ÂMBITO NACIONAL – TEMA “AMOR”

VENCEDORES

Com olhos de mãe eu vejo
no dom materno um fator:
quem gera o filho é o desejo,
quem cria o filho é o amor.
DIVENEY BOSELI – SÃO PAULO

Na velha casa de chão,
quantas lições de valor!
Passamos fome de pão,
mas nunca fome de amor.
PEDRO ORNELLAS – SÃO PAULO

Se produz o amor humano
tanta beleza, imagino
quanto esplendor no outro plano,
repleto de amor divino!
REGINA CÉLIA DE ANDRADE – MAGÉ
--------------------------------------------------------
MENÇÕES HONROSAS

Não há quem bem o defina
mas, num sentido profundo,
o Amor é a chama divina
que ordena e ilumina o mundo!
ANTONIO JURACI SIQUEIRA – BELÉM

Que todo homem tenha a graça
de viver sem preconceito,
pois não tem credo nem raça
o amor que temos no peito!
JOAQUIM CARLOS MOREIRA DA COSTA – NOVA FRIBURGO

O amor é belo e contém
maravilhas, sem medida!
Por ser a essência do bem,
por ser a essência da vida!
MARLENE MARIA DA SILVA MENEZES – PRATA / MG

O amor chega de mansinho,
como quem está brincando,
mostra a flor, esconde o espinho
e acaba nos machucando!
MAURÍCIO FERNANDES LEONARDO – IBIPORÃ / PR

Não rasgue a terra em trincheiras
onde a guerra esconde a dor.
Plante malvas nas floreiras,
componha versos de amor.
RELVA DO EGIPTO REZENDE SILVEIRA – BELO HORIZONTE
--------------------------------------------------------------------
MENÇÕES ESPECIAIS

Numa corrente de mãos,
unidas no amor profundo,
sejamos, pois, cidadãos
não de um país, mas do mundo!
ALBA HELENA CORRÊA – NITERÓI

Amor é o forte do fraco
e que assim se satisfaz;
antes a paz de um barraco
do que um castelo sem paz!
CÉLIA GUIMARÃES SANTANA – SETE LAGOAS / MG

Meu amor, que é tão infindo,
nem a própria vida explica:
quanto mais vou dividindo,
tanto mais se multiplica!
EDMAR JAPIASSÚ MAIA – RIO DE JANEIRO

Meus filhos são meus amores,
o meu amor é tão farto,
que eu não me lembro das dores
e muito menos do parto!...
NEIDE ROCHA PORTUGAL – BANDEIRANTES / PR

Eu penso desde criança,
que a vida só tem valor...
e dela tudo se alcança,
quando se faz por amor.
WANDA ROSSI CARVALHO – BANDEIRANTES

MELHOR TROVA DE EDUCAÇÃO FORMATIVA

Não deixemos que a maldade,
o preconceito e a ambição
destruam na humanidade
o amor de irmãos para irmãos!
GIVA DA ROCHA – SÃO PAULO
========================================= -

ÂMBITO REGIONAL = TEMA “SERTÃO”

VENCEDORES:

Deixei meu sertão e agora,
amontoado na favela,
quando minha viola chora
eu também choro com ela.
ARGEMIRA FERNANDES MARCONDES - TAUBATÉ

Cheiro de terra na pele,
mato e picão na camisa!
- E ainda queres que eu revele
se sou do sertão!... Precisa?
JOSÉ OUVERNEY – PINDA

Teu cantar a gente sente,
carro-de-boi, , podes crer
és o meu sertão ausente
tão presente em meu viver!
JOSÉ VALDEZ DE CASTRO MOURA – PINDA
---------------------------------------------------------
MENÇÕES HONROSAS

Chora o homem do sertão
na esperança que ele encerra,
que o rio do coração
vire mar, inunde a terra!
JOÃO PAULO OUVERNEY – PINDA

Canta o nhambu-chororó
despertando meu sertão,
onde a água virou pó
nas rachaduras do chão.
JOSÉ RAUL VINCI – PINDA

Se a lua em grande beleza
vem clareando toda a mata,
o sertão vira riqueza,
todo coberto de prata...
ANGÉLICA VILLELA SANTOS – TAUBATÉ

No sertão, sob um sol forte,
a mão da seca, atrevida,
vai antecipando a morte
de cada gota de vida.
MAURÍCIO CAVALHEIRO – PINDA

Sertão... enfim, quando chove,
afogando suas mágoas,
o “homem forte” se comove
com o milagre das águas.
OSCAR VIERA SOARES – TAUBATÉ

A gota que mais respinga
no sertão do vilarejo,
não é chuva na caatinga,
é o suor do sertanejo...
WALTER LEME – PINDA
-----------------------------------------------------------------------
MENÇÕES ESPECIAIS

No sertão o filho chora
pela falta de comida,
enquanto a mãe reza, implora,
para Deus tirar-lhe a vida.
CÉLIA REGINA SALGADO – PINDA

Confesso que me surpreende
quem, pela própria vontade,
deixa o sertão e se prende
nas grades de uma cidade...
ÉLBEA PRISCILA DE S. E SILVA – CAÇAPAVA

Das cenas da natureza,
que encantam o coração,
nada supera a beleza
do luar lá do sertão!
ELZA BARROS P. HILÁRIO – JAMBEIRO

Andei por serras e montes,
vislumbrando na amplidão
infinitos horizontes
Ah! Que beleza o sertão!
JOSÉ MORGADO – PINDA