http://www.falandodetrova.com.br/herancapoetica

HERANÇA POÉTICA
Colaboração de Maria Thereza Cavalheiro

TROVAS sobre “MORTE” -  novembro 2016

 
          Parece que, no mês de novembro, os que partiram para o mundo sideral ficam mais perto de nós. O pensamento se aquieta na lembrança dos que não mais encontraremos. É como se o mundo fosse ficando menor à nossa volta pela perda de criaturas que se foram para outra dimensão. Mas, por mais que estejam ausentes, esses que passam, sempre ficam. E sempre podemos ofertar-lhes uma oração, uma flor, um poema, uma trova...
É época de meditação, quando devemos lembrar-nos que tudo aquilo que levaremos um dia na grande viagem vai consistir somente no que tivermos feito de bom ou de ruim, nesta breve passagem. Em verdade, não somos proprietários de nada. Somos apenas possuidores de alguns bens, que nos foram concedidos pela Providência Divina. Sejamos bons!

          Vamos relembrar o que alguns poetas, que já passaram por este Planeta, escreveram sobre a derradeira caminhada:
 
A morte não me intimida...
Perfil de dor que eu descarto.
A morte é somente a vida
fazendo um segundo parto!
PAULO CÉSAR OUVERNEY
 
Que a morte nos seja ingrata
pensam desde os tempos de Eva.
Mas é a vida que nos mata;
a morte apenas nos leva.
FERREIRA NOBRE
 
Foi tanta gente querida
residir na Eternidade,
que a rua de minha vida
é asfaltada de saudade.
ADOLPHO MACEDO
 
Eu não consigo entender
porque tem de ser assim.
Quando se aprende a viver,
a vida já está no fim.
VERA VARGAS
 
Da vida no grande coro,
eis nosso destino atroz:
seguirmos de choro em choro,
até chorarem por nós!
TASSO DA SILVEIRA
 
Do gênio, da inspiração,
é que os bons poetas decorrem,
sendo essa a causa, a razão,
por que os poetas não morrem.
BENEDITO R. ARANHA
 
Mais um “Finados” e a gente
recorda as dores sofridas.
Saudade agora é presente
e nos reabre as feridas.
MAFALDA DE SOTTI LOPES
 
Quando um de nós for sozinho,
o que ficar, tu ou eu,
dirá fitando o caminho:
- Qual de nós dois que morreu?
ALCY RIBEIRO SOUTO MAIOR
 
À porta do cemitério,
onde se aquietam os pés,
lês um pensamento sério:
- Ontem, nós fomos quem és...
DELMAR BARRÃO
 
Fria e morta; em meus delírios,
eu, viúvo de seus abraços,
chorei com ciúme dos lírios
que ela levava entre os braços.
ALONSO ROCHA
 
Árvore, és sempre querida,
pois quão nobre é tua sorte:
no berço - embalas a Vida,
no caixão -  serves à Morte!
VALDIR SALVIATTI
 
Nosso amor foi tão bonito,
tamanha foi a ventura,
que, dentro da alma, acredito,
além da Vida perdura...
ZÊNITH FEITOSA
 
A vida é espaço sem termos,
tempo infinito, de sorte
que não começa ao nascermos
e nem se acaba com a morte.
MÍLTON COSTA
 
A morte e as curvas da estrada
são iguais ao menos nisto:
- Continua a caminhada,
mas quem vai já não é visto.
PE. CELSO DE CARVALHO
 
Neste mundo passageiro
considera, meu irmão:
a cinza do corpo inteiro
        cabe na palma da mão.
ANTONIETA BORGES ALVES
 
Rei e peão têm a sina
bem diferente, não acha?
Mas, quando o jogo termina,
se juntam na mesma caixa.
ZIVER RITTA
 
A morte não é tristeza,
é fim... é destinação...
Tristeza é ficar na vida
depois que os sonhos se vão.
ADHELMAR TAVARES
 
Diferentes, os mortais,
porque o destino não erra,
serão finalmente iguais
no mesmo leito da terra.
SEBAS SUNDFELD
 
Esta engrenagem que é a vida
esmaga a todos, sem dó.
E a gente, aos poucos, moída,
de novo volta a ser pó.
PAULO EMÍLIO PINTO
 
Quanta vez junto a um jazigo
alguém murmura, de leve:
- Adeus para sempre, amigo!
E diz-lhe o morto: - Até breve!
BELMIRO BRAGA