CONCURSOS DA UBT SÃO PAULO – 2004
(todas as classificações são por ordem alfabética)
 

ÂMBITO NACIONAL/INTERNACIONAL TEMA: “GRITO”

VENCEDORES

Quando o sofrer é infinito
e a vida nos deixa sós,
ao sufocarmos o grito,
grita o silencio por nós.
ALONSO ROCHA – Belém/PA

Nas ditaduras ferozes,
mais que o crime de matar,
violência é roubar das vozes
a coragem de gritar!
ARLINDO TADEU HAGEN

Minha angustia aprisionada,
num grito agudo, se solta
e um eco, só por caçoada,
traz-me esse grito... de volta!
ÉLBEA PRISCILA DE S. E SILVA – Caçapava

Eu grito!... mas controlada,
no mais cruel dos revides,
passivamente... calada...
com teu silencio me agrides!
EDMAR JAPÍASSÚ MAIA – RJ

Fui ferido de tal jeito,
fiquei da dor tão vassalo,
que hoje o amor grita em meu peito
e eu mal consigo escutá-lo...
JOSÉ OUVERNEY – JAMBEIRO

Ante aos açoites da sorte
e às calunias que enfrentei,
sinto que gritei mais forte,
quando, altivo me calei!
JOSÉ VALDEZ DE CASTRO MOURA - Pindamonhangaba
(Obs: se houver alguma incorreção de concordância nos dois primeiros versos, ressalto que a trova foi transcrita fielmente do livro de resultados. Desta falha nosso site se exime)

A saudade às vezes fala
e até grita – quem diria! –
quando a rede, a sós,
se embala numa varanda vazia.
MIGUEL RUSSOWSKY – Joaçaba/SC

“Eis o homem!”, diz Pilatos.
E a turbamulta sem luz,
no mais insano dos atos,
responde aos gritos: “À cruz!”
NEWTON VIEIRA – Curvelo/MG

Gritei, vingando o sofrer
dos meus silêncios aflitos,
porque estou farto de ser
carcereiro dos meus gritos!
SÉRGIO BERNARDO – Nova Friburgo

Quando vens, criando atritos,
minha calma te suplanta,
mas não sabes quantos gritos
eu sufoco na garganta.
THEREZA COSTA VAL – BH

--------------------------------------------------------

CONCURSO PARA ASSINANTES DO ‘INFORMATIVO SP” TEMA: TRABALHO

VENCEDORES:

Trabalhas tanto, formiga,
enquanto, ó cigarra, cantas.
No entanto, basta de intriga:
- são duas tarefas santas!
ANTONIO AUGUSTO DE ASSIS – Maringá

É o trabalho um aliado
no caminho para a Luz:
encare-o como cajado,
jamais o transforme em cruz!
ÉLBEA PRISCILA DE S. E SILVA

Com talhadeira e martelo,
finas madeiras entalho...
E esse trabalho é tão belo
que já nem sei se é trabalho!...
HERMOCLYDES SIQUEIRA FRANCO – RJ

Não sei se irei esquecê-la,
vai dar trabalho, acredito,
pois não perdi só uma estrela,
mas... o meu próprio infinito...
JOSÉ OUVERNEY – Jambeiro

Quando se tem por escopo
o trabalho e a persistencia,
marcar presença no topo
deixa de ser coincidência!
JOSÉ OUVERNEY

Trabalho, empenho e coragem
diante da luta renhida,
são portões que dão passagem
para as conquistas da vida!
JOSÉ TAVARES DE LIMA – Juiz de Fora

Não chove. Não há trabalho.
E a seca, sem compaixão,
faz o papel de espantalho,
despovoando o sertão!
JOSÉ TAVARES DE LIMA

No trabalho sê constante;
e, aquele teu sonho incerto
que imaginas tão distante,
em breve estará bem perto!..
JOSÉ TAVARES DE LIMA

Jamais busco o falso atalho
da glória não merecida...
É no suor do trabalho
que se constrói uma vida!
JOSÉ VALDEZ DE CASTRO MOURA

Sem trabalho um homem vaga
de olhar triste, quase em pranto;
volta ao seu casebre e afaga
a velha enxada num canto.
JUPYRA VASCONCELOS – BH

Dos desvarios me valho
no tear das solidões,
onde me dou ao trabalho
de tecer as ilusões...
MARIA LUA – Nova Friburgo

O trabalho que mais traz
a paz pela qual se anseia
é aquele que a gente faz
em prol da ventura alheia.
SANDRO PEREIRA REBEL – Niterói

Sertanejo, quantas falhas
na vida, a te flagelar:
de sol a sol tu trabalhas,
mas ao sol não tens lugar!
WANDA DE PAULA MOURTHÈ – BH

PREMIADOS DE PORTUGAL:

Trabalho duro faz calos,
mas mata os vícios também,
e dá honra e dá regalos,
sem fazer mal a ninguém.
ERNESTO LOPES NUNES – Coimbra

Todo o trabalho enobrece!...
Ninguém lhe tira o valor.
Mas muita gente se esquece
de trabalhar... com amor.
EMILIA PEÑALBA DE A. ESTEVES – Porto

São Paulo, cidade antiga,
em tudo mostras ter garra:
no trabalho, és a formiga
mas, na trova, és a cigarra!...
EMILIA PEÑALBA DE A. ESTEVES

Sempre em busca de agasalho,
mas com um certo desapego,
hoje, não se quer trabalho
quando se procura emprego...
EMILIA PEÑALBA DE A. ESTEVES

No trabalho acho a alegria,
sustento e realização.
E tendo esta companhia
nem sei o que é solidão!
MARIA AMÉLIA P. DE CARVALHO E ALMEIDA - Lisboa

---------------------------------------------------------------------------

CONCURSOS PARA ASSOCIADOS DA UBT SÃO PAULO

a) TEMA: “GAROA” VENCEDORES:

Vivi tantos temporais,
uns reais, outros à toa,
que hoje, quando dão sinais
eu vejo apenas garoa.
ALBA CHRISTINA CAMPOS NETTO

Nos telhados da cidade
a garoa não cai mais,
somente a minha saudade
ainda escorre nos beirais
CAMPOS SALES

A cidade despertando,
na canção que a brisa entoa,
sonolenta, bocejando,
lava o rosto na garoa!
CAMPOS SALES

Lembro a garoa... a seresta...
minha feliz mocidade;
e o que restou desta festa
embala minha saudade!
DOMITILLA BORGES BELTRAME

O meu pranto é só carinho
quando lembro a mocidade;
é garoa, de mansinho
na seresta da saudade!...
DOMITILLA BORGES BELTRAME

Com seus tons de cinza e neve
a garoa é um manto enorme
aconchegando, de leve,
a São Paulo que não dorme...
HÉRON PATRÍCIO

Se a tua ausência magoa,
magoa mais a saudade...
Muitas vezes a garoa
molha mais que a tempestade...
IZO GOLDMAN

Ela se foi... e a garoa
caía na noite calma,
como se a dor que magoa
fluísse de dentro d’alma...
JAIME PINA DA SILVEIRA

Quando a garoa tranqüila
vem inspirar o meu verso,
parece que o céu destila
as estrelas do universo...
JAIME PINA DA SILVEIRA

Sob a teia da garoa,
fiandeira sem igual,
teu amor, vagando à toa,
fez um ninho em meu beiral.
MARIA HELENA CALAZANS DUARTE

Se dramas a chuva escreve,
sem piedade, todo dia,
a garoa, renda leve,
veste a terra de poesia.
MARIA HELENA CALAZANS DUARTE

Falo de tuas ausências
à garoa, que não passa
e ela deixa reticências
sobre o frio da vidraça...
MARINA BRUNA

O aceno... o adeus que atordoa...
e quem me viu não sabia
que era disfarce a garoa
que no meu rosto escorria!
PEDRO ORNELLAS

A garoa e meu desgosto
pelo adeus que ela dizia,
misturavam no meu rosto
água morna e água fria!
PEDRO ORNELLAS

Enquanto a chuva deságua
a chorar em meu jardim,
a nuvem negra da mágoa
garoa dentro de mim...
RENATA PACCOLA

Tu choravas... eu partia...
Os sonhos despedaçados;
e a garoa que insistia
em ter meus olhos molhados!
SELMA PATTI SPINELLI

Garoa, a sua leveza
quase nos diz, quando vem,
que, até mesmo a natureza
chora baixinho... também!
SÉRGIO FERREIRA DA SILVA

--------------------------------------------

b) TEMA: “GRANA” - (humorístico)

VENCEDORES

Ante os preços toma um porre,
e a quem lhe diz que isso é um erro,
responde que só não morre
por não ter grana pro enterro.
ALBA CHRISTINA CAMPOS NETTO

- Custa essa grana o motel?
-É cinco estrelas, meu bem.
- Então vamos pro “moitel”,
lá estrela é o que mais tem.
CAMPOS SALES

No seu sarcófago estreito,
a múmia, em gaze enfaixada:
“Se rolar grana eu aceito
posar pra Plaboy, pelada!...”
DARLY O. BARROS

Muita grana quer o esperto,
no bolso, sem trabalhar...
De vez em nunca dá certo;
no mais das vezes, dá azar.
DÉBORA NOVAES DE CASTRO 

- Ô pai, o que é grana?... cobre?...
dollar?... bufunfa?... vintém?...
- “Fio”, são “coisa” que os “pobre”
só ‘iscuita” falar... não tem!...
JAIME PINA DA SILVEIRA

“Aproveita!... manda a grana!..."
- Grita o mendigo, na sua –
“Esta é a última semana
que eu vou passar nessa rua!..."
JAIME PINA DA SILVEIRA

A sogra morre aos noventa,
deixa ao genro uma bolada.
Trancafiado ele comenta:
“Só grana falsificada”.
MARIA HELENA CALAZANS DUARTE

Já foi rico, hoje é mendigo,
sem grana, sem lar, sem nada,
quando explica para o amigo,
a desculpa é esfarrapada!
MARIA REGINATO LABRUCIANO

Água fresca, uma cabana
e um colchão onde eu me estico...
se trabalhar desse grana
o burro seria rico!
MARINA BRUNA

Jogou alto, foi ‘peitudo”
e ganhou grana de sobra!
Sonhou com sogra, o sortudo,
e apostou tudo na cobra!
PEDRO ORNELLAS

“Eu dobro esse seu dinheiro!”
E o Zé no golpe caiu...
O “mágico” então, ligeiro,
“dobrou’, guardou e... sumiu!
PEDRO ORNELLAS

Um degrau eu sempre subo
quando a grana é insuficiente
e pulo em cima do tubo
pra sair pasta de dente...
RENATA PACCOLA

É preciso ter bravura
pra poder viver com arte
nesses tempos de fartura:
“farta” grana em toda parte!...
RENATA PACCOLA

Naqueles tempos de outrora,
eu tinha grana à vontade...
mas, se o tema é grana, agora,
faço trovas... de saudade!
SÉRGIO FERREIRA DA SILVA

Caloteiro – e bem sacana! –
não tem vergonha na cara:
até quando paga em grana
cola um papel de “BOM PARA”...
SÉRGIO FERREIRA DA SILVA

“Me diga, velha cigana
(que sabe a sorte do mundo),
o que eu faço pra ter grana???”
- Vai trabalhar... vagabundo!!!
SÉRGIO FERREIRA DA SILVA

Sem grana, o povo suspeita:
- Quem tinha fome, tá morto!...
- Quem diz que “tudo endireita”
mora na Granja do Torto!!!
THEREZINHA DIEGUEZ BRISOLLA

É sapateiro e faz “rangos”,
sem grana, não tem recatos:
- Corre aqui... quando assa frangos.
- Corre lá... quando há sapatos.
THEREZINHA DIEGUEZ BRISOLLA