(concorreram 1.128 trovas - foram premiadas 40)

PROMOÇÃO: DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE CULTURA = PREFEITO:  PAULO FERREIRA DA COSTA

 

TEMA:  "FONTE"

1º lugar: OCTÁVIO VENTURELLI - Nova Friburgo
Voltando à velha cidade,
em nossa fonte de então,
o que eu bebi foi saudade
com sabor de solidão...

2º lugar: BATISTA SOARES - Fortaleza
Penso que as fontes ligeiras
que descem a serra, em manto,
são mágoas das cordilheiras,
liquefazendo-se em pranto...

3º lugar: AMÁLIA MAX - Ponta Grossa
A fonte, um singelo fio,
contorcendo-se em cansaços,
encontra por fim um rio
e então se atira em seus braços...

4º lugar: ÁUREA DE ARRUDA FERES - São Paulo
Sem teu calor, tua luz,
fonte da minha energia,
estendo os braços em cruz
e abraço a vida vazia...

5º lugar: CLÓVIS MAIA - Piraquara/PR
Quem sai no mundo à procura
da ventura que sonhou,
acha a fonte da ventura,
mas a fonte já secou.

6º lugar: WALDIR NEVES - Rio de Janeiro
Sou como a fonte da gruta,
que escondida rumoreja:
meu canto ao longe se escuta,
sem que meu pranto se veja...

7º lugar: ALCY RIBEIRO SOUTO MAIOR - Rio de Janeiro
O rio abraçou-se às águas
da chuva que o inundou...
E a fonte, cheia de mágoas
e de ciúmes... secou!

8º lugar: BATISTA SOARES
Tentando novo horizonte,
a enfrentar um sol de estio,
quanta vez voltei da fonte,
trazendo o cantil vazio!...

9º lugar: AYRTON CHRISTOVAM DOS SANTOS - Cabo Frio/RJ
Os olhos são fontes da alma,
com controlada vazão:
secam, se a vida está calma,
mas transbordam, na aflição.

10º lugar: NEY DAMASCENO - Rio de Janeiro
As aparências são fontes
de desenganos constantes,
trazendo a nós horizontes
que estão a milhas distantes...

10  MENÇÕES   HONROSAS   (por ordem alfabética de autores)

ADÉLIA V. FERREIRA - São Paulo
Vida, és trilha num deserto
que, em sedenta caminhada,
nos leva, com passo incerto,
para uma fonte esgotada.

ALCY RIBEIRO SOUTO MAIOR
Eis-me, de novo, defronte
das malhas de tua rede,
a beber da mesma fonte
que não matou minha sede...

ALOÍSIO ALVES DA COSTA - Nova Friburgo
Chorando, nas cachoeiras,
o rio descendo o monte,
pela voz das corredeiras,
canta a saudade da fonte!

APARÍCIO FERNANDES - Rio de Janeiro
A água da fonte retrata
a santidade do amor:
beija a pedra que a maltrata,
depois canta a sua dor!

CLÓVIS MAIA
Não faças curvar a fronte
a uma criança de brio;
um simples calhau na fonte
desvia o leito de um rio...

MARISOL - Teresópolis/RJ
Junto à fonte ele jurou...
Palavras ditas a esmo...
Depois a fonte secou.
- As fontes são assim mesmo!

MARIZA ESTEVÃO - Niterói
Um grande amor, delirante,
que foi morrendo de mágoa,
parece fonte cantante
que se tornou fio d'água...

NOEL BERGAMINI - Rio de Janeiro
Fontes de eterna paixão
trazem conflitos medonhos,
deixando em meio à ilusão,
restos queimados de sonhos...

OCTÁVIO BABO FILHO - Rio de Janeiro
Daquela "fonte", quem dera
uma gota, simplesmente,
para um passado de espera
não falar mal do presente...

OCTÁVIO VENTURELLI
Eu e tu... a chuva morna...
nossa fonte de guri...
A chuva sempre retorna;
a fonte... eu nunca mais vi!

20  MENÇÕES   ESPECIAIS   (por ordem alfabética de autores)

ANA MARIA MOTTA - Nova Friburgo
Não se iluda, agora, tanto,
se hoje em soluços me vê:
pode a fonte do meu pranto
ser tudo - menos você...

ANTONIO DE OLIVEIRA - São Paulo
Bela lição vem a dar
o curso humilde da fonte,
que embora chegue a ser mar,
retorna, em chuvas, ao monte.

ÁUREA BRANDÃO DIAS BORGES - Nova Friburgo
Minha fonte, pequenina,
que ao ouvir-me as mágoas chora,
foi meu brinquedo... em menina...
É a confidente... de agora!...

CARLOS GUIMARÃES - Rio de Janeiro
Multiplicando a maldade,
nem adeus quiseste dar,
mas esqueceste a saudade,
junto à fonte, a soluçar...

DIMAS LOPES DE ALMEIDA - Carvalhos/Portugal
Há quem passe pela vida
e nunca chegue a viver:
quanta boca ressequida
passa à fonte, sem a ver!

ELTON CARVALHO - Rio de Janeiro
Sentimos pena da sina
de quem chora e diz porque;
mas há quem chore em surdina,
como a fonte... e ninguém vê!...

EUGÊNIA MARIA RODRIGUES - Rio Novo/MG
Ante a dor que ora me invade,
um alento eu não consigo,
porque a fonte da saudade
não canta, chora comigo...

IZO GOLDMAN - São Paulo     (duas trovas)
Se a minha estrada termina,
que minha alma iluminada
seja a fonte que ilumina
outra vida, noutra estrada!...

A esperança que prodruz
uma débil claridade,
é minha fonte de luz
na escuridão da saudade...

JOUBERT DE ARAÚJO SILVA - Rio de Janeiro
 A fonte, doce e amorosa,
em noites calmas de estio,
qual amante carinhosa,
procura o "leito" do rio...

LINDA BRANDÃO DIAS     (duas trovas)
Há uma fonte, num recanto,
que busco, se a dor aflora...
Conto-lhe as mágoas, o pranto,
e, solidária... ela chora!...

Foram tantos desencantos
que, hoje, à luz do sol posto,
mostro a fonte dos meus prantos
na vitrina... do meu rosto!...

LILA RICCIARDI FONTES - São Paulo
O sol nasceu no horizonte
e a noite, tão descuidada,
deixou no ipê junto à fonte,
uma estrelinha engastada!

LÚCIA LOBO FADIGAS - Rio de Janeiro
Pelos muitos improvisos
da vida, matando encantos,
secou-me a fonte dos risos,
brotou-me a fonte dos prantos!...

MÁRIO PEIXOTO - Rio de Janeiro
Velha fonte, triste e calma,
da minha infância, hoje ao léu:
se as fontes também têm alma,
a tua foi para o céu...

MIRTES POLACCHI - São Paulo
Para matar a saudade,
ao pé da fonte eu cantava,
e a água com suavidade
nas pedras tamborilava.

NOEL BERGAMINI
A tua alma enlouquecida,
desconhecendo a bondade,
é pobre fonte esquecida,
onde nem chega a saudade!

VANDA FAGUNDES QUEIROZ - Guarulhos/SP
Dependendo da grandeza
de quem vai dar ou ganhar,
simples migalha enche a mesa,
simples fonte é quase mar.

VASQUES FILHO - Fortaleza
Tua ausência, com certeza,
transformou o meu desgosto
nesta fonte de tristeza
que desce, amarga, em meu rosto.

WALDIR NEVES
Quanto mais engrossa o fio
e vê mais amplo o horizonte,
mais depressa esquece, o rio,
o seu começo de fonte.
=================================
NOTA = esse material foi uma gentil contribuição do "Magnífico Trovador" IZO GOLDMAN, da UBT São Paulo/SP