O ADEUS A CONCEIÇÃO...

MARIA DA CONCEIÇÃO ANTUNES PARREIRAS ABRITTA   nasceu em um 19 de dezembro em Crucilândia/MG mas sua vida foi toda centrada em Belo Horizonte. Casou-se com o também poeta Luiz Carlos Abritta, importante dirigente da UBT em todos os seus âmbitos, assim como Conceição que, entre outras importantes atribuições, foi presidente da UBT, seção de Belo Horizonte, tendo prestado brilhantes serviços à Trova. Entre prosa e poesia, mais de uma dezena de livros publicados.
Conceição Abritta, queridíssima trovadora, faleceu no dia 29 de abril de 2015 e sepultada no dia seguinte, após longa enfermidade.
Ao amigo Luiz Carlos Abritta e a todos os seus familiares e pessoas mais próximas, nossas profundas condolências.

 

Em nossos dedos, ternura,
lindo troféu de esplendor;
anel que tem espessura
e o brilho do nosso amor.

Transformei em lindo adorno
os ritos do meu sonhar...
Andei, vaguei sem retorno,
me acampei no teu olhar. 

Lá no alto, bem escondido,
no velho tronco que o enlaça,
um coração esculpido
veste a ramagem da praça.


----------------------------------------------------------------

     O site Falando de Trova transcreve, a seguir, o emocionadíssimo depoimento de uma das amigas mais próximas de Conceição, a poetisa/trovadora Wanda de Paula Mourthé, que assim se expressou.

                                                                                                                                         DEPOIMENTO DE WANDA DE PAULA MOURTHÉ:
 

Inadmissível, inacreditável, impensável, para mim, a morte de Conceição Parreiras Abritta, atual vice-presidente da UBT-BH. Em minha despretensiosa homenagem, deixo de lado o aspecto literário que pontilhou toda a sua vida, ou seja, sua verve de escritora, poeta, trovadora, com inúmeros livros publicados e altos cargos em diversas academias. Quero, sim, enfatizar um dos traços mais importantes (se não o mais) para mim, de sua personalidade: seu coração do tamanho do mundo. Não obstante sua elevada posição social, pertencente à chamada "High Society" (sem o sentido pejorativo do termo), Conceição acolhia a todos, do mais humilde ao mais poderoso, seja social ou culturamente, sem a menor distinção, com seu cativante carinho.
Querida Conceição, sua perda é imensa para toda a UBT, mas continue nos iluminando com seu exemplo e nos tornando realmente irmãos.
Todos os beijos que não te dei em vida...