XXXIV JOGOS FLORAIS DE NITERÓI / RJ - 2004
(todas as relações por ordem alfabética de autores)

ÂMBITO NACIONAL - TEMA “CANSAÇO”
(Comissão Julgadora:Almerinda Liporage, Edmar Japiassú Maia, Élen Novais Felix, Evandro Sarmento, José Maria Machado de Araújo, J. Stavola Porto, Kleber Leite, Maria Madalena Ferreira, Matilde Diniz Lacerda, Milton Nunes Loureiro, Rodolpho Abbud, Ruth Farah Nacib Lutterbach, Octávio Venturelli, Sávio Soares de Sousa, Ulysses Carvalho Jr. e Waldir Neves)

VENCEDORES

Sou, no final da existência,
em meu cansaço grisalho,
folha seca na iminência
de desprender-se do galho!
ARLINDO TADEU HAGEN – JUIZ DE FORA

“Eu volto um dia...” Ela disse.
Mas um temor me flagela:
que os cansaços da velhice
possam chegar antes dela...
JOSÉ TAVARES DE LIMA – JUIZ DE FORA

Vivo a esperar-te, contente,
porque, quem ama deveras,
por mais que espere, não sente
o cansaço das esperas...
JOSÉ TAVARES DE LIMA

Eu te espero... Tu demoras...
Pela noite, o tempo avança
e, no cansaço das horas,
vai se apagando a esperança.
MARINA BRUNA – SP

Ficou mais lento o meu passo?
Caminharei, mesmo assim!
Só temeria o cansaço
se me cansasse de mim...
NEWTON VIEIRA – CURVELO

Em minhas mãos sempre cheias
o cansaço não se aninha...
Levando cargas alheias
nem sinto o peso da minha!
PEDRO ORNELLAS – SP

MENÇÕES HONROSAS

Quando o tempo bate à porta
e a saudade invade o peito,
cansaço a gente suporta,
mas, solidão não tem jeito!
CAMPOS SALES – SP

Em meus versos de magia
eu canto o amor sem cansaço.
Transformo sonho em poesia
na magia desse laço.
CÉLIA Mª. BARBOSA RODRIGUES – BH

Lutando em busca de espaço,
naqueles tempos de outrora,
era menor o cansaço
do que o cansaço de agora!
NEIDE ROCHA PORTUGAL – BANDEIRANTES

O tempo, esperto, ladino,
brincou comigo e cansou,
pois não levou o menino
que eu já fui e ainda sou!
SELMA PATTI SPINELLI – SP

Finge o sol, quando declina,
que se cansou do fulgor,
dando à estrela pequenina
seu momento de esplendor.
WANDIRA FAGUNDES QUEIROZ – CURITIBA

 

MENÇÕES ESPECIAIS

O cansaço é para mim
contraste nesta jornada...
- Meu corpo chegando ao fim,
minha alma em plena alvorada!
ALFREDO DE CASTRO – POUSO ALEGRE

Não há coração cansado
para o amor, para o carinho...
Um velho tronco enrugado
abriga a vida de um ninho!
AMÁLIA MAX – PONTA GROSSA

Perdão se lhe atraso o passo,
não quero ser empecilho;
não é manha o meu cansaço,
a idade pesa, meu filho!
ALZIRA DE SIQUEIRA ALVES – SP

Não me bastasse a poeirenta
e dura trilha que faço,
vem a saudade e acrescenta
mais um fardo em meu cansaço...
ÉLBEA PRISCILA DE SOUZA E SILVA – CAÇAPAVA

Na aridez do seu olhar
sou teimoso agricultor
que não cansa de esperar
por uma chuva de amor.
MAURÍCIO CAVALHEIRO - PINDAMONHANGABA

==============================================================

ÂMBITO ESTADUAL - TEMA “RENÚNCIA”
(Comissão Julgadora: Antonio Augusto de Assis, Aloísio Bezerra, Antonio Carlos Teixeira Pinto, Arlindo Tadeu Hagen, Carolina Ramos, Domitilla Borges Beltrame, Eduardo A. O. Toledo, Flávio Roberto Stefani, Izo Goldman, José Valdez de Castro Moura, Marina Bruna, Miguel Russowsky, Neide Rocha Portugal, Orlando Brito, Thereza Costa Val e Vanda Fagundes Queiroz)

VENCEDORES

Junto às renúncias guardadas
reparo em meu coração,
duas sombras de mãos dadas:
a saudade e a solidão.
ALICE N. SOUZA FELIX – NITERÓI

Renunciei por amar-te e,
em parte, por não supor
que as renúncias fazem parte
de quem se parte no amor...
EDMAR JAPIASSÚ MAIA – RJ

Imensa expressão na vida
a renúncia pode ter.
Quanto mais nobre e doída
mais nos pode engrandecer!
EDERSON CARDOSO DE LIMA – NITERÓI

Firme na minha conduta,
prossigo, mesmo vencida,
pois quem renuncia à luta
renuncia à própria vida!
LOURDES REGINA F. GUTBROD – RJ

Escravo quer liberdade! ...
E eu fiz renúncia de amor.
Vi, depois, preso à saudade,
que só troquei de feitor...
WALDIR NEVES / RJ

MENÇÕES HONROSAS

Alheio a qualquer denúncia
e consciente dos meus passos,
eu renuncio à renúncia
e volto para os teus braços.
ALMERINDA LIPORAGE - RJ

Beijá-la apenas na face,
do meu amor dando prova,
foi como se eu renunciasse
ao verso final da trova...
EDMAR JAPIASSÚ MAIA

Essa renúncia inimiga
que diz não, se eu quero sim,
é uma voz fazendo intriga
quando responde por mim!
ELISABETH SOUZA CRUZ – NOVA FRIBURGO

Renúncia... amor em pedaços...
que se prendeu num tear,
no emaranhado de laços
que eu tento em vão desfiar...
MARIA LUA – NOVA FRIBURGO

A renúncia mais sentida
está no olhar, já sem brilho,
da mãe renunciando à vida,
em prol da vida do filho!...
MARIA MADALENA FERREIRA – MAGÉ

Cada carta que eu reli,
das que o amor não engaveta,
diz que a renúncia de ti
não foi renúncia completa...
SÉRGIO BERNARDO – NOVA FRIBURGO

MENÇÕES ESPECIAIS

Ao despedir-me de ti,
quis falar, falar de nós...
secando o pranto, sorri,
pois renúncia não tem voz.
HENRIQUE ARAGÃO - Teresópolis

Por saber que em minha vida
jamais seria feliz
você foi a mais sofrida
das renúncias que eu já fiz!...
JOAQUIM CARLOS – NOVA FRIBURGO

À paixão que em mim persiste,
não quero renunciar...
pois... renúncia é viagem triste
que um sonho faz ao voltar...
MARIA LUA

Coração de mãe – pureza –
o refúgio e a compreensão,
traz em si toda a grandeza
da renúncia e do perdão.
MARISOL – TERESÓPOLIS

Se a renúncia, em seus degredos,
meus sonhos cobre de pó,
dou-me as mãos... enlaço os dedos
e finjo não estar só...
OCTÁVIO VENTURELLI – NOVA FRIBURGO

A renúncia mais sentida
que nunca mais olvidei,
foi algemar minha vida
ao beijo que não te dei.
SÉRGIO MAURO – NOVA FRIBURGO