PARA  TROVADORES  DE  TODOS  OS  QUADRANTES (exceção aos residentes em Minas Gerais)

TEMA:  "MEDALHA''

VENCEDORES   (todos os nomes em ordem alfabética)

ALBA CHRISTINA CAMPOS NETTO - SP
Uma ficou sobre a mesa:
a dos sós... nem nome tinha...
E eu descobri, com tristeza,
que essa medalha era a minha!

ANTONIO VALENTIM RUFATTO - Bauru
Se não é reconhecido,
mesmo vencendo a batalha,
saiba que o dever cumprido
vale mais do que a medalha!

DARLY O. BARROS - SP
Na medalha, o "sempre teu!",
foi velada falcatrua,
que afinal me convenceu
sem seres meu, a ser tua!

HÉRON PATRÍCIO - SP
Até quem tem muitas falhas
guardará honras no peito,
se lutar - não por medalhas,
mas por um mundo perfeito!

JOSÉ MARIA MACHADO DE ARAÚJO - RJ
Não uso, por mais que eu valha,
medalha que se enalteça,
se o valor desta medalha
o meu valor não mereça!

MENÇÕES  HONROSAS   (todos os nomes em ordem alfabética)

ALBA CHRISTINA CAMPOS NETTO
Vitórias não discrimino,
pois vi, vencendo batalhas,
heróis a quem o destino
jamais conferiu medalhas!

CARLINDA LAMEGO - RJ
A medalhas, não devemos
dar apreço exagerado:
é dentro d'alma que temos
nosso valor registrado!

ERCY MARIA MARQUES DE FARIA - Bauru
Na corrida que não falha,
vida e morte a disputar,
ganha, a vida, só medalha
de penúltimo lugar!

JOÃO FREIRE FILHO - RJ
Por querer minha jornada
sem máculas, nesta vida,
prefiro a derrota honrada
à medalha imerecida!

MIGUEL RUSSOWSKY - Joaçaba
Quando o herói morre em vigília
pela Pátria, nas batalhas,
o conforto da família
não se compensa em medalhas!

WALTER WAENY - Santos
São, estas mechas nevadas
que ostento, na fronte erguida,
as medalhas conquistadas
nos combates desta vida!

MENÇÕES  ESPECIAIS   (todos os nomes em ordem alfabética)

FRANCISCO LUZIA NETTO - Amparo
Devo ao chinelo de couro,
que meus erros corrigia,
a douta medalha de ouro
que exibo no dia-a-dia!

JOSUÉ DE VARGAS FERREIRA - Ribeirão Preto
Seu campo o Jeca retalha
e ceifa da messe o grão!
- Bravo sem fama ou medalha,
é herói de calo na mão!

MARIA NASCIMENTO SANTOS CARVALHO - RJ
A medalha da vitória
que eu consegui sem lutar,
foi a glória mais inglória
que me coube conquistar.

MARCELO HENRIQUE - Amparo
Senhores, eu não aceito
que a inconsequente batalha
abra a trincheira no peito
para o tampão da medalha!

THEREZINHA DIEGUEZ BRISOLLA - SP
Se a vida me desafia
e eu luto e venço a batalha,
o destino, à revelia,
põe noutro peito a medalha!

ZAÉ JÚNIOR - SP
Herói, que vence o cansaço
da vida, em rude batalha...
tem no peito um marcapasso:
sua invisível medalha!
%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%

APENAS  TROVADORES  RESIDENTES  EM  MINAS  GERAIS

TEMA:  "CORRENTE''

VENCEDORES   (todos os nomes em ordem alfabética)

ARLINDO TADEU HAGEN - Juiz de Fora
Ao cordão tão perecível,
o amor de mãe acrescenta
uma corrente invisível
que força alguma arrebenta!

JOSÉ TAVARES DE LIMA - Juiz de Fora
Se a vida é penosa e bruta,
não fraquejo, sigo em frente,
como um náufrago que luta
contra a força da corrente!

MARIA AGOSTINHA DA SILVA - Juiz de Fora
Trago em meu peito magoado
um sonho que me conforta:
ver-te abrindo o cadeado
da corrente... em minha porta!

MARCELO ZANCONATO PINTO - Juiz de Fora
Às vezes, nos teus abraços,
abraças tão fortemente,
que eu sinto estar, nos teus braços,
atado numa corrente...

MARIA DOLORES PAIXÃO - BH
Minha vida é uma corrente
onde o tempo, sem piedade,
entre o passado e o presente,
só pôs um elo: a saudade!

MENÇÕES  HONROSAS   (todos os nomes em ordem alfabética)

ARLINDO TADEU HAGEN     (duas trovas)
Em recaídas frequentes,
o racismo é crueldade
feito marcas de correntes
nos pulsos da humanidade!

Aceitar os teus abraços
e os teus beijos envolventes
foi como estender os braços
na direção das correntes!

ANTONIO CLARET MARQUES - Guaxupé
Diz o povo, em voz corrente,
que ela não presta e eu não presto.
Mas só quem ama é que sente
a insensatez deste gesto!

EUGÊNIA MARIA RODRIGUES - Rio Novo
Não me queres, mas te auguro
um amor sem embaraços:
que sejas um nó seguro
na corrente de outros braços!

HELOISA ZANCONATO PINTO - Juiz de Fora
Partiu... mas tenho-o guardado
na foto, ao lado direito
de um coração pendurado
na correntinha... em meu peito!

JOSÉ TAVARES DE LIMA
Um grão só, nunca é de menos,
muito importa na colheita...
pois é com elos pequenos
que a grande corrente é feita!

MARCELO ZANCONATO PINTO
Que algum dia mereçamos
ver um mundo diferente,
onde todos nós sejamos
elos da mesma corrente!

MARIA AGOSTINHA DA SILVA
Daquela velha corrente
que acorrentou nossas vidas,
hoje restam simplesmente
carícias adormecidas!

MARIA DOLORES PAIXÃO
Meu coração é a vertente
de uma corrente de mágoas,
fluindo constantemente,
como a corrente das águas!...

MARIA AGOSTINHA DA SILVA
Não desejo a liberdade
nem quero grandes espaços:
prefiro a felicidade
accorentada em teus braços!

SANTOS TEODÓSIO - Brumadinho     (duas trovas)
Cativo de alguém ausente,
vivo a carência sofrida
que prende, numa corrente,
sua ausência à minha vida...

Tem valor muito expressivo
o seu amor envolvente,
cujo saldo é positivo
em minha conta corrente...

THEREZA COSTA VAL - BH     (três trovas)
Nesta amarga despedida,
com mágoa revelo, enfim:
nossa corrente rompida
partiu mais um elo... em mim!

Nesta corrente de afeto
entre a aurora e o entardecer,
brilha a manhã do meu neto
na tarde do meu viver...

O nosso amor é tão forte,
tem liga tão resistente,
que eu penso que nem  a morte
desfaz a nossa corrente!

MENÇÕES  ESPECIAIS   (todos os nomes em ordem alfabética)

ALOYSIO ALFREDO SILVA
Joga fora o teu quimono
e atira-te em meus abraços:
quero amarrar o teu sono
na corrente dos meus braços!

ALFREDO DE CASTRO - Pouso Alegre
Só existe uma corrente
que me prenda de verdade:
a que for feita somente
de elos de amor e amizade!

CEZAR AUGUSTO DEFILIPPO - Juiz de Fora
No mar de amor, inocente,
amaste quem não te amou;
foste âncora sem corrente,
que nenhum barco ancorou...

EUGÊNIA MARIA RODRIGUES
Jamais sonho sonhos vãos:
por um mundo mais perfeito,
quero "corrente de irmãos"
mas, sem algemas no peito!

EVA REIS - BH
A corrente ainda existe
revivendo a escravidão,
guardou o gemido triste
que hoje vem da multidão!

MARGARIDA TANNINI - Juiz de Fora
Sou guerreiro que não falha,
como teto eu tenho o céu:
sou corrente sem medalha,
sou vencedor sem troféu!
=================================
NOTA = esse material foi uma gentil contribuição do "Magnífico Trovador" IZO GOLDMAN, da UBT São Paulo/SP