BOLETIM NACIONAL DA UBT NOVEMBRO 2014 - esclarecimento da presidente
(texto da presidente Domitilla Borges Beltrame - caderno "Atualidades")

 "NOVOS TROVADORES"

     No Boletim de outubro,  falamos sobre as eleições nas Seções. Já recebemos a formação de algumas novas diretorias e das que foram reeleitas. Queremos parabenizar a todas com a confiança no seu intento de trabalhar, cada vez mais, para o fortalecimento e expansão de nossa UBT. Até o final deste mês, as demais deverão efetuar sua eleição.

     Hoje, abordaremos  os Jogos Florais e Concursos Nacionais de Trovas e a nova orientação a ser observada. De acordo com o que foi aprovado por unanimidade na I CONAPREST , os Concursos e Jogos Florais  a partir de 2015, deverão trazer 2 categorias de concorrentes: NOVOS TROVADORES e VETERANOS. Entende-se por Novo Trovador, aquele trovador que ainda não obteve o mínimo de 3 classificações em concursos de âmbito nacional: menção especial, menção honrosa ou vencedor, em trovas líricas ou filosóficas, não importando o tempo de sua filiação à UBTNão se contam concursos municipais, regionais e estaduais, assim como os concursos humorísticos. Após as 3 classificações, o Novo Trovador, passa automaticamente a Veterano.

     O tema do concurso poderá ser diferente para Novos Trovadores e Veteranos ou o mesmo; neste caso, o regulamento deverá  instruir que, abaixo da Trova, no envelope pequeno, deverá ser digitado: “Novo Trovador. O julgamento será feito separado;  o mesmo acontecendo para a classificação.  Em cada concurso terá que haver no mínimo 5 Novos Trovadores premiados.

     Ao criarmos esta nova norma visamos, tão somente, o maior congraçamento dos trovadores para que sejamos realmente UNIÃO Brasileira de Trovadores. Para que em nossas festas haja sempre alguém que ainda não teve a oportunidade de a elas comparecer. Passaremos a nos conhecer e confraternizarmos cada vez mais.

      Quanto ao modo de concorrer, continuamos com o sistema de envelope. Nos Concursos e Jogos Florais oficiais da UBT, este sistema deverá ser obrigatório. Não somos contra os concursos pela internet; pelo contrário,  achamos que eles só trazem benefício para a Trova e serão sempre bem vindos. Entretanto, o sistema de envelope, referendado na I CONAPREST, além de trazer maior confiabilidade em que  será premiada a Trova e não o trovador, não exclui ninguém, visto que há bastante trovadores que ainda não dominam a internet ou não possuem computador. Sabemos que, num futuro muito próximo, a internet será  o meio de comunicação  quase que único, mas por enquanto, vamos continuar enviando nossas Trovas nos velhos e conhecidos envelopinhos.

     Já estamos recebendo as datas das festividades em 2015. Chamamos a atenção dos promotores dos concursos para que não marquem em datas coincidentes.

     Seria bom que não deixassem acumular no 2º semestre para que mais trovadores pudessem comparecer para o maior prestígio das festas.

     E, vamos trabalhar,  realmente, para o engrandecimento de nossa querida UBT!