ÂMBITO NACIONAL = TEMA: "ALEGRIA"  (líricas/filosóficas) - concorreram 638 trabalhos

 

VENCEDORES  (por ordem alfabética de autores)

ABIGAIL DE ARAÚJO L. RIZZINI - Nova Friburgo
Se fujo à realidade,
sonhando mil alegrias,
agarro a felicidade
e acordo de mãos vazias...

ANTONIO JURACI SIQUEIRA - Belém     (duas trovas)
Com alegria os tributos
da vida eu pago, pois sei
que um dia verei os frutos
de todo o bem que plantei.

Se queres seguir a via
do amor supremo, convém
não regar tua alegria
com as lágrimas de alguém.

-------------------------------------
MENÇÕES   HONROSAS  (por ordem alfabética de autores)

ADALBERTO DUTRA DE REZENDE - São Jerônimo da Serra/PR
A alegria vou buscando
e alcançá-la não consigo,
porque está sempre brincando
de esconde-esconde comigo.

ALMERINDA LIPORAGE - Rio de Janeiro
Não escondo meus fracassos,
nem mostro falsa alegria,
porque nem mesmo os palhaços
podem sorrir todo dia...

AMÁLIA MAX - Ponta Grossa
A vida anda tão tristonha...
Pobreza... fome... agonia...
que chego a sentir vergonha
de, às vezes, ter alegria.

ARLINDO TADEU HAGEN - Juiz de Fora     (três trovas)
Entre restos de alegria
e a saudade que a domina,
minha alma é casa vazia,
depois que a festa termina.

Se eu tivesse imaginado
o quanto me custaria,
jamais teria comprado
o que eu comprei de alegria.

Vou, num sorriso, iludindo
a vontade de chorar...
Quem sabe ao me ver sorrindo
a alegria há de voltar?

DIMAS LOPES DE ALMEIDA - Carvalhos/Portugal
A alegria desabrocha
no meio da nossa dor,
como na fenda da rocha
nasce, às vezes, uma flor.

EDMAR JAPIASSÚ MAIA - Rio de Janeiro
Com extrema covardia
minha vida, sorrateira,
trocou frações de alegria
por uma tristeza inteira...

FRANCISCO ASSIS MENEZES - Porangatu/GO
Alegria meritória,
após a luta travada,
é a certeza da vitória,
com justiça, conquistada!

LUIZ MACHADO STABILE - Uruguaiana/RS
Quantas vezes a alegria
que explode em mesas de bares,
contrasta, por ironia,
com a tristeza dos lares...

VANDA FAGUNDES QUEIROZ - Curitiba     (três trovas)
Que este preceito se integre
no meu simples dia-a-dia:
melhor do que estar alegre,
só mesmo "dar alegria".

Toda alegria acontece
qual a flor singela e pura
que, um dia, murcha e fenece,
mas perfuma... enquanto dura.

Se a alegria é coisa boa,
fica melhor, todavia,
quando é o bem de outra pessoa
que nos causa esta alegria!

VASQUES FILHO - Fortaleza
Mandas dizer que eu te aguarde,
que voltarás qualquer dia,
e a saudade, nesta tarde,
me faz chorar de alegria...
..................................................................

ÂMBITO ESTADUAL (apenas trovadores do Estado de São Paulo
 

 TEMA: "FESTA"  (líricas/filosóficas)  =  (concorreram 351 trovas)

VENCEDORES  (por ordem alfabética de autores)

AUSTREGÉSILO DE MIRANDA ALVES - São Paulo     (duas trovas)
Em nossa festa ao luar
houve silêncios tão sábios,
que os brindes foram no olhar
e as danças foram nos lábios...

Esta saudade não presta!
Não se enxerga, essa danada!
- Vai comigo a toda festa
e nunca foi convidada!

IZO GOLDMAN - São Paulo     (duas trovas)
Do nosso amor o que resta,
nos teus lábios e nos meus,
é um gosto de... "fim-de-festa"...
e o travo amargo do... adeus!

Em cada festa que faço,
para alegrar minha vida,
eu sinto que existe um traço
de... "festa-de-despedida"...

SEBAS SUNDFELD - Tambaú     (duas trovas)
Na festa particular
que ofereces ao passado,
sei que poderei entrar,
mesmo sem ser convidado!

A festa do amor admite
quem a vida convidou...
Eu recebi meu convite
depois que a festa acabaou!

SILVINA ANTUNES LEAL - Santos     (duas trovas)
Do teu amor só me resta
esta lembrança magoada
de quem chega a um fim de festa
sem ver a festa acabada...

Em nossa casa modesta
reina o amor de tal maneira,
que há sempre um clima de festa
alegrando a casa inteira...

WALTER WAENY - Santos     (duas trovas)
Teu corpo, que ardor empresta
à paixão latente em mim,
para os olhos - é uma festa
e, para o amor - um festim!

No baile animado e amigo
deixei tristeza porque
levei a festa comigo,
quando saí com você!

---------------------------------------
MENÇÕES   HONROSAS  (por ordem alfabética de autores)

ANTONIO BARBIN - São João da Boa Vista     (duas trovas)
Misto de enlevo e carinho,
teus olhos claros, risonhos,
são lumes no meu caminho,
festa maior dos meus sonhos!

Quando retorno da lida,
abatido em meu cansaço,
retomo a força da vida
na festa do teu abraço!

CAROLINA RAMOS - Santos     (duas trovas)
Há festas bem sucedidas,
cheias de luz e de gente;
e há festas, nunca esquecidas,
na penumbra e a dois, somente!...

Chegas... e tudo se expressa
num diferente compasso,
e minha festa começa
na batida do teu passo...

CYRO ARMANDO CATTA PRETA - Orlândia
Depois que se acaba a festa,
dela fica a nostalgia,
um gosto amargo que resta,
fundo de taça vazia...

ERCY MARIA MARQUES DE FARIA - Bauru
Rever-te! Esplêndida festa
para os meus olhos tristonhos:
- única luz que ainda resta
a iluminar os meus sonhos!

GABRIEL DO AMARAL DIAS - Mococa
O som alegre de um sino
que em festa, no céu se alteia,
me traz de volta ao menino
na praça de minha aldeia!

HELVÉCIO BARROS - Bauru     (três trovas)
O meu veleiro risonho
foi festa na tenra idade!
Agora é resto de um sonho
que naufragou na saudade!...

Nosso amor, sereno e triste,
teve atalhos por contraste:
- foi pranto, quando partiste...
- foi festa, quando voltaste...

Cada dia mais tristonho,
reverente a Deus só peço,
mais que a volta do meu sonho,
a festa do teu regresso!

LILA RICCIARDI FONTES - São Paulo     (duas trovas)
Fim de ano... e nada resta,
a não ser, triste lembrança;
mas o sonho é sempre festa
no "rèveillon" da esperança.

Como se fosse a primeira
manhã, no mundo, raiada,
a passarada brejeita
recebe em festa a alvorada!

CIDOCA DA SILVA VELHO - São Luiz do Paraitinga
Nem mesmo de sol preciso,
pois nesta vida de escolhos,
tenho a luz do teu sorriso,
que "festa" para os meus olhos!

MARIA DE LOURDES PEREIRA QUINTANILHA - Taubaté
Numa festa colorida,
de flores em profusão,
a quaresmeira florida
é a própria flor da paixão!

RENALDO STÉRCKELE - Santo André
Na festa de aniversário,
Tambaú tem seus louvores,
nas preces do centenário;
nos versos dos trovadores.
=================================
NOTA = esse material foi uma gentil contribuição do "Magnífico Trovador" IZO GOLDMAN, da UBT São Paulo/SP