I CONCURSO DE TROVAS DE TAUBATÉ - 1968

TEMA = "URUPÊS"

"Urupês" é dor... é riso...
é canto feito de mágoa...
- A gente o lê num sorriso,
mas com olhos rasos d'água...
1º lugar: MARIA SYLVIA DE CERQUEIRA LEITE - RJ

Na minha estante, bem vês,
pus teu livro, ó sonhador!
- Estante sem "Urupês"
é como jarro sem flor...
2º lugar: DAVID DE ARAÚJO - SANTOS

Taubaté das sapucaias
e dos floridos ipês,
bailando sacode as saias
no jubileu de "Urupês"!
3º lugar: PAULO JOSÉ DOS SANTOS -TAUBATÉ

10 MENÇÕES   HONROSAS (por ordem de classificação)

"Urupês"! Quantas estórias
que os anos jamais consomem!
Meio século de glórias,
na glória eterna de um homem!
DURVAL MENDONÇA - RJ

Jeca põe fogo no mato,
desde a grota ao espigão;
mas, no "Urupês" do Lobato,
quem se incendeia é a nação...
FLÁVIO BELLEGARDE NUNES - TAUBATÉ

Oh, tu que este livro vês,
abre-o de leve, com tato,
que inda vive, em "Urupês",
o coração de Lobato.
ELIZABETH MARTA NOTZ PASCHOAL - TAUBATÉ

"Urupês", duplo espetáculo,
a quem eu rendo homenagem:
- pelo primor do vernáculo,
pelo valor da mensagem!
WILSON MONTEMÓR - RESENDE

Jeca Tatu não se espanta
com a vida. Não se maldiz.
Não ama, não ri, não canta,
não vive, mas é feliz!
LILINHA FERNANDES - RJ

Com tinta verde-amarela,
Lobato veemente fez
essa estupenda aquarela,
que se intitula "Urupês".
OLÍVIA ALEGRI - CAÇAPAVA

Meu bom Jesus, como vês,
divido bem meu horário:
de dia, leio "Urupês";
de noite, o meu breviário.
LILINHA FERNANDES

Fazei, Senhor, que eu não seja,
neste mundo de ambição,
um "Mata-pau" que viceja,
sugando a seiva do irmão.
FRANCISCO LUZIA NETTO - AMPARO/SP

Do Jeca, com grande alcance,
"Urupês" diz a verdade:
"É bonito no romance
e feio na realidade".
WILSON MONTEMÓR

Mostra "Urupês", bem pintado,
o Jeca em que a gente vê
o camponês conformado
à espera não sei de quê.
DURVAL MENDONÇA - RJ

21 MENÇÕES   ESPECIAIS (por ordem de classificação)

Lobato, sem temer nada,
bateu-se com altivez.
A pena foi sua espada;
sua bandeira, "Urupês"!
DAVID DE ARAÚJO

O "Mata-pau" que Lobato
em "Urupês" patenteia,
prova que a vida, de fato,
se nutre da morte alheia...
CESÍDIO AMBROGI - TAUBATÉ

Ao lê-lo desde o prefácio,
quanta vez não me comovo!
- "Urupês" é a Flor do Lácio
enflorescendo de novo...
DAVID DE ARAÚJO

"Urupês" ressalta e frisa
um contraste da existência:
o "jeca" vive de brisa,
neste país da opulência!
WILSON MONTEMÓR

Um escritor, que assim cria
um Jeca tão natural,
precisa de academia
pra se tornar imortal?
WALDEMAR RAFAEL - SÃO JOSÉ DO RIO PRETO/SP

Em "Urupês" retratado,
à sombra da Mantiqueira,
lambarizando, opilado,
Jeca é o mesmo a vida inteira...
CESÍDIO AMBROGI

Meio século já finda,
mas "Urupês" vive inteiro,
mostrando a miséria infinda
do matuto brasileiro.
ARISTEU BULHÕES - SANTOS

"Urupês" - que grande glória!
Cinquenta anos, e estás novo!
Ficaste dentro da História,
vivendo n'amla do povo!
MARINA TRICÂNICO - SP

Hoje, "Urupês", nos cinquenta,
vê, ao ser glorificado,
que. dos problemas que aventa,
nenhum foi equacionado...
CESÍDIO AMBROGI

Livro eterno, com que o artista
abriu caminhos de ideias,
"Urupês", hoje, conquista
a glória das epopeias!
DAVID DE ARAÚJO

Ao escrever "Urupês",
deu-nos Lobato, em verdade,
a mais completa, talvez,
lição de brasilidade.
CARLOS GUIMARÃES - RJ

Em "Urupês", cuja trama
tem como base a tragédia,
não raro há lances de drama
em cenário de comédia...
CESÍDIO AMBROGI

"Urupês" tem o sabor
do fruto agreste do mato:
doce às vezes, qual licor;
outras,amargo de fato.
MARIA DE LOURDES PEREIRA QUINTANILHA - TAUBATÉ

No "Urupês", o mata-pau
de um simbolismo pungente,
faz pensar no mundo mau
de gente matando gente.
MAGDALENA LÉA - RJ

Que mensagem de bondade,
com patriotismo e altivez,
não encerram, na verdade,
as verdades de "Urupês".
GERALDO PIMENTA DE MORAES - POUSO ALEGRE/MG

Lendo "Urupês", tem a gente
a impressão consoladora
de ver Lobato presente,
como se vivo inda fora.
JUDITH MAZELLA DE MOURA - TAUBATÉ

Abro "Urupês" - um tesouro!
Joias raras, que esplendor!
- Trazidas do escrínio de ouro
da alma de um sonhador.
ELIZABETH MARTA NOTZ PASCHOAL - TAUBATÉ

Em "Urupês", num só gesto
ao céu da pátria atirado,
lançou Lobato o protesto
do caboclo abandonado!
DIAS MONTEIRO - TAUBATÉ

"Urupês" - brado de alerta
de conceito sempre novo,
que há cinquenta anos desperta
a sonolência de um povo!
GERALDO PIMENTA DE MORAES

"... nas piúcas alapado,
fogo morto estala ao vento..."
e,nesse chão devastado,
flama a pena de um Zé Bento.
FLÁVIO BELLEGARDE NUNES - TAUBATÉ

Ao "Urupês" sempre novo
trago, para a sua festa,
um grande abraço do povo
nesta trovinha modesta.
DE PAULA MADIA - TAUBATÉ 
..............................................................
Livro de resultados doado por Izo Goldman, Magnífico Trovador da UBT São Paulo/SP.