CONCURSOS DA UBT SÃO PAULO - 1993
(todas as classificações por ordem alfabética)

PARA ASSINANTES DO “INFORMATIVO SP” TEMA = “MEDO”

VENCEDORES

Chorando à beira da estrada,
num coral de fome e medo,
a criança abandonada
faz do lixo o seu brinquedo!
DELCY R. CANALLES – PORTO ALEGRE

Sou valente e mostro o medo
na desdita que me aflora...
Covarde é quem faz segredo
do medo que o apavora!
EDMAR JAPIASSÚ MAIA – RIO

Vai à luta enquanto é cedo
que amanhã já será tarde
e, da semente do medo,
terá nascido um covarde!
HELOISA ZANCONATO PINTO–JUIZ DE FORA

Meu amor, tenha cuidado!
Pois o maior dos meus medos
é que este sonho adiado
nos fuja por entre os dedos!
MILDES CAMPANÁRIO – SANTOS

Encerrando a caminhada
que anuncia o fim da vida,
corajoso na escalada,
tenho medo da descida...
MILTON NUNES LOUREIRO – NITERÓI

Tenham medo é dos medrosos
- fugidios, reticentes -,
mil vezes mais perigosos
que os atrevidos valentes...
OCTÁVIO BABO FILHO – RIO

Voltaste, mas muito tarde...
E se agora não te aceito,
culpa o teu medo covarde
que te afastou do meu leito...
SILVINA ANTUNES LEAL – SANTOS

Não tenho medo da morte;
suporto os dias tristonhos;
meu temor é que a má Sorte
mate todos os meus sonhos...
THEREZA COSTA VAL – BELO HORIZONTE

Nós fomos tão hesitantes
e tão covardes, os dois,
que o nosso amor morreu antes,
pelo medo do depois...
WALDIR NEVES - RIO

- -- -- --

ASSINANTES DE PORTUGAL: VENCEDORES:

Sofrendo seu mal eterno,
há tanta gente oprimida
que não tem medo do Inferno
pois já tem inferno em vida.
DIMAS LOPES DE ALMEIDA - Carvalhos

Nasce o medo no meu peito
à noite, quando ao deitar,
pergunto: - O que deixo eu feito
se amanhã não acordar?
DOMINGOS FREIRE CARDOSO - Porto

Sem perder o medo ao medo,
tenho medo quanto baste
de ver Deus com o Seu dedo,
a apontar-me: - Tu pecaste!
JOÃO BATISTA COELHO - Paredes

MENÇÕES HONROSAS:

“Menino de olhar tristonho,
tens medo do quarto escuro?”
“Não!... Neste mundo medonho,
tenho medo é do futuro...”

É covardia ter medo!
Esse mal que nos consome.
Mas quanta dor, em segredo,
é coragem com outro nome!...
EMILIA PÊNALBA DE ALMEIDA ESTEVES – Porto (duas)

Da pessoa que me diz
que não tem medo de nada,
eu penso: “Não é feliz!
Não ama, nem é amada!...”
MARIA HELENA M. O. CARNEIRO – Lisboa

A minha alma decidida
a lutar, há de vencer,
pois só tem medo na vida
quem nunca soube viver.

Se a vida nos nega tanto,
e tanto nos pode dar,
por que havemos, entretanto,
de ter medo de sonhar?...
MARIA JOSÉ ALVES P. DA SILVA –Paredes (2)

À tarde, quando em segredo
a recordação me invade,
eu sinto em mim, quase a medo,
o fantasma da saudade.
MORAIS LOPES – Olhão

O medo de se ter medo,
inquietação do valente,
é com certeza um segredo
guardado por muita gente!
RENATO MANUEL LELLO DE CALDEVILLA - Porto

===================================

PARA “VETERANOS” DA UBT SÃO PAULO TEMA = “UM PÁSSARO NA TROVA”

VENCEDORES

Com a lembrança marcada
por sofrimentos de outrora,
igual à pomba assustada
eu fujo aos sonhos de agora.
ADÉLIA VICTÓRIA FERREIRA

Meus sonhos em revoada
foram-se embora, e eu me sinto
andorinha desgarrada
no meu verão quase extinto.
ALBA CHRISTINA CAMPOS NETTO

Ah... se no inverno da idade,
voltassem as andorinhas,
aquelas, da mocidade,
que um dia foram só minhas!
AURORA PIERRE ARTESE

O estilingue, feita a mira,
abate outro bem-te-vi
que, ao morrer, triste, suspira:
“... e eu nem sei por que morri..."
DARLY DE OLIVEIRA BARROS

Ao lembrar, na tarde morna,
da ilusão que me prolonga,
ouço a bater na bigorna
da saudade, uma araponga!
JOÃO ELIAS DOS SANTOS

A algazarra dos pardais,
entre as obras do arquiteto,
sempre alegra um pouco mais
a floresta de concreto.
MARIA REGINATO LABRUCIANO

O rouxinol canta aflito
e nada em volta o consola...
Deseja o espaço infinito,
na solidão da gaiola!...

Nas flores faz seu reinado
e sem queixas do destino,
dança no espaço, encantado,
o beija-flor bailarino!...
MARILÚCIA REZENDE (duas)

Sopra o vento nas palmeiras
e em revoada, as graúnas
convidam alvissareiras
para o bailado das dunas!...
MARINA BRUNA

O pensamento, eu suponho,
é um velho mago encantado
que tira pombas de um sonho
da cartola do passado!

“Tiro ao pombo”... a dor não some...
e em minha crença, que é forte,
vejo Deus riscando o nome
de quem mata por esporte!
PEDRO ORNELLAS (duas)

Quando chegas, eu me faço
de canário cantador...
A gaiola... é o teu abraço!
Meu alpiste... é o teu amor!

Visita o pai na prisão
e, ao voltar, a dor o assola!
Abre a porta, olha o azulão,
e o liberta... da gaiola!
THEREZINHA DIEGUEZ BRISOLLA (duas)

===================================

ASSINANTES DA UBT SÃO PAULO HUMORÍSTICO = TEMA: “UMA BEBIDA NA TROVA”

VENCEDORES:

Na pinga e de pito aceso,
pega a bela, o Serafim,
que no outro dia vai preso
nos braços de... um manequim,...
ADÉLIA VICTÓRIA FERREIRA

Na encruzilhada, parando,
o “bebum” logo escolheu
a cachaça, e foi falando:
- Perdão! O Santo sou eu!
DEIRES HOFFMANN

Bem na hora da comunhão,
cheio de pinga, o Amaral,
chega e diz ao sacristão:
“É a fila do Sonrisal?”

O carro todo amassado,
cheio de cachaça, o Lua,
contou ter “atropelado”
um poste... “andando” na rua!...
DOMITILLA BORGES BELTRAME (duas)

“Eta chuvinha danada,
que bate aqui... na moringa!
Clama o bêbado na estrada
– por que é que não pinga... pinga?”
GIVA DA ROCHA

Entrou na pancadaria
ao pedir: “Loira suada”!
Sua mulher não sabia
que era... cerveja gelada!...
IZO GOLDMAN

Bebe pinga mas não pode,
o coitado do Mané!
Agora pensa que é bode
e vive fazendo... “Mé”!
JOÃO ELIAS DOS SANTOS

Da cachaça fã confesso,
o Zé, lelé da moringa,
ao invés do trem expresso,
só tomava o... ‘pinga-pinga”!!!
MARILÚCIA REZENDE

Deixou a pinga o Jardel
mas, com medo de estranhar,
se empregou num carrossel
pra ver o mundo rodar...

Viciado na cachaça,
passou a usar um pseudônimo
e a dizer, como chalaça,
que era um... alcoólatra anônimo...
MARINA BRUNA (duas)

“Dois conhaques!”, o Santana
pede ao dono do armazém.
E o colega “pé-de-cana”:
“Bota dois pra mim também!”

Prega o padre: “Foge, amigo,
do álcool que é uma desgraça!”
E o bebum: “Não é comigo,
porque eu só bebo cachaça!”
PEDRO ORNELLAS (duas)

Gosta da sogra, graceja...
- e a comparação lhe agrada –
como gosta de cerveja:
“sobre a mesa... e bem gelada!”
THEREZINHA DIEGUEZ BRISOLLA ======================================================================= COLABORAÇÃO DE THEREZINHA DIEGUEZ BRISOLLA = UBT SÃO PAULO