XXXII JOGOS FLORAIS DE NITERÓI / RJ - 2002
(todas as relações por ordem alfabética de autores)

ÂMBITO NACIONAL - TEMA “ALTIVEZ”
(Comissão Julgadora:Alba Helena Corrêa, Antonio Carlos T. Pinto,Clenir Neves Ribeiro, João Freire Filho, José Maria Machado de Araújo, Maria da Conceição Pires de Mello, Maria Madalena Ferreira, Milton Nunes Loureiro, Sávio Soares de Sousa e Waldir Neves)

VENCEDORES

Enfrento a dor com firmeza
e conservo, em minha fé,
a altivez da vela acesa
que se desmancha de pé!
ARLINDO TADEU HAGEN – JUIZ DE FORA

 Nós somos duas trapaças
 usando a mesma altivez:
- eu finjo que tu não passas...
- tu finges que não me vês...
IZO GOLDMAN – SP

Forçado a ser insincero,
 numa altivez descabida,
 vivo a dizer que não quero
quem mais eu quero na vida!
JOSÉ TAVARES DE LIMA – JUIZ DE FORA

 Finges dormir... e eu, sozinho,
sofro o que a briga nos fez:
pôs no espaço de um carinho
 a muralha da altivez!
MARINA BRUNA – SP

 Nessa altivez que me ancora
se esconde o grande segredo
de um homem, que também chora,
que sente dor... e tem medo!
NEIDE ROCHA PORTUGAL – BANDEIRANTES

MENÇÕES HONROSAS

Com que ternura e altivez
luta a mãe pobre e sem brilho
para ao fim de cada mês
pagar os sonhos do filho!
ANTONIO AUGUSTO DE ASSIS – MARINGÁ

 A altivez torna-se orgulho
quando alguém, triste farsante,
sendo um tosco pedregulho
finge ter luz de brilhante!
HÉRON PATRÍCIO – SP

 Melhor ser mais ponderado
que ser altivo demais:
- O barco mais equipado
nem sempre retorna ao cais!
 NEIDE ROCHA PORTUGAL

 Sua altivez me intimida...
e aturdido, na incerteza,
nem sei se digo: “Querida!”
ou me curvo e digo: “Alteza”!
PEDRO ORNELLAS SP

Altiva, não fujo à luta,
 persevero na peleja.
É rompendo a pedra bruta
que a mina d’água goteja.
RELVA DO EGIPTO RESENDE SILVEIRA – BH

Que tu sejas, nos teus brios,
quando buscares a glória,
altivo nos desafios
mas humilde na vitória!
SELMA PATTI SPINELLI – SP

MENÇÕES ESPECIAIS

Se duvidam do que eu valho
meu amor-próprio me cobra
ter a altivez do carvalho
que não tomba, nem se dobra!
ADÉLIA VICTÓRIA FERREIRA – SP

Com altivez, disse um dia:
- “Ir procurar-te? Jamais!”
Mas a saudade vadia
não respeita o “nunca mais”...
DOMITILLA BORGES BELTRAME – SP

 Quando a saudade aguilhoa
meu peito, a voz da razão
diz, baixinho: Vai... perdoa...
Mas a altivez grita: - Não!
ÉLBEA PRISCILA DE SOUSA E SILVA – CAÇAPAVA

 Que fui altivo não calo...
Mas desde que te encontrei,
teu amor fez um vassalo
de quem se julgava um rei!...
JOSÉ TAVARES DE LIMA

Na altivez com que te portas
desdenhando o meu carinho,
 transformas em linhas tortas
as retas do meu caminho!...
MARISA VIEIRA OLIVAES – PORTO ALEGRE

 Os teus atos são as fontes
de tudo o quanto suportas:
o Amor abrindo horizontes...
e a Altivez... fechando as portas!
SÉRGIO FERREIRA DA SILVA - SP

========================================================

ÂMBITO ESTADUAL - TEMA “RENDA”
(Comissão Julgadora: Antonio Augusto de Assis, , Antonio Juraci Siqueira, Antonio de Oliveira, Arlindo Tadeu Hagen, Izo Goldman, , Lacy José Raymundi, Marina Bruna, Neide Rocha Portugal, Selma Patti Spinelli, Sérgio Ferreira da Silva e Thereza Costa Val.

VENCEDORES

Nosso amor tornou-se um drama
e hoje não há quem o entenda:
quem erra um ponto na trama
não acerta mais a renda.
ALMERINDA LIPORAGE – RJ

Coerente nas suas falhas,
o mundo julga a nobreza
pelas rendas nas toalhas...
não pelos modos à mesa!
EDMAR JAPIASSÚ MAIA – RJ

 A vida é festa estupenda:
mesas fartas, ricas toalhas...
 mas, sob as barras de renda,
quantos recolhem migalhas!...
 LOURDES REGINA GUTBROD – RJ

 Desde já, meu filho, aprenda
que a vida é como as aranhas:
- Disfarça em teias de renda
seus intentos e artimanhas!...
MARIA MADALENA FERREIRA – MAGÉ

Velha rendeira sofrida!...
A malha viva em teu rosto
é amarga renda que a vida
 teceu, desgosto a desgosto...
WALDIR NEVES – RJ

É o mundo eterna contenda
entre campos definidos.
De um lado... punhos-de-renda,
e de outro... punhos puídos.
WALDIR NEVES - RJ

MENÇÕES HONROSAS

O rio secou... Seu leito,
coberto agora de fendas,
é o retrato mais perfeito
de um roto lençol de rendas!
ANTONIO CARLOS TEIXEIRA PINTO – NITERÓI

 Filtrando-se na folhagem
 rala e seca do sertão,
é do sol a tecelagem
da renda que forra o chão!
ANTONIO CARLOS TEIXEIRA PINTO

Guardei teu lenço rendado,
guardando um pouco de ti...
 sem ver que o lenço guardado
não guarda o amor que eu perdi!
 EDMAR JAPIASSÚ MAIA

 Nem mesmo a ilusão remenda,
 com seus fios de saudade,
 os velhos sonhos de renda
que eu teci na mocidade!
 ELISABETH SOUZA CRUZ – NOVA FRIBURGO

O mar, persistente, anseia
a perfeição, a meu ver...
 Sempre faz rendas na areia,
 desfaz.. e torna a fazer!
JOÃO FREIRE FILHO – RJ

A sua mão sempre estenda,
 com amor em sua palma,
que a caridade é uma renda
que enfeita o contorno da alma.
JOSÉ HENRIQUE DA COSTA – MAGÉ

Se Deus me deu muitas prendas,
a mais bonita de todas
veio vestida de rendas
no dia de nossas bodas.
SANDRO PEREIRA REBEL – NITERÓI

 Quando tramou meu destino,
 Deus inovou na maneira
 e pôs o fio divino
em tuas mãos de rendeira...
 WALDIR NEVES

MENÇÕES ESPECIAIS

Sem uma renda, o vestido
tinha da noiva a humildade,
 mas bordada no tecido
brilhava a felicidade.
ALMERINDA LIPORAGE – RJ

 Não me importa que me ofendas,
se depois o amor se inflama,
 e a camisola de rendas
amanhece aos pés da cama!
 EDMAR JAPIASSÚ MAIA

É o fim do amor... pois até
 já não reclamas de nada...
Nem da mancha de café
sobre a toalha rendada!
EDMAR JAPIASSÚ MAIA

No tear da solidão,
rendeiro, em dias tristonhos,
 basta um fio de ilusão
 para tecer os meus sonhos!
ELISABETH SOUZA CRUZ

 “Não usas veludo ou renda
no teu discreto trajar,
mas não há quem não se renda
 ao brilho do teu olhar!”
FERNANDO CRUZ – RJ

Rendeira, à luz das candeias,
vai vencendo nostalgias,
sentindo que ficam cheias
 as suas noites vazias!...
HERMOCLYDES SIQUEIRA FRANCO – RJ

Admirando suas prendas,
 noto o contraste e os poréns:
mulheres que tecem rendas
vivem sem renda nem bens!...
 LOURDES REGINA GUTBROD

O céu, com gaze de bruma,
veste a tarde. O sol desmaia.
E o mar, em rendas de espuma,
envolve a nudez da praia.
 IVO SANTOS CASTRO – RJ

Amo as ondas, que – uma a uma –
não se cansam de enfeitar
com rendas brancas de espuma
os lençóis verdes do mar!
MARIA MADALENA FERREIRA

Acenas-me com leveza
e a renda ao vento se agita;
nunca vi tanta beleza
num simples laço de fita!
MÁRIO MARINHO – SÃO JOÃO DE MERITI

Rendeira, dá-me um abraço,
mas um abraço que prenda
dois corações... feito um laço
de meio metro de renda.
SÁVIO SOARES DE SOUSA – NITERÓI

 Rendeira de arte divina!...
 Creia: o destino é capaz
 de urdir malha ainda mais fina
que a renda que você faz...
WALDIR NEVES