ACADEMIA PEDRALVA - LETRAS E ARTES

TEMA: "UM ADÁGIO POPULAR"

TROVAS VENCEDORAS E SEUS AUTORES:

Caridade, um gesto nobre
que faz os próprios ateus
sentirem que "dar ao pobre
é como emprestar a Deus".
A. A. DE ASSIS - Maringá

Morre o pobre de arrepio,
gelado, se o frio aperta;
e dizem que "Deus dá o frio
conforme a nossa coberta".
ALFREDO DE CASTRO - Pouso Alegre/MG

"Quem canta, os males espanta".
Mas na sonata do amor
minha alma é triste, pois canta
somene as notas de dor.
ANTONIO ROBERTO FERNANDES - Campos

Fazer o bem simplesmente,
muita gente não concebe.
É que não sabe e não sente,
que "é dando que se rece be".
BEATRIZ DOS REIS CARVALHO - RJ

Quantas vezes esquecemos,
chorando lembranças mortas,
que "Deus escreve direito,
embora por linhas tortas"!
LEOPOLDINA DIAS SARAIVA - RJ

"Nem tudo que brilha é ouro";
também joia falsa brilha;
e pode haver um tesouro
no pobre que o Creso humilha.
MANUEL JOAQUIM DA SILVA PINTO - Campos

Feliz do que traz o intuito
de viver na paz sagrada.
"O pouco com Deus é muito,
o muito sem Deus é nada".
MARIA DA GRAÇA B. DOMINGUES DA SILVA - São Luís/MA

Não chores, se as enxurradas
fugiram dos teus caminhos...
No viver, "águas passadas
não movem, mais, os moínhos".
MARIA MOURA DA COSTA - Niterói

É pena que o mundo torça
a razão do bom ditado,
pois, se "a união faz a força",
por que um de cada lado?
MILTON NUNES LOUREIRO - Niterói

Quis um mundo, quis a Vida,
tesouros que nunca vêm...
Qual a frase repetida:
"quem muito quer, nada tem'.
ORÁVIO DE CAMPOS SOARES - Campos
---------------------------------------------------------------------
NOTA = esse material foi uma gentil contribuição do "Magnífico Trovador" IZO GOLDMAN, da UBT São Paulo/SP