
vai sendo, aos poucos,
minado todo o caminho da paz!...
JOÃO FREIRE FILHO

O legado mais fecundo
de meu pai, meu grande amigo,
foi os segredos do mundo
ter partilhado comigo.
JORGE MÁRIO TEIXEIRA GREGO – Niterói

Se a vida é de curto brilho,
o amor é fonte sem fim...
Quanto mais o amor partilho,
mais amor Deus põe em mim!
JOSÉ MARIA MACHADO DE ARAÚJO

Amor – sublime partilha –
não faz cobrança... é doação:
sol que, em toda parte brilha,
sem esperar gratidão!
LOURDES REGINA F. GUTBROD – RJ

Partilhaste, às escondidas,
de um amor, só de nós dois,
sabendo que em nossas vidas
não haveria o “depois”...
MANITA – Niterói

Nos planos que a dois traçamos,
é tanta a fé, que em verdade,
os sonhos que partilhamos
viram sempre realidade!!!
MÁRIO MARINHO – São João de Meriti

Dê abrigo, estenda a mão
a seu irmão mais carente:
- é na partilha do pão
que Deus se faz mais presente.
MARISOL

No teu sucesso, milhares
vem implorar-te favores.
Uns poucos, se fracassares,
partilham das tuas dores.
WALDIR NEVES

Estenda a mão, faça o bem,
que bens a vida lhe dobra:
e quem partilha o que tem,
mesmo pouco, ainda lhe sobra!
WILLIAN RODRIGUES DA TRINDADE – São Gonçalo