I CONCURSO DE TROVAS DE PITANGUI – MG
(todas as classificações por ordem alfabética)

 TEMA:  “ROÇA” 

VENCEDORES 

Porteira de tábua grossa,
pregos velhos, sem rebites,
delimita a minha roça,
não meus sonhos sem limites!...
DARLY O. BARROS – SP
 
Ao partir para a cidade,
dando adeus à minha roça,
nunca pensei que a saudade
morasse numa palhoça...
HÉRON PATRÍCIO – SP
 
Na roça em que fui criada,
sonhei ser tua rainha,
e, ao ver tua mão, cuidada,
depressa... escondi a minha!
NEIDE ROCHA PORTUGAL – Bandeirantes
 
No agreste, solo torrado...
somente um broto vingou
num palmo de chão molhado
onde o roceiro chorou!
PEDRO ORNELLAS – SP
 
Sem de fato desejá-lo,
vim da roça e, em minha dor,
busco o trinado do galo
no “trim” do despertador...
SÉRGIO BERNARDO – Nova Friburgo
 
MENÇÕES   HONROSAS
 
A minha roça eu troquei
pelas luzes da cidade.
Nesse dia eu comecei
meu plantio de saudade!
ARLINDO TADEU HAGEN – Juiz de Fora
 
Deixo a roça na estação...
trouxe os sonhos na bagagem,
mas a cidade é a impressão
de que eu perdi a viagem!
ELISABETH SOUZA CRUZ – Nova Friburgo
 
A roça é a escola pequena
onde a infância, ao ter entrada,
troca o lápis, troca a pena,
pelo cabo de uma enxada!...
ERCY Mª MARQUES DE FARIA  Bauru
 
Não há razão de ser nossa
a fome que nos consome:
quem planta e colhe na roça
não sabe o gosto da fome.
JOSÉ MARIA MACHADO DE ARAÚJO – RIO
 
Na roça, há tanta pureza,
que o suor do tabaréu
cedo rega a natureza
e de noite lava o céu!
ROBERTO RESENDE VILELA – Pouso Alegre
 
 
MENÇÕES   ESPECIAIS
 
Da roça eu fui me esquecendo
e a voz da saudade, agora,
é uma porteira gemendo
e um carro de boi que chora!
ARLINDO TADEU HAGEN
 
Retorno à roça e ao trabalho,
depois de rumos incertos,
e a roça e o velho espantalho
me acolhem, braços abertos!
ARLINDO TADEU HAGEN
 
Ouvir o gado mugindo,
na roça, diariamente,
é ver o mundo sorrindo
dentro do mundo da gente!
DELCY RODRIGUES CANALLES – Porto Alegre
 
Ao ver a seca na roça
- e o olhar do caboclo triste –
não há coração que possa
dizer que a dor não existe!
HÉRON PATRÍCIO
 
Do passado vem o vento,
e um cheiro doce me adoça...
E eu volto, por um momento,
a moer cana na roça...
MARINA BRUNA - SP 
 
==================================
 
TEMA:  “CAPIAU”  (humorísticas)
 
VENCEDORES
 
Do poupar e trabalhar
o capiau sempre foi.
É o que se pode chamar
mão de vaca e pé de boi!
ARLINDO TADEU HAGEN
 
Num bar rural, pede o João:
“Me traz uma caipirinha?”
E o capiau: “Carece não,
chama... que ela vem sozinha!”
JOSÉ OUVERNEY – Jambeiro / SP
 
A um capiau, curioso,
perguntei, molhando a isca:
- Este rio é piscoso?
E ele me disse: - Ás “veiz” pisca...
MARINA BRUNA – SP
 
O capiau, indo à praia,
viu tanta mulher pelada,
que exclamou: “Eta, gandaia!...
e já vem tudo sargada!”
NEWTON MEYER AZEVEDO – Pouso Alegre
 
“Esse cigarro de palha
te mata, João, deixa dele”.
E o capiau nem se atrapalha:
“antes disso, eu fumo ele!”
NEWTON MEYER AZEVEDO
 
MENÇÕES   HONROSAS
 
Ao capiau, vida torta,
pouco importa que o cão ladre...
na secura o que lhe importa
é a cacimba da comadre!
EDMAR JAPIASSÚ MAIA – RIO
 
“Você... Juca... desdentado,
e a comadre... novamente...
E o capiau num trocado:
- pra isso... não “farta” dente...
FERNANDO CRUZ – RIO
 
Capiau, patrício nosso,
em seus “trecos” se sai bem:
com sede, ele bebe um “troço”;
com fome, ele come um “trem”!
HELOÍSA ZANCONATO PINTO
 
O noivo esconde a garrucha,
à pergunta não responde,
e a capioa grita:  “Puxa,
cê vai botá  isso aonde?”
RODOLPHO ABBUD – Nova Friburgo
 
O capiau, bem sincero,
pede a mão da moça aos pais:
- Da sua fia eu espero
tê a mão e tudo mais.
WANDA DE PAULA MOURTHÉ - BH
 
 
MENÇÕES   ESPECIAIS
 
Porque se dá por inteiro,
a  capioa não faz troça.
E enquanto roça um aceiro,
na bóia fria se roça!
EDMAR JAPIASSÚ MAIA
 
Capiau, quando se anima
a sair engalanado,
o paletó... sobra em cima;
na calça, falta um bocado!
HELOÍSA ZANCONATO PINTO
 
Um dos gêmeos faleceu...
E ao outro... o capiau bobão
foi perguntar: - Quem morreu?
Foi ocê... ou seu irmão?
JOSÉ MARIA MACHADO DE ARAÚJO – RIO
 
Plantou muito, mas não deu...
E o capiau diz, com mágoa,
que do plantio cresceu
apenas a conta d’água!...
JOSÉ TAVARES DE LIMA
 
Muito feio, mas tem bossa
o capiau bem magrinho:
quando abre os braços na roça,
espanta até passarinho!
WANDA DE PAULA MOURTHÉ
 
 
 
 
&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&