XIII JOGOS FLORAIS DE PORTO ALEGRE – 1995

(classificações por ordem alfabética)

 

ÂMBITO NACIONAL: TEMA “CINEMA”

 

 

TROVAS VENCEDORAS

 

Na porta, ela pede esmola.

Não sabe, a mão desnutrida,

que o cinema desenrola

o filme da sua vida!

ANTONIO BISPO DOS SANTOS – Niterói

 

O velho cinema evoca

a distante mocidade.

E um cheiro bom de pipoca

vai perfumando a saudade...

ANTONIO C. TEIXEIRA PINTO – Niterói

 

É o cinema uma alquimia,

um milagre que seduz,

pois consegue, por magia,

transformar sombras em luz!

DJALDA WINTER SANTOS - RJ

 

Carlitos, sei que partiste...

Mas o teu gênio ficou

naquele palhaço triste

que o cinema eternizou!

JOSÉ TAVARES DE LIMA – Juiz de Fora

 

Ao velho ator fracassado

resta o cenário sombrio

de um projetor apagado

junto ao cinema vazio...

SÉRGIO BERNARDO – Nova Friburgo

 

 

MENÇÕES   HONROSAS

 

Gastou a esmola de um dia,

buscando os sonhos da tela,

mas o Cinema exibia

um filme sobre a favela!...

HELOISA ZANCONATO PINTO–J. de Fora

 

Olho para o céu, e ao vê-las,

num cenário tão bonito,

aplaudo milhões de estrelas

no Cinema do Infinito!

JOÃO PAULO OUVERNEY – Pindamonhangaba

 

Do Carlitos, sempre o tema

“comédia” tinha constância:

- era a Infância do Cinema

alegrando a minha infância.

P. DE PETRUS – RJ

 

A luz do olhar já definha...

Percebo agora a importância

de guiar-me o lanterninha

nos meus cinemas da infância...

SÉRGIO BERNARDO

 

Lumiére... o nome exato,

que o próprio invento traduz,

porque o cinema, de fato,

trouxe ao mundo nova luz.

SÉRGIO BERNARDO 

 

 

MENÇÕES   ESPECIAIS

 

Faça de conta, querido,

que esta grisalha ternura

é como um filme atrevido

num cinema sem censura.

ADELIR MACHADO – Niterói

 

Estrelas que são tão minhas

(em contraste ao Mundo aflito)

são milhões de lanterninhas

no Cinema do Infinito!

EUGÊNIA Mª RODRIGUES – Rio Novo

 

Cinema mudo... e a magia

de Carlitos foi sem par:

somente os lábios movia

e a gente o ouvia falar...

JOSÉ MARIA M. DE ARAÚJO – RJ

 

O cinema, em sua essência,

tendo a ética no encarte,

já foi arte sem violência...

Hoje, é violência sem arte.

JOSÉ MARIA MACHADO DE ARAÚJO

 

No cinema da memória

volta e meia me deparo

com cenas da minha história,

cujo ingresso paguei caro!

LAIS RIOS – RJ

 

Mostre alegria, problema

ou desfecho inconseqüente,

de alguma forma o Cinema

retrata a vida da gente.

MARIA NASCIMENTO S. CARVALHO – RJ

 

Meninas de pouca idade,

famintas e quase nuas,

é drama que a sociedade

põe nos cinemas das ruas.

MIGUEL RUSSOWSKY – Joaçaba/SC

 

Talvez exista, suponho,

no pensar que em mim se espalma,

razões para achar que o sonho

é sempre o cinema da alma.

MILTON NUNES LOUREIRO – Niterói

 

Cinema antigo... saudade...

Gordo e o Magro, Rintintim!

- Lembranças da mocidade,

saudades batendo em mim...

P. DE PETRUS – RJ

 

Num centenário de glória,

o cinema nos legou

muitos filmes que, na história,

jamais o vento levou!...

RODOLPHO ABBUD – N. Friburgo 

 

---------------------------------------------------

 

TEMA “GORDO” = (humorísticas)

 

 

04 TROVAS VENCEDORAS

 

Diz a “gata”: - Eu não descarto,

dou mais peso ao episódio:

mais vale um gordo no quarto

que dez atletas no pódio!

ALMERINDA LIPORAGE – RJ

 

No estúdio, ao fotografar

um gordo fazendo pose:

“Três por quatro? Nem pensar!

Só cabe em nove por doze!!!

ANTONIO COLAVITE FILHO –Santo André

 

Gordo funga na subida,

sofre na reta, se cansa,

e só tem pódium na vida

quando sobe na balança.

FERNANDO VASCONCELOS – Ponta Grossa

 

Entraste cedo em meu quarto,

eu exangue e tu aflito!

Teu corpo está gordo e farto...

Te mato agora, mosquito!!!

LEDA COSTA LIMA – Fortaleza

 

 

06 MENÇÕES   HONROSAS

 

Certo gordo, uma bolacha,

se casou e... vejam bem:

- a noiva quer, mas não acha

o que o noivo diz que tem!

ANTONIO CARLOS TEIXEIRA PINTO

 

Não vens com tua cantiga

falar da minha postura:

só tenho gorda a barriga,

pernas, braços e cintura...

DEIRES HOFFMANN - SP

 

Adoro uma gulodice,

sou gordo e estou bem assim:

se Papai do Céu me ouvisse,

mandava chover pudim...

DJALDA WINTER SANTOS

 

O gordo abade rezava:

...”E dai-nos o pão. Amém!”

...”Mas, Senhor, acrescentava,

passa manteiga também!”

NEWTON MEYER AZEVEDO – Pouso Alegre

 

Ao vê-la, sente que a odeia,

fica tenso e encolhe a pança...

Todo dia, a briga é feia,

entre um gordo... e uma balança!

THEREZINHA DIEGUEZ BRISOLLA – SP

 

Notícia sensacional

saiu sobre a gorda Lia:

“seu retrato no jornal

continuará noutro dia...

VERA Mª DE LIMA BASTOS – J. Fora

 

 

05 MENÇÕES   ESPECIAIS

 

Curte as gordas feito louco...

e se condenam seus meios,

ele afirma: “eu como pouco,

mas adoro pratos cheios!”

EDMAR JAPIASSÚ MAIA – RJ

 

Ao ver três “damas” chegar,

o gordo diz ao freguês:

- Ceda pra uma o teu lugar!...

- Ceda o teu, que cabe as três!

ISTELA MARINA GOTELIPE LIMA – Bandeirantes

 

Da vaidade ele se exime,

é gordo, mas não se importa.

Em vez de fazer regime,

mandou aumentar a porta!!!

IZO GOLDMAN – SP

 

Sigo um princípio amoral,

com o qual não me atrapalho:

mulher gorda e vendaval

só servem pra quebrar galho...

LAVÍNIO GOMES DE ALMEIDA – Barra do Piraí

 

A ex-mulher do gordo diz,

separação consumada:

“várias vezes, seu Juiz,

quase morri sufocada...’

WALDIR NEVES - RJ 

 

============================

 

ÂMBITO ESTADUAL: TEMA “ATOR”

(classificações por ordem alfabética)

 

 

TROVAS VENCEDORAS

 

Qual ator, frente a filmagem,

se a vida encena um perigo,

a fé (dublê da coragem)

atua junto comigo.

GERSON CESAR SOUZA – Porto Alegre

 

O mundo é um palco sem cores

que ilude nos seus confetes,

nos dando o sonho de atores

e a vida de marionetes.

GERSON CESAR SOUZA

 

Ator arisco ao cabresto,

rebelde, se for preciso,

a vida escreve o meu texto

e eu teimo e sempre improviso...

GERSON CESAR SOUZA

 

Quando minha alma mentiu,

ao jurar que te esqueceu,

o meu orgulho aplaudiu

 a grande atriz que fui eu.

WILMA MELLO CAVALHEIRO – POA

 

Por tantos textos errados,

somos hoje, sem favor,

dois atores fracassados

no grande palco do amor.

WILMA MELLO CAVALHEIRO

 

 MENÇÕES   HONROSAS

 

Na história do nosso amor

foste sincera e fiel,

e eu fui só um bom ator

vivendo bem seu papel...

LACY JOSÉ RAYMUNDI – Garibaldi

 

Pode mudar o cenário

mas o enredo é sempre igual:

amante é ator secundário

que faz papel principal.

MILTON S. SOUZA – POA

 

Falta amor... mas sobra idéia:

faz tempo que terminamos,

hoje os filhos são platéia

e nós só... representamos.

MILTON S. SOUZA

 

Ele inventa mil diabruras,

corre, pula, esse meu neto,

com as suas travessuras

é o meu ator predileto.

NEOLY O. VARGAS – Sapucaia do Sul

 

Se te esqueceste do texto,

se foste péssimo ator,

não busques nenhum pretexto

para os teus erros no amor.

WILMA MELLO CAVALHEIRO
 

  

MENÇÕES   ESPECIAIS

 

São atrizes as estrelas

que encenam peças ao léu...

Ah! Como é bom poder vê-las

no imenso palco do céu!

DELCY R. CANALLES – POA

 

Atores fomos tecidos,

sem ter câmera por perto,

para vivermos contidos

entre o que é justo e o que é certo.

FLÁVIO R. STEFANI - POA

 

Age a vida com cinismo

quando remete, sem pena,

à penumbra do ostracismo

um ator que sai de cena...

LACY JOSÉ RAYMUNDI

 

A vida do ator resume

muitas vezes esta imagem:

ele próprio tem ciúme

do seu próprio personagem.

LACY JOSÉ RAYMUNDI

 

Ora é médico, ora é louco...

Filósofo, quando a sós...

No ator, há bem mais que o pouco

que existe em cada um de nós!

MARLÊ BEATRIZ ARAÚJO – Viamão

 

Montado o triste cenário

sobressaía uma cruz.

Local: o Monte Calvário.

Ator: o próprio Jesus!

TERESINA DA COSTA – Caxias do Sul

-------------------------------------------------------

 

TEMA “MAGRO” = (humorísticas)

 

 

TROVAS VENCEDORAS

 

Magro dos pés ao pescoço,

feio do fim ao começo,

o Zeca era o próprio esboço

de uma caveira ao avesso.

DORALICE GOMES DA ROSA – POA

 

Chovia torrencialmente

e, em meio à chuva, o magrinho,

ente os pingos, calmamente,

chegou sequinho, sequinho...

FLÁVIO ROBERTO STEFANI

 

Por ser tão magro, o Gepeto

desemprego não temia:

tinha o cargo de esqueleto

na escola de anatomia.

GERSON CESAR SOUZA

 

O magro e a magra dançando...

Osso com osso batia...

E quem estava escutando

pensava ser bateria...

GISLAINE CANALES – POA

 

Quando o magro, no capricho,

saía todo arrumado,

ouvia logo um cochicho:

- Olha o “palito engomado”!

NEOLY DE OLIVEIRA VARGAS

 

 

MENÇÕES   HONROSAS

 

Tão magra era a falecida

que, anos após exumada,

quem via a ossada estendida

dizia: “Não mudou nada!”

GERSON CESAR SOUZA

 

O magro era tão magrinho,

magrinho de fazer dó...

seu pijama listradinho

era de uma listra só!

GISLAINE CANALES

 

Os colegas do Zé Mário,

que é magro, fraco e moreno,

chamam-no “microempresário”

pois seu “negócio” é pequeno...

LUIZ MACHADO STABILE – Garibaldi

 

Era tão magro o Domingos

que, enquanto a chuva rolava,

ele passava entre os pingos

e nem sequer se molhava!...

MARLÊ BEATRIZ ARAÚJO

 

Tem dois nomes a magreza

nesta vida pouco séria:

quando de rico, beleza;

quando de pobre, miséria.

MILTON SEBASTIÃO DE SOUZA

 

 

MENÇÕES   ESPECIAIS

 

Levando um chute o magrinho

ao jogar uma pelada,

o que já era pouquinho

acabou virando nada.

DORALICE GOMES DA ROSA

 

É tão magro o Zé Francisco

que quem o avista se assombra:

seu corpo semelha um risco

que sequer projeta sombra...

LACY JOSÉ RAYMUNDI

 

Tão leve como uma ripa,

um magro como ninguém,

ao soltar a sua pipa

quase que voa também.

MARIA AP. AUDINO – Cruz Alta

 

O magrinho, numa boa,

quer segurança total:

anda amarrado à patroa

nos dias de vendaval.

MILTON SEBASTIÃO DE SOUZA

 

De tão magro ele até poupa:

quando adoece, o infeliz

tira uma foto sem roupa

e usa como Raio X.

MILTON SEBASTIÃO DE SOUZA

 

Magro e comprido, o Quinzinho,

assim mesmo tem quem goste,

é o cachorro do vizinho

que sempre o toma por poste.

NEOLY DE OLIVEIRA VARGAS

 ==================================

NOTA = matéria gentilmente cedida por João Paulo Ouverney, da UBT Pindamonhangaba.