II  JOGOS  FLORAIS  DE  PORTO  ALEGRE – 1973

 

ÂMBITO NACIONAL  =  TEMA:  "QUERÊNCIA"

 

1º lugar:

Pedaço de chão miúdo...

terra gostosa e sagrada...

querência - um pouco de tudo

num pedacinho de nada!...

DURVAL MENDONÇA - Guanabara

 

2º lugar:

Querência... O encanto profundo

dos dias calmos, risonhos...

- Um pedacinho de mundo

no mundo azul dos meus sonhos.

ELISABETH N. PASCHOAL - Taubaté

 

3º lugar:

Depois de tão longa ausência,

pelo mundo andando ao léu,

voltando à minha querência

parecia entrar no céu...

LUIZ OTÁVIO - Guanabara

 

4º lugar:

Marcando suas fronteiras,

as bandeiras eram trapos;

e os sonhos, eram bandeiras,

na querência dos Farrapos!

IZO GOLDMAN - Niterói

 

5º lugar:

Minha querência, meus pagos,

na minha imaginação,

o céu nasceu nos teus lagos,

e a paz floriu no teu chão...

MANITA - Niterói

 

MENÇÕES   HONROSAS

 

Qual pingaço abichornado,

embretado no caminho,

eu, da querência apartado,

lentamente me definho...

LUIZ OTÁVIO

 

Só peço a Deus com veemência,

na mensagem desta trova:

fazei de minha querência

o meu berço e minha cova.

CLÓVIS MAIA - CUritiba

 

Potro chucro a galopar,

pela vida eu ando ao léu,

campereando meu lugar

na querência lá do céu.

IZO GOLDMAN

 

Querência é o pago distante

que a gente um dia deixou;

mas que lembra a todo instante,

na saudade que ficou...

IZO GOLDMAN

 

Eu, bagual sarapantado,

da querência removido,

pela saudade boleado

pareço um potro abatido...

LUIZ OTÁVIO

 

Irmão do sul, que em teu pago

crioulo tens a existência,

o Minuano é afago

e a pampa é a tua querência.

ANGELINA PEREIRA LEITE - Santos

 

Meu avô, velho caudilho,

já nas raias da demência;

mesmo assim, só vendo o brilho

com que defende a querência.

A. DE ARAÚJO MELO - Salvador

 

Se a pensar, no amor, me ponho,

a inspiração se renova,

e eu faço, de cada sonho,

a querência de uma trova...

IZO GOLDMAN

 

Parti, lutei vida afora,

foi longo o tempo de ausência...

Mas volto a abraçar-te agora,

meu berço, minha querência!

MANITA

 

Como dói a tua ausência,

- nuvem negra em céu azul -

meu amor, minha querência...

coxilhas verdes do sul!

PAULINO ROLIM DE MOURA - São Paulo

 

 

=======================================

 

TEMA:  "BRONCA"  =  GÊNERO:  "HUMORÍSTICAS"

 

1º lugar:

Falavam da mulher dele,

mas houve bronca, escarcéu,

assim que alguém disse que ele

não podia usar chapéu...

DIAS MONTEIRO - Taubaté

 

2º lugar:

Na briga que o meu cabelo

e a careca estão travando,

lamento ter que dizê-lo:

a careca está ganhando...

IZO GOLDMAN

 

3º lugar:

Quando abraço mulher feia,

que não seja minha amiga,

ou estou de "cara cheia"

ou separa... porque é briga...

IZO GOLDMAN

 

4º lugar:

A fofoca que o Ramalho

soube da esposa travessa

deu, por fim, aquele "galho"

que não lhe sai da cabeça...

JOUBERT DE ARAÚJO SILVA - Guanabara

 

5º lugar:

Explicava, minha amiga,

os muitos filhos que tem:

- De dia o marido briga,

de noite... fica de bem...

IZO GOLDMAN

 

MENÇÕES   HONROSAS

 

Deu uma bronca danada

lá em casa, só por isso:

contratei uma empregada

que fará todo o serviço...

WILSON MONTEMÓR - Resende

 

A viúva do Murilo

era uma dona exemplar:

de dia ela dava o estrilo,

de noite mandava entrar...

BENEDITO MACHADO HOMEM - Sabará

 

Madrugada... A mulher ronca...

Vai o marido assanhado...

Logo a empregada dá bronca:

- Me larga, velho tarado!...

PALUMA FILHO - São Gonçalo

 

O Machado é bom amigo,

que eu tenho sempre ao meu lado:

qualquer bronca que há comigo,

quem quebra o galho é o Machado!

CARLOS GUIMARÃES - Guanabara

 

A Severina Menezes

casa às pressas com o Joca,

tem criança aos cinco meses

e ainda diz que é fofoca...

LEILA MÍCCOLIS - Guanabara

 

Tenho a briga de casados

como falta de vergonha...

Depois da briga, abraçados,

fazem ninho de cegonha.

JOSÉ VALERIANO RODRIGUES - Belo Horizonte

 

A bronca que acontecia

por vezes, naquela casa,

era que a velha queria

que o velho ainda fosse "brasa".

ROSALINA ROSA LEITE - Santos

 

Houve uma bronca bacana

quando viram, certo dia,

que o noivo da Sebastiana

era o esposo da Luzia...

LUIZ OTÁVIO

 

Tem tanto medo da bronca

da mulher o meu vizinho,

que, até mesmo quando ronca,

o seu ronco sai fininho...

CARLOS GUIMARÃES

 

Explode a bronca insensata

entre o casal discordante...

Gosta, a mulher, de ouro e prata,

mas, o marido, de... amante!

 

====================================

 

   OBSERVAÇÕES = Os II Jogos Florais de Porto Alegre, de 1973, foram lançados a 1º de março, o prazo dos concursos encerrou-se no dia 30.06, a musa foi eleita no dia 24.08 e as festas foram realizadas nos dias 26, 27 e 28 de outubro do mesmo ano.

 

   A Musa foi Temis Regina Baptista. Princesas: Marialba Beheregaray e Marisa Notari.  A eleição da musa foi realizada sob a coordenação da apresentadora do "Jornal do Almoço", Tânia Carvalho, no estúdio da então TV Gaúcha, hoje RBS TV, com transmissão ao vivo!   Bons tempos!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

.

 

 

 

Comentar

Filtered HTML

  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <blockquote> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.