XXX JOGOS FLORAIS DE POUSO ALEGRE – 2007
Comissão Julgadora: Eduardo Toledo e Conceição A. C. de Assis (UBT Pouso Alegre) e Héron Patrício (UBT São Paulo, via UBT Pouso Alegre)

ÂMBITO NACIONAL / INTERNACIONAL = TEMA “LUAR”

1º lugar
Partiste, mas por maldade,
a tua luz não tem fim:
- Brilha o luar da saudade
no céu que há dentro de mim!
PEDRO MELLO – SÃO PAULO

2º lugar
Esse luar, quase um mito,
encantado em branca neve,
é o poema mais bonito
que a pena da noite escreve.
JOSÉ LUCAS DE BARROS – NATAL / RN

3º lugar
O meu amor atrevido
vai buscar, em ânsia louca,
o luar que vive escondido
pelo céu da tua boca!
JOSÉ VITOR DE PAIVA – POUSO ALEGRE / MG

4º lugar
Nem mesmo em noite de inverno
o luar contém mais brilho
que as luas do olhar materno
rondando o berço de um filho!
ROBERTO RESENDE VILELA – POUSO ALEGRE

5º lugar
Vestindo a luz do luar,
no seu sonho mais bonito,
uma estrelinha do mar
faz do mar seu infinito!
CAMPOS SALES – SÃO PAULO

 

MENÇÕES HONROSAS (por ordem alfabética)

Em noites claras, o mar,
para ficar mais bonito,
toma um banho de luar
no chuveiro do infinito...
ANTONIO COLAVITE FILHO – SANTO ANDRÉ /SP

O luar não vê pobreza
no telhado destruído...
E espalha a sua beleza
no meu lar... de “chão batido”!!!
ERCY MARIA MARQUES DE FARIA – BAURU

Estende um lençol de prata
sobre orvalhos faiscantes,
o luar que faz da mata
um leito de diamantes!
EDNA VALENTE FERRACINI – SÃO PAULO

À noite, a areia da praia,
com rendas à beira mar,
lembra um lençol de cambraia
onde se deita o luar...
MARINA BRUNA – SÃO PAULO

Quando o teu olhar me enleia,
eu chego a desconfiar
que em noite de lua cheia
roubaste a luz do luar!
THEREZINHA DIEGUEZ BRISOLLA – SÃO PAULO

 

MENÇÕES ESPECIAIS

Comparo esse encontro breve,
de minh’alma com a tua,
ao luar que pousa, leve,
nas poças d’água da rua.
ALONSO ROCHA – BELÉM

O meu cabelo grisalho,
tão macio qual cetim,
tem o brilho e a cor do orvalho
que o luar pintou em mim.
FRANCISCO JOSÉ PESSOA – FORTALEZA / CE

Assim que o dia termina,
o luar, num gesto terno,
seca o manto da neblina,
do pranto frio do inverno...
IVONE TAGLIALEGNA PRADO – BELO HORIZONTE

Na solidão dos tristonhos
o luar, em noites frias,
vai pincelando os meus sonhos
com seu pincel de magias...
MARIA DE FÁTIMA SOARES DE OLIVEIRA – JUIZ DE FORA

Numa lição de humildade,
nem se incomoda o luar
de que sua claridade
só reflita a luz solar!
RENATA PACCOLA – SÃO PAULO

=============================================================

VI CONCURSO ENTRE OS “NOTÁVEIS TROVADORES”  - TEMA = “CHUVA
Comissão Julgadora: Thereza Costa Val, Almira Guaracy Rebelo, Conceição Parreiras Abritta, Luiz Carlos Abritta e Ivone Taglialegna Prado (UBT Belo Horizonte)
OBS: todos os classificados, dentro de sua categoria, aparecem por ordem alfabética.

VENCEDORES

Chove! E a chuva traz à mente
a minha infância encantada:
pés descalços, livremente,
brincando pela enxurrada.
ANTONIO CLARET MARQUES – GUAXUPÉ

Voltaste... e eu tive afinal
a sensação prazerosa
de um sol brilhando ao final
de longa tarde chuvosa.
ARLINDO TADEU HAGEN – JUIZ DE FORA

Pela ameaça da fome,
quando a seca teima e avança,
a chuva ganha outro nome,
passa a chamar-se... esperança!
HÉRON PATRÍCIO – SÃO PAULO

No momento em que partiste,
a tarde, alheia aos meus ais,
chorando uma chuva triste,
me fez chorar muito mais!
JOSÉ TAVARES DE LIMA – JUIZ DE FORA

“Teu adeus não me comove!”
Frase falsa que decoro. ...
Mas graças a Deus que chove
e ela nem nota que eu choro...
SÉRGIO BERNARDO – NOVA FRIBURGO

 

MENÇÕES HONROSAS

Amor é aquele chuvisco
que faz brotar a semente...
Paixão é chuva de risco
inundando a alma da gente!
EDMAR JAPIASSÚ MAIA / RJ

Sem impedir, com seus riscos,
que a chuva pesada venha,
a cicatriz dos coriscos
no infinito se desenha...
EDMAR JAPIASSÚ MAIA

O balouçar da folhagem
- pequenas mãos dando adeus –
é a chuva, em sua passagem,
trazendo as bênçãos de Deus.
HÉRON PATRÍCIO

A chuva mansa lá fora,
pranto de um dia sem luz,
me lembra Nossa Senhora
chorando o Filho na Cruz...
IZO GOLDMAN – SÃO PAULO

A chuva, em passada mansa
no teto da noite fria,
vai acordando a lembrança
que ainda há pouco dormia...
JOSÉ OUVERNEY - PINDAMONHANGABA

                                                    MENÇÕES ESPECIAIS

A chuva fina não passa
e a saudade me consome...
deslizando na vidraça,
um pingo escreve o teu nome.
ANTONIO CLARET MARQUES

A chuva cai... bate mansa...
molha as ruas da cidade...
lava tudo... e só não cansa
de regar minha saudade!
EDUARDO A. O. TOLEDO – POUSO ALEGRE

Depois que tu foste embora,
tem chovido tanto, tanto,
que parece que o céu chora
com ciúme do meu pranto... IZO GOLDMAN

Chuvas têm contra-partidas,
nas ironias da sorte...
- Algumas salvando vidas,
mas outras, causando morte!...
RODOLPHO ABBUD – NOVA FRIBURGO

Chove muito... espera um pouco!
Fica até que a chuva passe!...
- E eu, sentindo este amor louco,
pedia que não passasse!... RODOLPHO ABBUD

======================================================

 VIII CONCURSO ENTRE ASSINANTES DO ‘TROVALEGRE” TEMA: “SILÊNCIO
(Comissão Julgadora: Conceição A. C. de Assis, Eduardo A. O. Toledo e Roberto R. Vilela – Pouso Alegre)

1º lugar:
Juntando restos de sonho
à fugaz felicidade,
sempre em silêncio componho
meu mosaico de saudade.
WANDA DE PAULA MOURTHÈ – BH

2º lugar:
Mais lancinante que um grito
é o silêncio sepulcral
que antecede o veredito
na sala de um tribunal...
JOSÉ OUVERNEY

3º lugar:
O silêncio, às vezes, fala
de saudades – quem diria?
– quando a rede, a sós, se embala
numa varanda vazia.
MIGUEL RUSSOWSKY – JOAÇABA

MENÇÕES HONROSAS

Os espíritos de escol,
exercendo a caridade,
brilham tanto como o sol,
no silêncio da humildade.
LUIZ ANTONIO CARDOSO – TAUBATÉ / SP

Deixaste a casa vazia,
mas há um retrato na sala;
e é dessa fotografia
que o teu silêncio me fala!
JOSAFÁ SOBREIRA DA SILVA – RIO DE JANEIRO

A frase que te desgosta
escuta, calado, e esquece...
Só o silêncio é resposta
que toda ofensa merece!
JOSÉ TAVARES DE LIMA

MENÇÕES ESPECIAIS

Não sei o que é mais chocante
numa explosão entre dois:
se são os gritos durante,
ou é o silêncio depois...
JOSÉ OUVERNEY

Seja, ao falar, cauteloso;
mas não se esconda, indeciso,
no seu silêncio medroso,
quando gritar for preciso!...
JOSÉ TAVARES DE LIMA

Embora o dia me açoite
com seus barulhos brutais,
lá no silêncio da noite...
a solidão bate mais!... MARIA MADALENA FERREIRA

Porque preciso tomar
uma sábia decisão,
- SILÊNCIO!!! – quero escutar
o que diz meu coração.
MARIA MADALENA FERREIRA

======================================================

TEMA “VIZINHO” (Humorísticas)

1º lugar:
- Quem vem lá? Pelo alarido
ela sabe, rapidinho:
se o cão latir, é o marido;
se fizer festa... é o vizinho!
JOSÉ OUVERNEY

2º lugar:
O casalzinho estrebucha
e a vizinhança debocha:
se ela tem fama de bruxa,
ele tem fama de brocha!
ARLINDO TADEU HAGEN

3º lugar:
O canivete, meu bem,
- diz ao garoto o vizinho –
é teu; vai ver o que tem
dentro do teu tamborzinho!
DOROTHY JANSSON MORETTI – SOROCABA

MENÇÕES HONROSAS

Sua mulher tem “ficado”
com o peru da vizinha...
- Diz o galo, conformado:
galinha é sempre galinha!
JOSÉ TAVARES DE LIMA

Meu vizinho, idoso e lento,
muitos cuidados requer:
evita, por trás, o vento,
de frente, evita a mulher.
RELVA DO EGIPTO SILVEIRA – BH

Com o vizinho do lado,
fui pescar com minha vara.
Ele gritou: “Namorado”!!!
Eu dei-lhe um tapa na cara.
SELMA PATTI SPINELLI – SP

MENÇÕES ESPECIAIS

A vizinha tanto apronta,
que eu penso, ao vê-la rezar:
neste terço falta conta
pra tanta conta acertar!
ARLINDO TADEU HAGEN

Minha vizinha é solteira,
mas esquece a castidade
e abre a porta a noite inteira
por falsa “hospitalidade”!...
HERMOCLYDES SIQUEIRA FRANCO – RJ

A vizinha cavalgando,
lentamente ou no embalo,
deixa a moçada babando
com inveja do cavalo...
REGINA CÉLIA DE ANDRADE – MAGÉ

Tem meu vizinho uma pança!!!
Queixa-se sua mulher
que a barriga dele avança,
porém, nunca o que ela quer!
WANDA DE PAULA MOURTHÈ