TROVAS VENCEDORAS

Às gaivotas, tão serenas,
propus troca singular:
que me dessem suas penas
em troca do meu penar...
(Alba Helena Corrêa – Niterói – RJ)

Ante a chance tão remota
de ganhar teu coração,
meu sonho é triste gaivota
planando sobre a ilusão.
(Antonio Juraci Siqueira – Belém – Pará)

Meu sonho lembra a gaivota
que voa até se cansar
e as frágeis forças esgota,
não sabendo onde pousar!
(Carolina Ramos – Santos – SP)

Hoje preso, asa ferida,
não consigo mais me impor...
Eu sou gaivota abatida
pelas pedradas do amor!
(Clenir Neves Ribeiro – Nova Friburgo – RJ)

Crê nos teus sonhos e insiste
na busca a que te devotas;
que entre o céu e a terra existe
muito mais do que as gaivotas...
(Edmar Japiassu Maia – Rio de Janeiro – RJ)

MENÇÕES HONROSAS

Cai a tarde... Tão serena,
que a gaivota, pequenina,
sente o adeus em cada pena,
enquanto o dia termina!
(Antonio Carlos T. Pinto – Brasília – DF)

Como um navio sem rota,
singrando mares sem fim,
sigo uma triste gaivota
que voa dentro de mim!
(Gabriel Bicalho – Mariana – MG)

Qual gaivota em desvario,
arrostando vendavais,
tento alcançar o navio
que te levou do meu cais!...
(Maria Madalena Ferreira – Magé – RJ)

O mar levou-a... meus ais
ecoam na imensidade...
Sou a gaivota no cais
que sofre o caos da saudade.
(Maurício Cavalheiro – Pindamonhangaba)

Percorrendo triste rota,
só quem amou é que sente:
- A saudade é uma gaivota
planando dentro da gente...
(Pedro Mello – São Paulo – SP)

MENÇÕES ESPECIAIS

Tantas gaivotas em bando
– num sonho que o bem nos traz
– são, no céu azul planando,
bandeiras vivas da paz.
(Relva do Egypto Rezende Silveira – Belo Horizonte – MG)

Quando o oceano da existência
se levanta, agita e estronda...
a gaivota da prudência
evita a crista da onda.
(Roberto Resende Vilela – Pouso Alegre – MG)

Teus olhos, sempre criando
nossos dias mais risonhos,
são gaivotas enfeitando
o céu azul dos meus sonhos!...
(Rodolpho Abbud – Nova Friburgo – RJ)

Na ilusão de ser gaivota,
se piso a areia, acredito...
Eu olho o mar, traço a rota
e, em sonho, toco o infinito!
(Therezinha Dieguez Brisolla – São Paulo – SP)

No inverno da minha vida,
sou gaivota em migração,
buscando ainda guarida
no calor de um coração.
(Wanda de Paula Mourthé – Belo Horizonte – MG)

================================

ÂMBITO MUNICIPAL

1º lugar:
Na aurora da juventude
desperta o sol - é verão;
mas, chegando o inverno rude,
traz velhice ao coração.
JOÃO CARVALHO NETO

2º lugar:
Vejo corpos bronzeados,
alegria, vida, luz...
Como conter meus pecados
neste verão que seduz?
CHARLES DE OLIVEIRA SOARES

3º lugar:
É nessa alegre estação
que nosso sonho se amplia.
Desponta o sol de verão
nos trazendo mais poesia!
MARIÂNGELA DA SILVA SANTOS

MENÇÕES HONROSAS

Entre as montanhas de rocha,
no céu limpo de verão,
vejo o sol como uma tocha
fenecer na imensidão.
CHARLES DE OLIVEIRA SOARES

Se de nuvens faz-se o inverno,
frio sente o coração;
mas o sol olhando terno,
faz carinho e traz verão.
JOÃO CARVALHO NETO

Pele morena que encanta,
me arrebata o coração.
Sua pele é doce manta
bronzeada no verão.
MARIÂNGELA DA SILVA SANTOS

MENÇÕES ESPECIAIS

Saquarema - que emoção!
- és um paraiso eterno,
onde exausto do verão,
vem o sol passar o inverno.
CHARLES DE OLIVEIRA SOARES

Lindo, lindo sol ardente
desta tão bela estação!
És sublime mesmo quente.
Vem, sol, encanta o verão!
MARIÂNGELA DA SILVA SANTOS

É no verão que aproveito
para meu corpo bronzear.
E na areia arranjo um jeito
de ao teu lado me deitar.
ZÉLIA SANTOS MOTA

Saquarema, Saquarema,
tens a cara do verão.
Saquarema, eus o teu lema:
surfe, sol, sal e paixão.
GILZA ALVES DOS SANTOS