CONCURSO DE TROVAS DA UBT TAUBATÉ - 2014

TEMA NACIONAL/INTERNACIONAL:  OUTONO
VENCEDORES (por ordem alfabética de autores)
 

ABÍLIO KAC - Rio de Janeiro

Folhas multicoloridas
lembram peças de artesão,
pois no outono, desprendidas,
formam tapetes no chão

ALBA HELENA CORRÊA - Niterói
Já se foi o meu verão,
não sinto pena ou desgosto,
pois o outono da afeição
tem o encanto do sol posto!

ERCY MARIA MARQUES DE FARIA - Bauru/SP
Final de Outono... Tristonho,
eu constato esta verdade:
- Saio da idade do sonho...
e ingresso na da saudade!

MARIA DE FÁTIMA SOARES DE OLIVEIRA - Juiz de Fora
Mãos tremendo... a idade avança,
no outono os sulcos que vêm...
O tempo é um sopro e a esperança,
aos poucos, morre também...

MARINA GOMES DE SOUZA - Bragança Paulista
Ressequidas e revoltas,
rolando sem direção,
lembranças são folhas soltas
no outono do coração.

PALMYRA MARIA GOULART DUARTE - Rio de Janeiro
É só no outono da vida
que se tem maturidade.
Muita coisa foi perdida
nos anos da mocidade.

SELMA PATTI SPINELLI - São Paulo
O outono chegou! Repara
que as aves estão contentes;
a terra-mãe se prepara
para o parto das sementes.
---------------------------------------------

MELHOR TROVA EDUCATIVA FORMATIVA

THEREZINHA DIEGUEZ BRISOLA - São Paulo
Refaça ilusões frustradas!...
O outono nos dá a lição:
- Com folhas secas, pisadas,
tece tapetes... no chão!
--------------------------------------

TEMA REGIONAL (Vale do Paraíba, Serra da Mantiqueira e Litoral Norte Paulista) - VERÃO

VENCEDORES (por ordem alfabética de autores)

ARGEMIRA FERNANDES MARCONDES - Taubaté
Praia cheia, muita gente
curtindo a bela estação;
suco gelado, sol quente,
tranquilidade. É verão.

DARCY BANDEIRANTE AZEVEDO COSTA - Taubaté
Céu azul, o sol brilhando,
praia, sorvete, emoção.
Pouca roupa, um mar chamando.
Como é gostoso o verão!

ÉLBEA PRISCILA DE SOUSA E SILVA - Caçapava
Um convite... apelação...
não sei... velarei teu sono
se trouxeres teu verão
para os meus braços de outono...

GLÓRIA TABET MARSON - São José dos Campos
É verão, a natureza
se aprimora: o sol ardente,
o azul do céu... e a certeza
desse Deus onipotente!

JOÃO PAULO OUVERNEY - Pindamonhangaba
Você, que foi sol ardente
nas tardes do meu Verão,
hoje é uma vela, somente,
nas noites de solidão...

JOSÉ OUVERNEY - Pindamonhangaba
A noite é muito mais fria,
num paradoxo perfeito,
quando o verão se anuncia
sem te anunciar em meu leito...

JOSÉ VALDEZ DE CASTRO MOURA - Pindamonhangaba
Eu te bendigo em meu fado,
trazes sonho em cada dia;
meu verão abençoado,
verão de paz que inebria!

JUDITE DE OLIVEIRA - ABÍLIO KAC - Rio de Janeiro
O verão da minha vida,
eu vivi plantando flores...
Hoje vivo embevecida,
respirando mil olores!
ALBA HELENA CORRÊA - Niterói