"I JOGOS FLORAIS EIXO TURÍSTICO PINDA - CAMPOS DO JORDÃO" - 1967
 
REALIZAÇÃO: DELEGACIA DA UBT DE PINDAMONHANGABA
(com apoio das Prefeituras de Pindamonhangaba e Campos do Jordão)

COORDENADOR DOS CONCURSOS (em número de três):  ORLANDO BRITO - Delegado da UBT Pindamonhangaba

 

HISTÓRICO = O primeiro acontecimento trovístico em Pindamonhangaba deu-se em 1967. Isso aconteceu quando o genial poeta/trovador Orlando Brito veio aqui residir, ele que já era, então, um nome consagrado dentro da Trova brasileira, e amigo de personalidades do Movimento que se alastrava pelo País.
A União Brasileira de Trovadores – entidade que ainda hoje rege os destinos da trova brasileira – foi criada em 1966. Essa modalidade era a coqueluche da época, quando Brito, apoiado pelos poderes públicos  e culturais dos dois municípios limítrofes, lançou os “I Jogos Florais Eixo Turístico Pinda-Campos do Jordão”. O então porta-voz da iniciativa, junto à Câmara Municipal pindamonhangabense, foi o Vereador Aníbal Leite de Abreu. As trovas começaram a chegar na segunda quinzena de abril de 1967.
A realização foi um sucesso. Milhares de trabalhos foram enviados, do Brasil e de Portugal, discorrendo sobre os três temas propostos.  O encerramento se deu no Clube Literário e Recreativo de Pindamonhangaba, no dia 09 de julho de 1967, véspera da emancipação política do município. Estava dada a largada, na cidade que, décadas depois, viria a tornar-se uma das maiores potências no cenário da Trova.

 
PRIMEIRO CONCURSO = TEMA: "SERRA"
1º lugar: COLBERT RANGEL COELHO – Rio de Janeiro
Tenho tudo aqui na terra,
e tenho, apenas, o quê?
- uma casinha na serra,
minha viola e você!
xxx
2º lugar: COLBERT RANGEL COELHO – Rio de Janeiro
Dorme a serra... Em tom de prece,
vendo que a serra dormiu,
o “Dedo de Deus” parece
que está fazendo “psiu”.
xxx
3º lugar: JOSÉ NOGUEIRA DA COSTA – Itajubá/MG
Na morte faz jus à endecha,
no céu merece acolhida,
quem galga sem queda ou queixa
as serras da própria vida.
xxx
4º lugar: DIAS MONTEIRO – Taubaté/SP
A Serra da Mantiqueira,
perto do céu triunfante,
é sentinela altaneira,
guardando o chão bandeirante!
xxx
5º lugar: BELTRANO (autor não identificado)
Esta serra tão querida
põe o provérbio a perder:
- é tão gostosa a subida;
- é tão difícil descer!
xxx
6º lugar: DAVID DE ARAÚJO – Santos/SP
Cansado, levando às costas
os duros fardos da idade,
escalo, pelas encostas,
a serra azul da saudade!
xxx
7º lugar: CAROLINA RAMOS DE OLIVEIRA - Santos
“Loiro, o ipê, cheio de flores,
pincelando de ouro a serra,
sob o azul, completa as cores
do pendão de minha terra!
xxx
8º lugar: CÉLIO GRUNËWALD – Juiz de Fora/MG
Todos os picos da serra,
dos Alpes aos Pirineus,
são dedos grandes da Terra
mostrando a casa de Deus!
xxx
9º lugar: MARIA HELENA – Rio de Janeiro
Sem achar voz que me embale,
só a solidão me banha!
Ah! como custa ser vale,
quando a alma é de montanha!
xxx
10º lugar: J. GUEDES – Juiz de Fora
Altas serras já subi,
numa escala de loucuras;
- foi descendo que senti
toda a glória das alturas!
====================================
 
SEGUNDO CONCURSO = TEMA: "RIO"
 
1º lugar: JOSÉ NOGUEIRA DA COSTA – Itajubá/MG
Jamais esqueça, meu filho,
do rio a grande lição:
quanto mais rude o seu trilho,
mais bela a sua canção!
xxx
2º lugar: CAROLINA RAMOS DE OLIVEIRA - Santos
Já que a amizade é um tesouro
e a vida um rio, bateia;
- que há poucas pepitas de ouro
e milhões de grãos de areia!
xxx
3º lugar: MARIA SYLVIA DE CERQUEIRA LEITE – Rio de Janeiro
Paraíba... Velho amigo!
Entre nós quanta distância!
- Ainda vives comigo
nos sonhos da minha infância...
xxx
4º lugar: VASQUES FILHO – Fortaleza/CE
Comparo o rio a uma veia
que o sangue humano conduz,
porque deixa em cada aldeia
pão, riqueza, vida e luz!
xxx
5º lugar: DURVAL MENDONÇA - Rio de Janeiro
Quando a sombra envolve os campos,
surge, travesso e vadio,
um bando de pirilampos
jogando estrelas no rio...
xxx
6º lugar: FRANCISCO LUZIA NETO – Amparo/SP
Homem forte, homem de brio,
que uma queda não te torça...
- Repara as quedas de um rio
como geram luz e força!
xxx
7º lugar: V. C. SOARES DE SOUZA - Santos
Dias e noites a fio
e sempre a chorar, eu penso
que formarei mais um rio
quando espremer o meu lenço...
xxx
8º lugar: HELENA FERRAZ - Rio de Janeiro
Há gente como o regato
que corre humilde e sombrio,
perdido no anonimato,
para glória de outro rio...
xxx
9º lugar: JOSÉ MARIA MACHADO DE ARAÚJO - Rio de Janeiro
Folha de ramo, caída,
que o rio transporta à foz,
no grande rio da vida
somos assim todos nós!
xxx
10º lugar: CESÍDIO AMBROGI – Taubaté/SP
De veio que não se expande
tem muita gente o destino:
- nasce junto ao rio grande,
morre sempre pequenino...

 ======================
 
TERCEIRO CONCURSO = TEMA: "TURISMO"
 
1º lugar: DAVID DE ARAÚJO
Turista, se tens saudade,
volta de novo – eu te peço.
Hás de notar que a cidade
canta feliz teu regresso!
 
2º lugar: DE PAULA MADIA - Taubaté
Jesus, artista profundo,
num dia de inspiração,
para enfeitar mais o mundo
criou Campos do Jordão.
 
3º lugar: HEGEL PONTES – Juiz de Fora
Quanto mais velho, mais cismo
que a saudade é simplesmente
uma excursão de turismo
pelo passado da gente...

-----------------------------------------------------------------

COMISSÃO JULGADORA DESSES JOGOS FLORAIS:
Waldomiro Benedito de Abreu
Lauro Silva
Paulo Emílio D'Alesandro
Eloyna Ribeiro
Orlando Brito
Mário Jacintho da Silva